Pular para o conteúdo

Sebastien Rogues vence a primeira etapa da Mini Transat. Kan Chuh relata a sua travessia.

Kan Chuh é o representante brasileiro na competição

Depois de oito dias, 20 horas, 46 minutos e 43 segundos Sebastin Rogues foi o primeiro velejador solitário da classe Proto a cruzar a linha de chegada da primeira etapa da Mini Transat, entre La Rochelle, na França, e a Ilha da Madeira, em Portugal. Entre os barcos de Serie, o vencedor foi Mariette Benoit. O brasileiro Kan Chuh foi o 35º entre os 45 barcos de serie a terminar a regata.

 

Leia abaixo o relato de Kan:

 

Prezados amigos velejadores,

Acabei de terminar a primeira etapa da minitransat de 1140 milhas entre La-Rochelle e Funchal. Eis um resumo da regata:
Temperatura: quente demais 20 a 30 graus.
Mar liso: igual a ilhabela com swel as vez.
Previsão do tempo: ventos variaveis em um regime de alta pressão por todo percurso.A regata aqui foi um teste de tortura chinesa pesada (teste de paciencia).
Na largada (boia de contra vento de 1 milha) fui para o lado certo e fiz entre os 20 primeiros da classe serie (otimo).
Daí iamos para uma boia de traves-popa, e na indecisão entre colocar o balão grande ou geneaker (code-0 de enrolar), em 10 minutinhos entre rodar o pau, rodar os cabos, subir o geneaker, descer o geneaker pois uma escota estava passada errada, subir de novo, já estava entre os 5 ultimos. Mas isso era apenas as 5 primeiras milhas de 1140 milhas.
Para os que já fizeram a Santos-Rios sem vento e os já fizeram a REFENO e as 24 horas de Brasilia sem vento, a regata foi mais ou menos assim:
2 PRIMEIROS DIAS: CALOR HORRIVEL sem vento.
================================================
Correr DUAS regatas 24-horas de Brasilia sem vento: boiando e xingando FAZENDO 50 A 80 MILHAS POR DIA
================================================ 
Depois 3 DIAS: CALOR HORRIVEL
================================================ 
Correr DUAS Santos-Rio sem vento: dizendo “NUNCA MAIS CORRO ESTA REGATA DE DE M…” sem vento com swell e velas batendo…
================================================ 
Depois 5 DIAS: calor mas com vento
================================================ 
Correr DUAS REFENO maravilhosas: vento constante (ventilador) em orça apertada e orça folgada o tempo todo em um único bordo dia e noite
================================================ 
Depois: CHEGADA IGUAL A Circuito-Rio com linha de chegada dentro da Baia da Guanabara sem vento com maré vazante.
================================================ 
4 horas para fazer as ultimas 2 milhas. Ainda por cima levei um dia inteiro para passar o 585 que estava a 4 milhas a frente as 8 da manha e estava meia milha atras de mim na aproximação do porto de chegada as 21:30h da noite,  e com o vento fraco  a sotavento da ilha, ele me passou a 100 metros da chegada e chegou uma hora antes de mim!!!!! cruzei a linha de chegada em Funchal as 01:30 da manhã realmente muito STRESSADO (a verdade é impublicavel).
Obs-1: Foram 10 dias muito cansativos, 100% de regata o tempo todo.  Obs-1: Teve motim a bordo pois os tripulantes queriam jogar o cmte no mar toda vez que sai o boletim diario no radio com a posição do VMAX em ultimo e sempre cada vez mais distante dos primeiros colocados. Depois pelo tracking pude ver que os primeiros 5 dias errei tudo e fiz 100% o oposto dos outros barcos.
Obs-2: Não via quase barco nenhum o tempo todo, era só o GPS, o instrumento, as velas e GPS, o instrumento as velas e etc, bem monotono !!!!! só vi um rapidinho no terceiro dia e depois no quinto dia e depois  ultimo dia  que fiz um pega legal em que passei o Belga (bom velejador e estava mais atras pois quebrou opu-de-spi) que depois ele me passou na linha de chegada comigo dando ré e ele com vento indo para frente (parecia o circuito Rio).
Obs-3: Funchal parece NORONHA+ ILHABELA
Obs-4: No final o resultado ficou até não muito ruim pois acabei em 35/45 e apenas 24h de diferença para o primeiro colocado. No quinto dia eu estava 120 milhas atras e andando a 2 nos por hora e faltavam 700 milhas, achava que ia chegar uns 3 a 4 dias depois do primeiro colocado.
Obs-5: a segunda perna tem 3100 milhas non-stop e 24 horas de diferença não é muito.
Obs-6: Olhem o nivel da competição: depois de 1140 milhas os 35 primeiros chegaram em apenas 24h!!!!
Obs-7: nos prototipos foi tambem uma disputa legal.
Obs-8: a gente dentro do barco não sabemos de nada sobre a posição dos outros barcos e nem temos a previsão do tempo detalhado, portanto depois dos 3 primeiros dias é olhar o ceu e tentar acertar o vento e o bordo correto a seguir. vcs de fora podem ver o comportamento de toda flotilha, a previsão do tempo e ver os erros e acertos de cada um.
Estou agora no corre-corre para preparar para a segunda etapa.
Um grande abraço a todos
Kan Chuh

A próxima etapa, entre Madeira e Salvador, largará no dia 13 de outubro.

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: