Pular para o conteúdo

Arquivo de

Henrique Gigante Haddad sobe 27 posições no ranking mundial de match race

A Isaf divulgou nesta quarta-feira um novo ranking mundial de match race. E o destaque desta vez foi o brasileiro Henrique “Gigante” Haddad, que subiu 27 posições e ocupa o 22º posto mundial. Gigante e sua equipe venceram o Sul-Americano e o Brasileiro e ficaram em segundo no Mumbai International Match Race. O líder do ranking Open ainda é o ingles Ben Ainslie. Entre as mulheres, Juju Senfft é a primeira brasileira, em 19º, subindo uma posição. Juliana Mota vem em seguida, em 31º, após cair cinco posições. Renata Decnop é a terceira, em 37º, uma posição melhor do que o último ranking. A líder do ranking é novamente a francesa Claire Leroy. Esse Haddad está cada vez maior!

Elliotts 6m são batizados em Porto Alegre

E Ricardinho Pedebos testemunhou o alvorecer da era Elliott no Brasil.

Os barcos da classe olímpica Elliott 6M foram lançados nas águas do Guaíba nesta quarta-feira, feriado em Porto Alegre, dia da padroeira da navegação Nossa Senhora dos Navegantes. A cerimônia de batismo reuniu autoridades governamentais, esportivas e velejadores ao meio-dia no pátio do clube Veleiros do Sul.

O evento contou com a presença do secretário de Esporte e Lazer do Estado, Kalil Sehbe, do secretário municipal de Esportes, Recreação e Lazer, Edgar Meurer e da presidente da Câmara Municipal de Vereadores da Capital, Sofia Cavedon, além de dirigentes da Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM) e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Os seis barcos que compõem a primeira flotilha de Elliott da América do Sul receberam os nomes das cidades Olímpicas: Atlanta, Sidney, Atenas, Pequim, Londres e Rio de Janeiro. Eles tiveram como madrinhas as velejadoras: Juliana Senfft, Marina Jardim e Fernanda Decnop, do Rio de Janeiro, e as gaúchas Juliana Duque, Mariana Silva e a técnica Martha Rocha.

Na cerimônia de lançamento dos barcos destinados a modalidade de match race feminino que fará parte dos Jogos Olímpicos de Londres, o Superintendente da Confederação Brasileira de Vela e Motor, Ricardo Baggio, o Kadu, destacou o significado do momento para as velejadoras: “Vocês são privilegiadas, pois recebem um investimento de grande vulto, sem precedentes no esporte da vela brasileira. Isso porque acreditamos em vocês em 2012 e 2016”, frisou.

Por Ricado Pedebos, da Assessoria do VDS

Thomas Coville veleja 120 milhas a frente do recorde

Thomas Coville e seu maxitrimarã Sodebo conseguiram abrir uma vantagem de 120 milhas do recorde de volta ao mundo em solitário e sem escalas. Após cinco dias no mar, Coville já estava ao sul de Cabo Verde, seguindo rumo à costa brasileira. Nas últimas 24 horas ele manteve uma velocidade de “apenas” 24 nós e está 120 milhas à frente do recorde de Francis Joyon. Incrível!

Primeira edição da Oracle RC44 Cup acontece no início de março

Entre os dias 2 e 6 de março a cidade de San Diego, na Califórnia, sera palco da primeira edição da Oracle RC 44 Cup. São esperados 11 barcos, de nove países. O campeonato será dividido em quatro dias de regatas de flotilha, quando apenas os donos dos barcos podem ir no leme, e um dia de match race, quando os profissionais podem assumir o comando. Dentre os profissionais, são esperados grandes nomes como Paul Cayard, Russell Coutts e Ian Williams. Esse barquinho é tudo de bom!

%d blogueiros gostam disto: