Pular para o conteúdo

Negra, com Lars Grael na tática, encontra o caminho no vento rondando e vence para ficar mais perto do título de 2011 na Mitsubishi Sailing Cup.

Lars viu, o Negra foi e os caras venceram. Mestre Capizzano captou a esquerda mágica.

Com metade das regatas corridas na terceira e última etapa, o aniversariante do dia, Samuel Albrecht, no Crioula, continua na frente no S40. O Match Point lidera a HPE25.

A Mitsubishi Sailing Cup 2011 continuou hoje no Rio de Janeiro com mais duas regatas corridas no dia frio com vento sudoeste rondado, de 10 a 15 nós, e maré enchente forte. Nas condições variáveis da baía de Guanabara, os líderes do campeonato no acumulado do ano se deram bem e abriram preciosos pontos sobre seus rivais. Por curiosidade, o ‘Negra’, na S40, e o ‘Match Point’, na HPE25, que foram campeões em 2010, também lideram neste ano.

Entre os monotipos de 40 pés, o destaque ficou por conta da manobra ousada que o tático do barco ‘Negra’, Lars Grael, fez no primeiro contravento da segunda prova do dia. “Nós largamos mal e eu vi dois barquinhos, um Snipe e um Laser, velejando bem na esquerda. Resolvemos ir para lá e ainda achamos um braço de maré vazante no meio da maré enchente. Foi muito bom!”, comemorou Lars.

De fato, o barco argentino de tripulação uruguaia abriu uma vantagem que o permitiu vencer confortavelmente, subir para terceiro lugar na etapa, e abrir 21 pontos sobre o rival chileno ‘Pisco Sour’, no acumulado do ano. Detalhe, o ‘Pisco’ havia vencido a primeira regata desta sexta-feira.

No entanto, quem lidera a classe S40 aqui no Rio é o gaúcho ‘Crioula’ com 14 pontos perdidos nas quatro regatas corridas até aqui. Em segundo na etapa carioca está o ‘Pajero’, de Eduardo Souza Ramos. O barco do multicampeão Torben Grael, timoneado por seu filho Marco, foi o melhor do dia com um quarto e um segundo lugares hoje.

Com isso, o ‘Mitsubishi/Gol’ está em 4º na etapa, apenas um ponto atrás do ‘Negra’. “Foi um dia difícil. O vento e a maré estavam inconstantes, mas conseguimos manter uma boa média e subir na súmula. No S40 tudo é sempre muito igual e é importante conseguir se manter à frente”, disse Torben.

HPE25 – Na classe HPE25, o ‘Match Point’, de Hugo del Priore, campeão de 2010, retomou a liderança geral e da etapa hoje. Com dois segundos lugares nesta sexta-feira, o barco acumula 11 pontos perdidos na etapa e 27 no geral de 2011 já contados cinco descartes.

Aqui no Rio, o campeão da Semana  de Vela de Ilhabela, ‘Atrevido’, de Fábio Bocciarelli, está na vice-liderança e o ‘Max’, timoneado por Bruno Prada, medalhista olímpico e proeiro de Robert Scheidt na classe Star, está em terceiro. “A disputa está bem legal na HPE25. Temos cinco barcos que podem vencer a etapa e a cada regata as coisas mudam na tabela”, contou Brunão, como é conhecido no meio da Vela de competição.

Em quarto no Rio o ‘Ginga’, de Bruno Chvaicer, não teve um dia bom e viu o seu rival, ‘Match Point’, abrir três pontos na súmula geral de 2011. Para amanhã estão previstas mais duas regatas na baía da Guanabara a partir 12h. Os barcos devem deixar o Iate Clube do Rio de Janeiro por volta das onze horas.

Para mais informações, e transmissão boia a boia, acesse: www.twitter.com/mitsailingcup e também o site www.mitsubishisailingcup.com.br

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: