Pular para o conteúdo

Arquivo de

Gold Coast Australia garante a segunda vitória ao ser o primeiro barco da Clipper Race a cruzar a linha de chegada no Rio de Janeiro

O barco Gold Coast Australia foi o primeiro barco da Clipper Race a cruzar a linha de chegada da segunda perna no Rio de Janeiro. A equipe aportou em terras tupiniquins na manhã desta quarta-feira, depois de 19 dias de regatas desde a Ilha da Madeira, em Portugal. E o skipper Richard Hewson atribiu a segunda vitória à equipe. “Estou muito orgulhoso. A equipe trabalhou muito bem, eles foram fantásticos. Fizemos a nossa tática como dissemos que iríamos fazer”.

De acordo com a previsão o próximo barco a chegar na Cidade Maravilhosa será o Welcome to Yorkshire. No final da tarde desta quarta faltavam apenas 40 milhas para a linha de chegada. Atrás dele está o Singapore, a pouco mais de 70 milhas da chegada.

Única regata global em que pessoas comuns, independentemente de sua experiência na vela, podem cruzar oceanos a bordo de barcos de 68 pés, a Clipper Race conta com alguns tripulantes de origem brasileira em sua primeira perna. Annelise Nelson, consultora de 28 anos que vive em Londres, na Inglaterra estava a bordodo barco vencedor. Outro tripulante da edição 2011-12 da Clipper Race estará em casa no Rio de Janeiro: Fabio Peixoto, de 39 anos, nascido e criado na cidade, chegará com o barco New York até o fim da semana. Engenheiro financeiro, Fabio decidiu participar da regata depois de ver a flotilha da Clipper passar por Manhattan, onde ele veleja

Obatalá vence as 24h do lago Paranoá, que reuniu 33 barcos neste final de semana

Neste final de semana 33 veleiros participaram da regata 24h do lago Paranoá, em Brasília. A primeira colocação geral RGS-DF ficou com a tripulação do barco Obatalá (AABB), seguido por barco Fugitivo Uptime (CMIC) e Scarpart (ICB), na terceira colocação. A fita-azul ficou com o Pakato (CMIC). A prova mais interessante do calendário náutico de Brasília, foi promovida pelo Clube da Aeronáutica de Brasília (CAER)

 “Foi uma bela regata, com a participação de 33 veleiros. Percurso inicial inédito, clima agradável, bons ventos de dia e de noite, cordialidade e energia positiva na raia. Disputas leais e grande festa de confraternização entre os competidores e os convidados após a chegada”, resumiu o velejador José Rocha Neto. A regata é considerada a maior competição deste tipo em águas abrigadas do Brasil e uma das maiores do mundo. Os barcos largaram ao meio dia de sábado e finalizaram a prova no meio dia de domingo.

Da assessoria do evento

Vídeo: Teste do novo C30 em Ilhabela

%d blogueiros gostam disto: