Pular para o conteúdo

Vela do Brasil bate recorde de medalhas nos Jogos Pan-Americanos

Equipe brasileira tem a melhor participação na história do evento com cinco de ouro e projeta medalhas olímpicas em Londres

Equipe brasileira comemora o sucesso na competição

O desempenho da vela brasileira na raia de Puerto Vallarta no México foi quase perfeito. Com cinco de ouro (J24, RS:X masculino/feminino, Snipe e Sunfish), uma de prata (Hobie Cat 16)e uma de bronze (Lightning), o Brasil bateu recorde de medalhas na modalidade nos Jogos Pan-Americanos. Com dever cumprido, parte da equipe nacional projeta pódio nas duas próximas olimpíadas, principalmente a nova geração formada por Matheus Dellagnelo (Sunfish) e Patrícia Freitas (RS:X).

O jovem Matheus Dellagnelo, por exemplo, venceu o Pan na Sunfish, classe que não está na Olimpíada. O objetivo do catarinense é correr os Jogos do Rio-2016 na Laser.
“Sonho em disputar uma olimpíada, mas preciso me ajustar melhor à classe Laser. É preciso ganhar mais massa e treinar bastante para disputar de igual para igual com o Bruno Fontes, um dos melhores do mundo na categoria”, revelou Matheus Dellagnelo.

Já Patrícia Freitas, mesmo sem confirmar a vaga para Londres-2012, pretende disputar a regata da medalha da raia de Weymouth, no ano que vem, na sua segunda olimpíada. A brasileira também precisa aumentar a massa muscular para se adequar à prancha à vela.

“O trabalho será destinado ao evento da Inglaterra. No evento-teste da olimpíada me aproximei das melhores e preciso repetir o desempenho e ajustar alguns pontos para conquistar uma posição melhor”, disse Patrícia.

O mais experiente da equipe, Cláudio Biekarck da Lightning, disputou seu oitavo Pan e conquistou o bronze no México. Mesmo com 60 anos, o chefe da equipe olímpica não descarta participar dos Jogos de 2015.

“Tem muita água pra rolar até lá. Os velejadores brasileiros estão cada vez mais fortes e a renovação é evidente em algumas classes. Agora o objetivo é a olimpíada e os resultados mostram que temos chances”, disse Cláudio Biekarck.

Olimpíada – Poucas categorias dos Jogos Pan-Americanos entram no calendário olímpico. Apenas os velejadores de RS:X e Laser. Entretanto, o time nacional é um dos mais fortes do mundo e é garantia de medalhas em Londres-2012.
Em toda a história olímpica, o País conquistou 16 medalhas e tem Torben Grael como o maior vencedor (cinco medalhas).

“O time que disputou o Pan e a equipe brasileira olímpica são fortes e os velejadores, liderados por Robert Scheidt e Bruno Prada, ocupam posições de destaque no ranking mundial. Nosso próximo objetivo é classificar todas as classes para Londres”, disse Ricardo Baggio, superintendente da CBVM.

Veja as classes olímpicas e os líderes do ranking nacional:
Bruno Fontes (Laser Standard)
Adriana Kostiw (Laser Radial)
Ricardo Winicki(RS:X M)
Patrícia Freitas (RS:X F)
Robert Scheidt e Bruno Prada (Star)
Jorge Zarif (Finn)
Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 F)
Fábio Pillar e Gustavo Thiesen (470 M)
André Fonseca e Marco Grael (49er)
Juliana Mota, Marina Jardim e Larissa Juk (Match Race).

Resultados dos brasileiros no Pan
Ouro:
Snipe – Alexandre Tinoco e Gabriel Borges
Sunfish – Matheus Dellagnelo
RS:X masculino – Ricardo Winicki
RS:X feminina – Patrícia Freitas
J24 – Maurício Santa Cruz, Alexandre Saldanha, Daniel Santiago e Guilherme Hamelmann

Prata:
Hobie Cat 16 – Bernardo Arndt e Bruno Oliveira

Bronze:
Lightning – Cláudio Biekarck, Gunnar Ficker e Marcelo Batista

Da ZDL de Comunicação

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: