Pular para o conteúdo

Arquivo de

Brasucas dominam Vela no Pan 2011após 8 regatas

Esse merece loas. Matheus é o líder em uma classe que praticamente não existe no Brasil, a Sunfish. Bravo!

Velejadores das classes Sunfish e RS:X ampliam vantagem. Tripulações da Snipe, Hobie Cat, J/24, Lightning e Laser estão entre os líderes

As condições de vento e até de temperatura em Puerto Vallarta jogam contra os brasileiros que disputam os Jogos Pan-Americanos. Mesmo assim a armada brasileira tem chances reais de ouro em todas as classes, exceto Laser Radial, após oito regatas do programa.

Nesta sexta-feira (21), a Comissão de Regatas realizou as provas com ventos fracos e rondados, variando de seis a 10 nós e o calor na raia mexicana bateu nos 40 graus.

Na súmula, três velejadores brasileiros na liderança isolada: Matheus Dellagnelo (Sunfish), Patrícia Freitas e Ricardo Winicki (RS:X). O trio venceu as duas regatas de cada classe programadas e ampliou a vantagem.

“Estou muito feliz com o meu desempenho e por abrir pontos sobre as minhas adversárias diretas. Por ser uma raia com pouco vento, ficar em primeiro nas regatas é fundamental”, disse Patrícia Freitas, que estreia em Jogos Pan-Americanos.

Na Laser, o catarinense Bruno Fontes conseguiu uma recuperação importante e conseguiu não se distanciar da zona de medalhas. O velejador recebeu duas bandeiras amarelas na primeira regata e foi retirado da disputa. Na segunda chance, cruzou a linha de chegada na frente e permanece em terceiro lugar no geral.

A paulista Adriana Kostiw, da classe Laser Radial, está praticamente fora da luta por medalha após mais duas regatas irregulares. A velejadora ocupa a 11ª colocação.

Na Snipe, os campeões mundiais Alexandre Tinoco e Gabriel Borges não tiveram um dia bom e perderam a liderança para o casal americano Gilberto Diaz e Carol Tocke. Mesmo assim, os velejadores do Rio de Janeiro ocupam a segunda posição.

A classe Lightning continua com regatas muito parelhas em Puerto Vallarta. A tripulação do Chile, liderada por Tito González, mostrou a estrela de campeã mundial e já assumiu a liderança, deixando Estados Unidos e Brasil, de Cláudio Biekarck, para trás (quatro pontos de desvantagem).

O time de J/24 formado por Maurício Santa Cruz está em segundo lugar após oito regatas. Nesta sexta, o quarteto venceu a primeira, mas acabou em sexto na última do dia. O quarteto americano tem vantagem de três pontos sobre os atuais campeões Pan-Americanos.

A disputa pela liderança no HC 16 está feroz. Os brasileiros são os atuais campeões europeus e sul-americanos. Nesta 6ª feira a dupla brasileira venceu a primeira regata e ficou em 3º lugar na segunda, ocupando a vice-liderança, colados nos porto-riquenhos (1º) e abrindo boa vantagem em relação aos guatemaltecos que estão na terceira posição.
Resultados da vela no Pan após oito regatas e um descarte:

Hobie Cat 16
1º – Enrique Figueroa/Victor Aponte (Porto Rico) – 14 pontos perdidos (1+3+4+1+8+2+2+1)
2º – Bernardo Arndt/Bruno Oliveira (Brasil) – 16 pp (2+2+5+6+2+1+1+3)
3º – Alexander Hess/Jose Hernandez (Guatemala) – 25 pp (5+4+2+5+1+5+3+9OCS)

RS:X Feminino
1º – Patrícia Freitas (Brasil) – 8 pp (2+1+1+1+2+1+1+1)
2º – Demita Viega (México) – 17 pp (1+5+2+3+1+3+8 OCS+2)
3º – Farrah Hall (EUA) – 19 pp (3+2+5+2+3+2+2+5)
RS:X Masculino
1º- Ricardo Winicki (Brasil) – 10 pp (3+1+1+1+2+3+1+1)
2º – Mariano Reutemann (Argentina) – 13 pp (1+2+2+3+1+2+2+3)
3º – David Teran (México) – 18 pp (2+3+6+2+4+1+4+2)

Snipe
1º – Gilberto Diaz/Carol Tocke (EUA) – 17 pp (2+4+1+2+7+6+2+1)
2º – Alexandre Tinoco/Gabriel Borges (Brasil) – 23 pontos perdidos (5+1+4+3+3+1+6+6)
3º – Pablo Defazio/Manfredo Finck(Uruguai) – 27 pp (9+3+2+3+6+4+4+4)

Laser Radial
1º – Cecilia Saroli (Argentina) – 10 pp (2+3+1+1+1+5+3+2)
2º – Tania Calles (México) – 17 pp (1+2+2+2+8+7+2+3)
10º – Adriana Kostiw (Brasil) – 59 pp (4+4+13+10+12+9+13+9)

Laser
1º – Julio Alsogaray (Argentina) – 15 pp (3+1+3+3+1+6+2+2)
2º – Jose Foglia (Uruguai) – 28 pp (4+3+7+6+4+4+4+4)
3º – Bruno Fontes (Brasil) – 31 pp (2+2+10+4+5+7+14 RAF+1)

Sunfish
1º – Matheus Dellagnelo (Brasil) – 8 pp (2+1+1+4+1+1+1+1)
2º – Paul Foerster (EUA) – 19 pp (1+2+2+3+8+5+2+4)
3º – Julio Renna (Argentina) – 34 pp (5+3+12+1+3+6+10+6)

Lightning
1º – Estados Unidos – 17 pp (1+3+1+6+4+2+4+2)
2º – Chile – 15 pp (4+2+4+1+6+1+2+1)
3º – Brasil – 19 pp (3+1+7+2+2+3+5+3)

J/24
1º – Estados Unidos – 13 pp (1+1+2+4+1+3+2+5)
2º – Brasil – 16 pp (2+3+1+1+2+6+1+6)
3º – Chile – 23 pp (4+4+4+2+3+2+4+4)

Em 2007, no Rio de Janeiro, o Brasil conquistou medalhas em todas as classes, exceto na Hobie Cat 16 por desclassificação e na Sunfish. Foram três de ouro, duas de prata e duas de bronze.

Velejadores brasileiros no Pan

Hobie Cat 16:
Bernardo Arndt e Bruno Oliveira

J/24:
Maurício Santa Cruz, Alexandre Saldanha, Daniel Santiago e Guilherme Hamelmann

Laser:
Bruno Fontes

Laser Radial:
Adriana Kostiw

Lightning:
Cláudio Biekarck, Gunnar Ficker e Marcelo Batista

Snipe:
Alexandre Tinoco e Gabriel Borges

Sunfish:
Matheus Dellagnelo

RS:X masculino:
Ricardo Winicki

RS:X feminina:
Patrícia Freitas

Os velejadores confirmaram a classificação para os Jogos Pan-Americanos em fevereiro, na seletiva disputada na praia de Jurerê, em Florianópolis (SC), durante a Semana Brasileira de Vela.

A Confederação Brasileira de Vela e Motor tem o patrocínio do Bradesco e da CPFL Energia. O apoio é do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Da ZDL Assessoria

%d blogueiros gostam disto: