Pular para o conteúdo

Arquivo de

Team Australia testa o AC45

A equipe australiana adorou o que viu em águas neozelandesas

Apesar do dia nublado, o Team Australia testou no começo desta semana o AC45, irmão menor do AC72, que será usado na próxima Copa América. E as críticas foram todas positivas. A equipe pretende investir em jovens talentos do país para montar o time que irá participar da Copa. Tá esquentando!

Primeiro S40 da Med Cup já segue para a Espanha

O "barco verde"é o primeiro S40 a chegar na Europa

O Iberdrola é o primeiro S40 da flotilha que irá correr a Med Cup a ficar pronto. A previsão é que ele chegue em Valência, na base da equipe, no dia 7 de março. Para o campeonato deste ano, que terá cinco etapas, são esperados sete barcos e a flotilha já considera também a participação na Copa do Rei, que acontecerá de 31 de julho a 6 de agosto em Palma de Maiorca. Todos os barcos da classe são construídos na Argentina, no estaleiro M Boats. Isso que é sucesso!! Parabéns a todos que fizeram do S40 um barco de classe mundial!

Favoritos assumem a liderança do Pré-Pan

Fred Hoffmann está lá e capturou o veterano Paulo Santos ainda arrebentando no Snipe.

O segundo dia da Semana Brasileira de Vela, mais uma vez, apresentou ventos fracos, variando de cinco a oito nós. Mesmo assim foram realizadas duas regatas na tarde desta quinta-feira, nas duas raias montadas na praia de Jurerê, em Florianópolis. Os favoritos às vagas brasileiras nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara se recuperaram dos resultados negativos do primeiro dia. O evento classifica os velejadores do País para o Pan do México nas sete classes do calendário.

A Sunfish (disputada com barcos da Laser Radial) registra o maior equilíbrio da Semana Brasileira de Vela. O atual líder Matheus Dellagnelo, de 22 anos, assumiu o topo da lista depois de ficar em quinto lugar nas três regatas disputadas. O atual campeão brasileiro afirma que o conhecimento da raia não pode ser apontado como fator preponderante. “As três regatas foram muito difíceis, sem vento e rondando demais. Eu tentei me segurar no meio e deu certo. Ser de Florianópolis não ajudou desta vez, mas também não atrapalhou. Foi tudo muito louco”, relata Dellagnelo, feliz com o nível técnico da classe na seletiva.

As disputas equilibradas para uma vaga na Sunfish apontam um duelo à parte entre homens e mulheres. A velejadora fluminense Mônica Matschinske chegou a liderar a competição depois de dois segundos lugares, mas na terceira prova foi mal e caiu para a sexta posição. Adriana Kostiw se recuperou e pulou da 13ª para a terceira posição. “Hoje fui bem, me recuperei da velejada de quarta-feira. Mas tem muita coisa pela frente”, comemora Kostiw. O líder do primeiro dia Henrique Back teve problemas e saiu da liderança para a 21ª posição.

Na classe Lightning, a tripulação de Cláudio Biekarck venceu as duas regatas do dia e ultrapassou o time da família Buckup, que teve uma largada escapada na última regata desta quinta-feira. “Hoje a nossa tripulação foi mais agressiva e levamos vantagem nas manobras. Por enquanto, a briga é entre o nosso time e os Buckup. Na vela é muito comum marcar quem está na frente, ainda mais em uma seletiva com menos barcos”, destaca Biekarck.

Na Snipe, a dupla Paulo Santos e Rodrigo Inácio segue na liderança depois de três regatas. Porém, as parcerias Alexandre Tinoco/ Gabriel Borges e Alexandre Paradeda/ Gabriel Kieling se recuperaram no segundo dia da Semana Brasileira de Vela. A tripulação de Paradeda, que é o atual campeão pan-americano de Snipe, saiu da nona para a quarta posição, depois de um quarta e um primeiro lugares. Já Alexandre Tinoco/Gabriel Borges se aproximou do líder Paulo Santos, após fazer primeiro e quarto lugares. “Agora é manter a cabeça no lugar, tem muita gente boa na disputa. Na classe é impossível decidir nas primeiras regatas. Não tem favorito e o classificado só deve sair na última”, alerta Tinoco.

Os favoritos à vaga no Pan na Hobie Cat 16, Bernardo Ardnt e Bruno Oliveira, assumiram a liderança que era de José Roberto de Jesus e Anderson Brandão. Nesta quinta-feira, o time de Baby, como é conhecido o timoneiro, venceu as duas as regatas. “Hoje foi um dia no qual nossos planos e estratégias deram certo, o que não ocorreu ontem. A sorte nos ajudou também. Vai ser difícil até o último dia. Todos vão ter chance de liderar e a ideia é manter a calma e aproveitar o momento certo”, conclui Baby.

Resultados – após dois dias

Hobie Cat 16 – 4 regatas
1- Bernardo Arndt/ Bruno Oliveira – 8 (5+1+1+1)
2- José Roberto deJesus/Anderson S. Brandão – 10 (1+2+5+2)
3- Claudio Teixeira Jr./ Weverton dos Santos – 10 (2+3+2+3)
4- Ricardo Halla / Marcela Mendes – 18 (6+5+3+4)
5- Mario Dubeux / Karoline Bauermann – 18 (3+4+6+5)

Sunfish/Laser Radial – 3 regatas
1- Matheus Dellagnelo – 15 (5+5+5)
2- Geison Dzioubanov – 18 (4+1+13)
3- Adriana Kostiw – 28 (15+4+9)
4- Sérgio Túlio de Andrade – 30 (9+6+15)
5- João Hackerott – 30 (10+13+7)

Lightning – 4 regatas
1- Cláudio Biekarck/ Marcelo Silva / Gunnar Ficker – 6 (2+2+1+1)
2- Mário Buckup/Telma Buckup/ Marc Buckup – 9 (1+1+2+5)
3- Bruno Prada/ Juan de La Fuente/ Nicolas Brancher – 12 (3+3+4+2)
4- Diego Mello / Jordan Mello / Marcelo da Silva – 14 (4+4+3+3)

Snipe – 3 regatas
1- Paulo Santos/ Rodrigo Oliveira – 6 (1+2+3)
2- Alexandre Tinoco/ Gabriel Borges – 8 (3+1+4)
3- Rafael Gagliotti / Henrique Wisniewki – 13 (5+6+2)
4- Alexandre Paradeda / Gabriel Kieling – 14 (9+4+1)
5- Samuel Albrecht/ Flávio Fernandes – 14 (2+5+7)

Por Flavio Perez, da ZDL de Comunicação

Inscrições para a colônia de férias do Jangadeiros ainda estão abertas

Ainda dá tempo da criançada se divertir no Jangadeiros

Depois de quase dois meses de muita alegria e diversão, a edição de 2011 da Jangadinha vem chegando ao fim. Realizada sempre nos meses de janeiro e fevereiro, a colônia de férias do Clube dos Jangadeiros, em Porto Alegre, está na penúltima semana de atividades deste ano. E fique atento: restam apenas algumas vagas para a turma da última semana (21 a 25 de fevereiro). Para inscrever o seu pequeno é muito fácil, basta entrar em contato com a Escola de Vela Barra limpa, ligando (51 3268-0080 – ramal 7), enviando um e-mail (escoladevela@jangadeiros.com.br) ou comparecendo à sede da escola.

Entre outras atividades, quem participa da Jangadinha tem a oportunidade de fazer passeios de barco, aprender noções básicas de Vela, brincar nas piscinas do clube, assistir peças de teatro e aproveitar ao máximo a ilha do Jangadeiros. E tudo isso sempre total orientação e acompanhamento de professores experientes, que, além de supervisionar, também ensinam a criançada a respeitar e preservar a natureza. Alô gauchada, não perca tempo e matricule o seu pequeno agora mesmo na Jangadinha 2011!

%d blogueiros gostam disto: