Pular para o conteúdo

Arquivo de

Scheidt e Prada lideram o Hemisfério de Star

Fred 'Sempre Ele' Hoffmann estava lá na cara dos caras... Bonito!

Robert e Scheidt e Bruno Prada seguem na liderança do Star Class Southern Hemisphere Championship, no Rio de Janeiro. Neste domingo, a dupla venceu a única regata do dia, somando 3 pontos perdidos. Lars Grael e Samuel Gonçalves, quintos colocados neste domingo, seguem na vice-liderança da classificação, com 9. Na competição, Scheidt e Prada fazem o último treino em disputa para o Mundial de Perth, na Austrália, em dezembro, em que vão lutar pela vaga brasileira da classe Star para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

O vento, que estava fraco no início da regata, aumentou bastante durante a prova, com a entrada de uma frente fria, e oscilou entre 20 e 25 nós. Os velejadores permaneceram na água, esperando que as condições melhorassem, mas por fim a comissão de regatas decidiu cancelar a segunda prova do dia.

“Para nós, é até bom disputar algumas regatas no limite, porque são essas condições de vento que vamos encontrar na Austrália”, disse Scheidt. “Mas há barcos mais leves que o nosso na competição e não se pode desprezar o risco de quebra.” A dupla olímpica do Canadá, Richard Clarke e Tyler Bjorn, teve de abandonar a regata de estreia, neste sábado, pela quebra de uma peça do mastro, em condições de vento mais favoráveis.

Mesmo com a realização de apenas uma regata, a disputa foi intensa. “Os canadenses ficaram na liderança por quase toda a prova”, contou Scheidt. “Conseguimos nos aproximar no fim e só ultrapassamos praticamente na linha de chegada.” Para Prada, quanto mais disputa, melhor. “A briga com eles foi bem legal. Encontrar adversários difíceis é bom, afinal, estamos treinando para o Mundial.”

Estão programadas oito regatas para o Star Class Southern Hemisphere Championship, com largada prevista sempre para as 13 horas. Para a competição ser considerada válida, quatro regatas devem ser completadas. A partir de quatro regatas completadas, os velejadores terão direito ao descarte do pior resultado.

Classificação geral após três regatas:
1º- Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 3 pontos perdidos (1+1+1)

2º- Lars Grael e Samuel Gonçalves, Brasil, 9 pontos perdidos (2+2+5)
3º- Marcelo Fuchs e Ronaldo Seifert, Brasil, 11 pontos perdidos (3+4+4)
4º- Alessandro Pascolato e Henry Boening, Brasil, 12 pontos perdidos (4+5+3)
5º- Arcélio Moreira e Júlio Falcão, Brasil, 18 pontos perdidos (5+6+7)
6º- Richard Clarke e Tyler Bjorn, Canadá, 18 pontos perdidos (13+3+2)

Da assessoria de imprensa

Abertura da próxima Volvo está confirmada para Alicante, na Espanha

Estandes, cinema e encontro com as tripulações levam mais de 120 mil pessoas à Race Village neste final de semana

Exemplo para Itajaí (SC), que sediará a Volvo Ocean Race em abril, Alicante usa a competição como maior atração da temporada e lucra com a regata de Volta ao Mundo. Os seis barcos partem no próximo sábado (5) para uma aventura de 39 mil milhas náuticas . E, para confirmar essa interação, os espanhóis confirmaram o direito de realizar também a largada da próxima Volvo Ocean Race, em 2014.

“O futuro da Volvo Ocean Race está garantido. É importante dizer que uma competição de tamanha logística e responsabilidade sobrevive em um período de crise econômica”, revelou o CEO da VOR, Knut Frostad.

O evento náutico, além de ser uma oportunidade para ver os melhores velejadores em ação, também atrai investimentos, como empregos e turistas. Na última edição, mais de 1.500 postos de trabalho foram criados e a rede de serviços como hotéis e restaurantes se prepararam para recepcionar os turistas. O aeroporto é moderno e foi finalizado no início de 2011.

A Race Village em Alicante recebeu mais de 120 mil pessoas neste final de semana. O número é superior à etapa de Moto GP de Valência, que ocorrerá no domingo (6) e é a modalidade mais assistida pelos espanhóis, além do futebol.

O clima agradável da cidade espanhola (média de 20 graus) ajuda a vivenciar o dia-a-dia dos barcos nos moles, no porto e em locais tradicionais da região como Paseo Volado, Playa Del Postiguet, La Albufereta e na área panorâmica do Castelo de Santa Barbara, símbolo do município.

Cerca de 300 barcos também acompanharam a flotilha na Regata do Porto, disputada no sábado e na Pro-Am, prova que mesclou velejadores profissionais, autoridades e patrocinadores, neste domingo.

A itinerante Vila da Regata reúne diversão para as crianças, como cinema 3D, museu e aulas de vela, shows noturnos e todas as novidades das seis equipes que disputam a VOR. Além disso, a edição 2011/2012 está inserida na campanha de limpeza dos oceanos.

Quem não está em Alicante poderá acompanhar toda a emoção das regatas e a rotina a bordo pelo site www.volvooceanrace.com , por aplicativos para celular e tablet, além de um game que simula as velejadas.

“Será a edição mais emocionante de todas. Nosso objetivo é fomentar ainda mais a regata. Todas as plataformas de interação velejador-público fazem da VOR um evento imperdível”, revelou Knut.

Regata VIP – Celebridades e velejadores disputaram três regatas na baía de Alicante neste domingo. Nas tripulações, figuras como o príncipe sueco, Carl Philip, e o CEO da Puma, Franz Koch.

As provas tiveram percursos parecidos com a Regatas do Porto, mas não valem pontos. O Groupama 4 (França) venceu duas regatas e o Puma (EUA) a outra na ensolarada tarde de domingo em Alicante.

Na primeira prova que valeu pontos, a Regata do Porto (In-Port Race), o Abu Dhabi venceu com um desempenho perfeito. A vantagem superou 14 minutos para o segundo colocado. O barco comandado pelo inglês Ian Walker fez a largada mais agressiva da flotilha e dominou a percurso do começo ao fim. Com os seis pontos da primeira inshore, os árabes já lideram a Volvo Ocean Race 2011/2012.

Resultado da In-Port Race de Alicante:
1º – Abu Dhabi Ocean Racing (53min44s) – 6 pontos
2º – Puma Ocean Racing powered by BERG (1h07min58s) – 5 pontos
3º – CAMPER with Emirates Team New Zealand (1h10min11s) – 4 pontos
4º – Team Sanya (1h10min43s) – 3 pontos
5º – Groupama Sailing Team (1h11min11s) – 2 pontos
6º – Team Telefónica (1h12min08s) – 1 ponto

Da ZDL de Comunicação

Mudança do vento atrasa a chega da Transat Regata Charente-Maritime

A mudança dos ventos vai atrasar a chegada da Regata Charente-Maritime/Bahia Transat 6,50 em no mínimo, 3 horas.  Conforme informações da  Grand Pavois Organisation (GPO), organizadora da competição, o primeiro velejador a aportar na capital baiana é David Raison (747 – TeamWork Innovation), que concorre na categoria Protos. Os 77 velejadores restantes chegarão até o próximo dia 5.

A previsão é que David Raison chegue ao Terminal Náutico da Bahia, no Comércio, por volta das 15h deste domingo. O barco de David está neste momento a 40 milhas de Salvador (passando mais ou menos na altura de Praia de Forte). Atrás de David Raison, vem Tomas Normand (787 – Financière de l’Echiquier) e em seguida, Bertrand Delesne (754 – Zone Large).

Na categoria Série a menos de 800 milhas da chegada. Gwénolé Gahinet (455 – Asso Watever-gwenolegahinet.com) mantém a liderança na frente de Benoit Mariette (599 – Odalys Vacances) e de Clément Bouyssou (514 – Douet Distribution).

O chinês Kan Chuh, naturalizado brasileiro, morador de Salvador é o único representante do Brasil na competição. Ele está na 23ª posição, a mais ou menos 800 milhas da chegada. Ele deve chegar até o dia 5 de novembro.

Conhecida como a mais solitária de todas as regatas individuais do mundo, a Regata Transat 6.5 Charenti-Maritime partiu da cidade francesa de La Rochelle no último dia 25 de setembro, rumo à capital baiana.

Criada pelo britânico Bob Salmon, profissional em escoltas e admirador de provas em alto mar, em 1976, hoje a competição soberana é uma referência no mundo das regatas. A atualização das notícias sobre a Regata Charente-Maritime/Bahia Transat 6,50  podem ser conferidas através do hotsitehttp://www.charentemaritime-bahia.transat650.net/pt/.

A Regata faz parte da programação da I Semana Náutica Baía de Todos os Santos, promovida pela Assessoria Especial de Relações Internacionais da Prefeitura de Salvador (ARI). O evento acontece entre os dias 3 a 13 de novembro. Mais informações e a programação completa da Semana Náutica podem ser conferidas através do site www.semananauticabts.com.br

Abu Dhabi vence inport de Alicante

Barco dos Emirados Árabe vence, com grande vantagem, a Regata do Porto. Comitiva de Itajaí acompanhou primeira prova valendo pontos na cidade espanhola

O time do Abu Dhabi venceu neste sábado (29) a Regata In-Portem Alicante, litoral da Espanha, com um desempenho perfeito com mais de 14 minutos de vantagem sobre o segundo colocado, o barco norte-americano Puma. A equipe comandada pelo inglês Ian Walker fez a largada mais agressiva da flotilha e dominou o percurso do começo ao fim. Com os seis pontos da primeira inshore, os árabes lideram a Volvo Ocean Race 2011/2012, com 6 pontos, seguidos do Puma (5 pontos) e do Camper with Emirates Team New Zealand, com 4 pontos.

A regata marca o iniciou da aventura de 39 mil milhas náuticas pelos mares do mundo. A largada para a Cidade do Cabo (África do Sul) será no sábado (5).

Mais de 12 mil pessoas acompanharam a competição no píer na praia de Iberdrola e em outros pontos de Alicante na tarde deste sábado. A chuva da manhã deu uma trégua na hora da regata e a temperatura atingiu 22 graus. Liderada pelo prefeito Jandir Bellini, a comitiva de Itajaí, parada da Volvo Ocean Race na América do Sul, em abril, também assistiu ao duelo entre os seis veleiros nas águas espanholas.

“Não vejo a hora de sediar a Fórmula 1 dos mares em Itajaí. O evento é emocionante na área esportiva e, principalmente, ajudará no desenvolvimento social e econômico da cidade. Sabemos da importância da Volvo Ocean Race e vamos seguir a cartilha de Alicante e aproveitar o legado da VOR”, assegurou Jandir Bellini.

A regata – O percurso curto da regata do porto de Alicante exigiu das tripulações mais atenção à largada. O dia começou com muita chuva na cidade espanhola, mas às 14 horas (horário local), o tempo clareou e os ventos variaram de 10 a 15 nós na baía.

O barco dos Emirados Árabes Unidos, batizado de Azzam e comandado pelo inglês Ian Walker, pulou na frente logo de cara e algumas penalizações dos adversários e a melhor estratégia da equipe árabe resultou em uma vantagem superior a 14 minutos para o PUMA, que chegou em segundo com o veleiro Mar Mostro. O Camper terminou em terceiro muito próximo dos norte-americanos. Em quarto finalizou o Team Sanya, da China, seguido pelo francês Groupama Sailing Team e do espanhol Team Telefónica.

Ao cruzar a linha de chegada, o único árabe a bordo do Abu Dhabi, Adil Khalid, levantou a bandeira do país e estourou uma champagne emocionando aos presentes na marina da praia de Iberdrola.

“Foi uma grande vitória e me sinto bastante contente pelo desempenho. Não esperávamos cruzar a linha com tamanha vantagem, mas o entrosamento do grupo e um ajuste da vela na última boia foram fundamentais”, contou o comandante Ian Walker.

Os donos da casa, o Telefónica, acabaram em último depois de sofrer punição na boia final quando se recuperavam de uma largada ruim. Lição, segundo o brasileiro Joca Signorini, que deve ser aprendida pela equipe espanhola nas próximas regatas de porto da Volvo Ocean Race.

“A Volvo Ocean Race está bastante equilibrada. Portanto, qualquer erro pode custar caro. A competição será decidida nas regatas de porto. Apesar de ficar em último, nossa equipe tem chance de reagir e acredito que na próxima vamos acertar as manobras”, relatou Joca Signorini, que tem a função de chefe de turno no veleiro espanhol.

As seis equipes têm agora uma semana para fazer os ajustes finais para largada oficial da Volvo Ocean Race, que deve durar 21 dias até a África do Sul. Neste domingo (30), está programada uma série de atividades, que incluem a regata Pro-AM envolvendo tripulações, convidados e patrocinadores da maior competição náutica do planeta.

Resultado da In-Port Race de Alicante:
1º – Abu Dhabi Ocean Racing (53min44s) – 6 pontos
2º – Puma Ocean Racing powered by BERG (1h07min58s) – 5 pontos
3º – CAMPER with Emirates Team New Zealand (1h10min11s) – 4 pontos
4º – Team Sanya (1h10min43s) – 3 pontos
5º – Groupama sailing team (1h11min11s) – 2 pontos
6º – Team Telefónica (1h12min08s) – 1 ponto

Da ZDL de Comunicação

%d blogueiros gostam disto: