Pular para o conteúdo

É hoje! A primeira volta ao mundo em solitário sem escalas completa 45 anos.

Sir Robin Knox-Johnston no legendário "Suhaili" em 1969

Sir Robin Knox-Johnston no legendário “Suhaili” em 1969

Aos 75 anos de idade o lendário Sir Robin Knox-Johnston relembra a conquista e já planeja a participação em outra competição em solo ainda este ano.

O homem ainda não tinha pisado na lua. Há 45 anos, completar uma volta ao mundo sozinho sem escalas era tão desafiador quanto uma viagem espacial e até hoje tão poucas pessoas navegaram em solo ao redor do mundo quanto realizaram uma viagem espacial.

Em 22 de abril de 1969, Robin Knox-Johnston tornou-se a primeira pessoa a velejar ao redor do mundo sozinho e sem escalas, após concluir com sucesso a competição Sunday Times Golden Globe, promovida por um jornal inglês, a bordo de seu veleiro Suhaili de 32 pés.

Ele não tinha nenhum dos equipamentos modernos e tecnológicos que hoje os velejadores consideram como padrão e até o rádio do barco falhou na maior parte do percurso de 10 meses (312 dias) e 30.000 milhas. Veja o vídeo da chegada da regata em 1969 no link: https://www.dropbox.com/s/l06o4vh869gltu8/Suhaili%20Library.wmv.

Refletindo sobre seu feito histórico, Sir Robin disse: “É difícil acreditar que 45 anos se passaram desde o dia em que completei este desafio histórico. Eu ainda estou muito orgulhoso da conquista que marcou o início de muitos momentos memoráveis ​​que tenho no mar. Competições de oceano sempre foram fundamentais na minha vida. Hoje com 75 anos tenho o prazer de dizer que a minha sede por emoções e aventuras não acabou e já estou me preparando para mais um desafio”.

Sir Robin Knox-Johnston é um dos vejejadores mais famosos da Grã-Bretanha e no outono deste ano ele irá competir novamente em uma competição transatlântica em solitário, a clássica “Route du Rhum”.

Depois de sua primeira circunavegação, ele participou como comandante da Whitbread em 1977/8, da “Enza New Zealand” com o falecido Peter Blake ganhando o Troféu Júlio Verne 1994 de circunavegação mais rápida do mundo e completou a Velux5Oceans em 2006/7, com 68 anos.

Robin foi nomeado cavaleiro em 1995 e eleito tres vezes como o Iatista do ano no Reino Unido. Também ganhou o título de Velejador da ISAF (Maior Associação Internacional da Vela) com o Peter Blake, e em 2007 foi nomeado para o Hall da Fama da ISAF. Em 1996 ele criou a Regata de Volta ao Mundo Clipper Race (www.clipperroundtheworld.com) para oferecer às pessoas de todas as idades e esferas da vida a experiência e a emoção das corridas de oceano.

Desde então mais de 4.000 pessoas foram introduzidas na vela por meio da Clipper Race. A regata acontece bienalmente e hoje é a mais longa competição de oceano do mundo. A nona edição da regata teve início em setembro de 2013 e termina após quase um ano no mar em 12 de julho de 2014, em Londres.

A flotilha disputa agora a etapa denominada PSP Logistics Panamá 100 Cup, uma fase muito tática que começa na Califórnia e termina no Panamá. O percurso leva cerca de três semanas para ser concluído e inclui a travessia do Canal do Panamá que está completando 100 anos.

Para mais informações visite: www.robinknox-johnston.co.uk

 

Por Flavia Goffi, da Assessoria da Clipper Race

Brasileiros são destaque no Sul-americano de Optimist no Uruguai

Erik Hoffmann nas lentes de mestre Capizzano no Uruguai.

Erik Hoffmann nas lentes de mestre Capizzano no Uruguai.

Erik Hoffmann foi vice-campeão por equipes e Gabriel Lopes ficou em 3º

Terminou neste sábado (19) em Punta del Este no Uruguai o Campeonato Sul-americano de Optimist 2014. A Flotilha Minuano do Veleiros do Sul fez uma grande participação chegando a liderar a disputa em alguns momentos. Gabriel Lopes, campeão sul-americano de 2013, ficou em quarto lugar geral e terceiro entre os velejadores sul-americanos enquanto Tiago Quevedo finalizou em quinto no sul-americano e sexta posição geral. Erik Hoffmann fez um grande campeonato, terminando em 45º no geral, após conquistar com o time BRA 1 o vice-campeonato Sul-americano por equipes com João Emilio Vasconcelos, Iagor Franco e Rubem Franco Neto.

O argentino Dante Citadini venceu a competição sul-americana e na classificação geral deu bicampeonato para o norte-americano Ivan Shestopalov. Agora a dupla Gabriel Lopes e Tiago Quevedo inicia a preparação para a disputa do Mundial de Optimist, classe inicial da vela de competição, em outubro na Argentina.

Ane Meira, da Assessoria do Veleiros do Sul

Equipe Don’t Let me Down é a bicampeã Sul-americana de Soling em Porto Alegre

Ricardinho Pedebos, sempre presente no Guaíba, captou a ação dos Solings.

Ricardinho Pedebos, sempre presente no Guaíba, captou a ação dos Solings.

Com uma vitória tranquila na última regata, a tripulação do barco Don’t Let me Down formada por Cícero Hartmann, Flávio Quevedo e André Renard conquistou o título do Campeonato Sul-americano da classe Soling encerrado neste domingo em Porto Alegre. Além dos campeões, o Veleiros do Sul ainda completou o pódio com a equipe do Bossa Nova, de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro, segunda colocada, e a Equilibrium, de Nelson Ilha, Gustavo Ilha e Carlo De Leo.


O Don’t Let me Down começou e terminou bem o campeonato. Teve um dia ruim no sábado, caiu na classificação, mas hoje se recuperou e voltou ao topo. Ao comemorar mais um título de Soling, Cícero disse que sua tripulação velejou bem durante toda a competição, praticamente sem erros e sem estresse. “Tivemos apenas um incidente no segundo dia, quando forcei uma passagem na terceira regata, fui protestado pelo Bossa Nova e acabei desclassificado da prova. Mas hoje tudo correu tranquilo”, comentou o comandante.


O Don’t Let me Down fechou o campeonato de maneira impecável, ao vencer a última regata por boa diferença à frente da flotilha. Essa foi a segunda vez que a equipe do comandante Cícero Hartmann venceu o Sul-americano, a primeira ocorreu em 2010.

O timoneiro George Nehm, vice-campeão, achou o campeonato muito disputado. “As tripulações estavam muito parelhas, mas realmente o Cícero se sobressaiu entre os competidores”. O Sul-americano teve a participação do timoneiro canadense Peter Hall, bicampeão mundial de Soling (2011 e 2012). Ele velejou com os velejadores gaúchos Marcus Silva e Régis Silva. Peter chegou a liderar o campeonato, mas terminou em quinto lugar. Ele veio a convite de Nelson Ilha e elogiou muito a flotilha do Brasil por ser muito consistente. “É difícil velejar contra uns timoneiros aqui” disse Peter na cerimônia de premiação e agradeceu muito a hospitalidade.

No total foram realizadas sete regatas, as três últimas ocorreram neste domingo no Guaíba, com vento sul/sudeste na intensidade média de 12 nós. O Campeonato Sul-americano de Soling teve o apoio da Fundergs e contou com a participação de 13 barcos do Brasil, Argentina, Canadá e Estados Unidos.

Vídeo: http://youtu.be/bdrdLAkXSQ8″>http://youtu.be/bdrdLAkXSQ8

Por Ane Meira, da Assessoria do Veleiros do Sul

 

Falta de vento impede realização de regatas do Campeonato Sul-Americano de Snipe

Marcos Méndez está em POA e registrou toda a beleza das narcejas no Guaíba.

Marcos Méndez está em POA e registrou toda a beleza das narcejas no Guaíba.

Porto Alegre, 17 de abril – A falta de vento impediu a realização das regatas do 36º Campeonato Sul-Americano da classe Snipe programadas para esta quinta-feira, 17 de abril. O início das provas estava marcado para as 13h, mas a calmaria manteve os competidores em terra até 15h15min. As 40 duplas chegaram a velejar até a raia da Baía da Tristeza, na zona sul de Porto Alegre, quando um vento noroeste com seis nós de intensidade finalmente se firmou.  As condições, entretanto, não se mantiveram por muito tempo e as tripulações retornaram ao Clube dos Jangadeiros.

Com isto, a liderança segue com os gaúchos Fernando Kessler e Andrei Kneipp, do Jangadeiros. O segundo lugar é dos baianos Jonhtan Zherke, do Yach Clube da Bahia, seguidos pelos paulistas Rafael Gagliotti e Henrique Wisniewski, do Iate Clube de Santos. Outras três duplas do Jangadeiros aparecem entre as dez primeiras colocadas: Roberto Paradeda e Antônio Rosa (4º), Tiago Brito e Vitor Sabino (7º) e Alexandre Paradeda e Gabriel “Bolinha” Kieling (9º). “Ainda tem muito campeonato pela frente, então não tem nada definido”, afirmou Kneipp.

As regatas do 36º Sul-Americano de Snipe continuam nesta sexta-feira, 18 de abril, a partir das 13h. O objetivo é realizar mais três da série de oito regatas programadas.

 

O 36º Campeonato Sul-Americano de Snipe

Realizado pelo Clube dos Jangadeiros entre os dias 13 e 19 de abril, o evento reúne mais de uma centena de velejadores, incluindo campeões mundiais, pan-americanos, sul-americanos e brasileiros. Atletas brasileiros, argentinos, chilenos e peruanos disputam as regatas nas raias da Pedra Redonda e da Tristeza, zona sul de Porto Alegre. A competição é parte da seletiva para os Jogos Pan-Americanos de 2015 e tem patrocínio da Modular Cargas e apoio da Staub, da Equinautic, da Fundergs, da Ritter, do Boteco Natalício e da Olimpic Sails.

Ivan Netto, da Assessoria do Clube dos Jangadeiros

 

Batalha real nas águas de Auckland. Kate e William competem na Nova Zelândia

Dean Barker, que não é bobo nem nada, formou ao lado da princesa e ainda deixou o marido dela na esteira. Mandou bem!

Dean Barker, que não é bobo nem nada, formou ao lado da princesa e ainda deixou o marido dela na esteira. Mandou bem!

A baía de Waitemata em Auckland, na Nova Zelândia, se tornou o palco de uma batalha real nesta sexta-feira quando o Duque e a Duquesa de Cambridge competiram em veleiros da antiga America’’s Cup. 

Kate, que foi ajudada por Dean Barker, do Emirates Team New Zealand, venceu a prova por 2-0 a bordo do NZL64. Já William navegou com o CEO do Team New Zealand Grant Dalton no NZL41. Milhares de pessoas acompanharam a regata, torcendo com faixas e buzinas a bordo de outros barcos pela baía. 

Cidade das velas
Navegar é um estilo de vida em Auckland. A cidade é conhecida por ser uma das maiores quantidades de barcos per capita no mundo – são 1,3 milhões de habitantes na maior cidade do país. 

Com três portos e inúmeras praias e baías, Auckland oferece diversas opções de passeios aquáticos. Não demora muito entre o visitante sair das compras no coração da cidade e começar a velejar pelas águas de Waitemata para conhecer uma nova ilha, encontrar com golfinhos ou pescar no Golfo de Hauraki.

Da RPM Comunicação

Porto Alegre sedia Sul-americano da classe Soling

O Soling é sempre forte no Guaíba. Por: Ricardo Pedebos/VDS

O Soling é sempre forte no Guaíba. Por: Ricardo Pedebos/VDS

Entre os dias 17 e 20 de abril o Veleiros do Sul realiza o Campeonato Sul-americano de Soling. Serão cerca de 15 tripulações vindas do Brasil (Porto Alegre e Rio Grande), Argentina e Canadá disputando o título continental da classe que já conquistou medalha olímpica para o país.

O destaque da competição será a presença do velejador canadense Peter Hall, bicampeão mundial de Soling e um dos principais nomes da classe na atualidade. “O evento terá um nível técnico alto. “Será uma grande oportunidade para os velejadores locais aprenderem com a experiência do timoneiro Peter Hall””, ressalta o capitão da flotilha do Veleiros do Sul Kadu Berghental .

Também participa a tripulação gaúcha tetracampeã Sul-americana de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro. Eles defendem o título conquistado no ano anterior em Buenos Aires.

Foto: Tripulação tetracampeã Sul-americana de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro do Veleiros do Sul e Classe Soling no Guaíba

Ane Meira, da Assessoria de Comunicação do Veleiros do Sul 

 

Clube dos Jangadeiros sediará o 36º Campeonato Sul-Americano da classe Snipe

Dupla Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling conquistou a medalha de ouro nos Jogos Sul-Americanos 2014, em Vinã del Mar, no Chile. Crédito Bernardita Grez

Dupla Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling conquistou a medalha de ouro nos Jogos Sul-Americanos 2014, em Vinã del Mar, no Chile. Por: Bernardita Grez

Competição reunirá mais de 150 velejadores nas águas do Guaíba, entre os dias 13 e 19 de abril

A língua espanhola vai tomar conta da zona sul de Porto Alegre entre os dias 13 e 19 de abril, quando o Clube dos Jangadeiros realizará o 36º Campeonato Sul-Americano da classe Snipe. O evento deve reunir mais de 150 velejadores, que representarão pelo menos seis países: Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Peru e Equador. As regatas serão disputadas nas raias da Pedra Redonda e da Tristeza e contarão com a presença de campeões mundiais, pan-americanos, sul-americanos e brasileiros. Atual campeã brasileira e dos Jogos Sul-Americanos, a dupla gaúcha Alexandre Paradeda e Gabriel Kieling, do Jangadeiros, está entre as favoritas ao título.

Programação do evento:

Domingo (13/04/2014) 09:00 – 12:00 – Inscrições e medição para as categorias Master e Misto. 14:00 – 17:00 – Inscrições e medição para as categorias Sênior, Júnior e Feminino.

Segunda-feira (14/04/2014) 10:00 – 17:00 – Inscrições e medição para as categorias Sênior, Júnior e Feminino. 14:00 – Regatas para as categorias Master e Misto.

Terça-feira (15/04/2014) 10:00 – 17:00 – Inscrições e medição para as categorias Sênior, Júnior e Feminino. 14:00 – Regatas para as categorias Master e Misto. 19:00 – Cerimônia de abertura do evento e entrega dos prêmios para as categorias Master e Misto.

Quarta-feira (16/04/2014) 13:00 – Regatas para as categorias Sênior, Júnior e Feminino. 18:00 – Confraternização logo após as regatas do dia, com canoa de cerveja, chopp e choripán.

Quinta-feira (17/04/2014) 13:00 – Regatas para as categorias Sênior, Júnior e Feminino. 18:00 – Churrasco no Bar Snipe, logo após as regatas do dia.

Sexta-feira (18/04/2014) 13:00 – Regatas para as categorias Sênior, Júnior e Feminino. 18:00 – Confraternização logo após as regatas do dia, com canoa de cerveja, chopp e choripán.

Sábado (19/04/2014) 11:00 – Regatas para as categorias Sênior, Júnior e Feminino. 20:00 – Cerimônia de encerramento, entrega dos prêmios para as categorias Sênior, Júnior e Feminino e feijoada na Sede da Ilha.

Ivan Netto, da Assessoria do clube

 

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.286 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: