Pular para o conteúdo

Arquivo de

Ibero-americano de Match Race começa nesta quarta em Porto Alegre

O Porto Alegre Match Cup – Campeonato Ibero-americano de Match Race Feminino e Open começa nesta quarta-feira no Veleiros do Sul. A divisão feminina abrirá a competição de barco contra barco, a partir das 10 horas. Serão oito equipes, do Brasil, Argentina, México e Peru, que se enfrentarão na primeira fase de round robin.As quatro melhores equipes passam para a semifinal e duas farão a final na sexta-feira (25).

O Brasil será representado por duas equipes: Juliana Senfft (timoneira), Fernanda Decnop e Luciana Kopschitz, e Renata Decnop (timoneira), Gabriela Nicolino e Larissa Juck. O Ibero-Americano de Match Race continuará no fim de semana com a divisão Open (masculino/feminino) A tripulação do México, comandada por Eliane Fierro, é a única a competir nas duas divisões.

As equipes realizaram nesta terça-feira os treinos oficiais na raia em frente ao Clube no Guaíba. Aproveitaram que o tempo abriu depois de uma manhã de chuva em Porto Alegre. Com o vento firme elas puderam fazer os treinamentos acompanhados dos seus técnicos.

O Ibero-Americano de Match Race é uma realização do Veleiros do Sul com apoio da Federação Internacional de Vela (ISAF), Federação de Vela Ibero-americana (FIVELA), Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM) e patrocínio da Randon e Marcopolo através da Lei de Incentivo do Esporte do Governo Federal.

da assessoria do VDS

Mastro e dente quebrados marcam o início da semana na VOR

Faltando pouco menos de duas mil milhas pra o fim da primeira perna da Volvo Ocean Race o Telefónica, líder da regata, se prepara para a chegada da primeira porrada de sul que, segundo a previsão, deve chegar esta noite. “tentaremos ir o mais rápido o possível par a parte da frente da frente fria, que é onde tem menos mar e onde menos o barco sofre”, disse o timoneiro Íker Martinez. A equipe não quer que aconteça com eles o que aconteceu com o Puma nesta segunda-feira: a quebra do mastro.

 

Puma veleja com mastreação de fortuna

Os americanos se retiraram oficialmente da etapa e agora tentam chegar à Cidade do Cabo o mais rápido o possível para consertar o barco. Por sorte, no momento da quebra, nenhum tripulante se feriu.

Em compensação, a bordo do Camper, agora segundo colocado, o proeiro Mike Pammenter foi arremessado por uma onda e acabou quebrando o dente e cortando o lábio. Rapidamente os veteranos Tony Rae e Stu Bannatyne socorreram o companheiro e recolocaram o dente no lugar e costuraram o corte. “Não é todo mundo que consegue costurar um lábio aberto e injetar um nervo de um dente com um anestésico num Volvo 70 no meio de um sistema de baixa pressão do oceano Atlântico”.

Em barco novo, tripulação do Zeppa quer mais um título da Volta a Ilhabela

Regata será neste final de semana e valerá pontos para a final da Copa Suzuki Jimny

A equipe de Diego Zaragoza quer repetir o bom desempenho na Volta a Ilhabela – Sir Peter Blake a bordo de um outro barco. Em 2010, na classe Skipper 21, a tripulação levou o Saruê ao título. Agora, no comando do Zeppa, o desafio será ainda maior na ORC.

Além da tradicional regata, o Yacht Club de Ilhabela (YCI) sediará a decisão da Copa Suzuki Jimny nos dias 26 e 27 de novembro e 3 e 4 de dezembro, nas categorias ORC, HPE25, BRA-RGS/SP A, B, C e Cruiser, Delta 32 e Skipper 21, além da nova C30.

“Chama a atenção de qualquer velejador de oceano correr uma prova tão tradicional como a Volta a Ilhabela e também participar de um circuito equilibrado como a Copa Suzuki. Pretendemos chegar em primeiro mais uma vez, mas desta vez será mais difícil, já que o barco é mais difícil de conduzir”, disse Diego Zaragoza. O líder geral do evento na classe após três etapas é o Orson/Mapfre.

No meio do ano, antes da Rolex Ilhabela Sailing Week, o líder do Saruê resolveu migrar para um veleiro mais rápido e com design moderno. O Zeppa é um Mastracchio 24.7, barco que ainda não foi completamente desvendado pela equipe.

“Ainda precisamos acertar os macetes da embarcação. O projeto é mais moderno e a área vélica maior deixa o veleiro mais arisco, principalmente com vento forte”, explicou Diego Zaragoza, que levará cinco tripulantes no Zeppa.

O antigo Saruê, de 21 pés, é um barco mais marinheiro e de fácil de navegação. A segurança possibilitou ao antigo dono correr uma regata Santos-Ilhabela em solitário.

Volta a Ilhabela – O destaque da quarta etapa será a tradicional regata Volta a Ilhabela – Sir Peter Blake, em homenagem ao lendário navegador da Nova Zelândia falecido em 2001.

Uma das mais queridas competições do calendário, a prova abrilhantará ainda mais as finais da Copa Suzuki no Yacht Club de Ilhabela. A 11ª edição da regata terá 30 milhas incluindo todas as classes do calendário, exceto HPE25.

Resultados de 2010 da Regata Volta a Ilhabela – Sir Peter Blake
– ORC Club – Orson/Mapfre (Carlos Eduardo Souza e Silva)
– RGS-A – Fram (Felipe Marinho Aidar)
– RGS-B – Conquista 3 (Renato Vita)
– RGS-C – Rainha Marinas Nacionais (Leonardo Jacobi Pacheco)
– HPE25 – Take Ashauer (Marcos Ashauer)
– Skipper 21 – Saruê (Diego Zaragoza)
– Delta 32 – Palmares (José Romariz Filho)
– Bico de Proa A – Mussulo (José Guilherme Caldas)

Da ZDL de Comunicação

Coldplay fará show de ano novo na race village da VOR em Abu Dhabi

Os roqueiros do Coldplay realizarão um espetacular show na virada do ano novo em Abu Dhabi durante uma parada da Volvo Ocean Race. O grandioso show acontecerá no dia 31 de dezembro e será realizado ao lado da vila construída para a regata, em Corniche Breakwater.O show marcará o início de uma celebração de duas semanas da Volvo Ocean Race. Esta é a primeira vez que a regata fará uma parada no Oriente Médio em 38 anos de história. O emirado de Abu Dhabi participa da corrida com a equipeAbu Dhabi Ocean Racing, primeira equipe dos Emirados a competir.

“Quando começamos a nossa campanha para a Volvo Ocean Race, prometemos hospedar este evento e torná-lo muito especial. A confirmação da presença do Coldplay para o ano novo sinaliza a nossa intenção de fazer jus a esse compromisso,” disse HE Mubarak Al Muhairi, diretor geral da Autoridade de Tursimo de Abu Dhabi. “Com pacotes de viagem personalizados para o concerto e a regata, estamos confiantes de que Abu Dhabi vai mais uma vez elevar os padrões e provar que é um destino de excelência para eventos esportivos internacionais”, complementou.

A última vez que o Coldplay esteve em Abu Dhabi foi em 2009, quando realizaram um show para 20.000 fãs. John Lickrish, diretor gerente da Flash Entertainment, empresa responsável pela organização do evento, disse que o último show da banda teria sido “um dos réveillons mais memoráveis da história”. “Em 2009, o Coldplay impressionou Abu Dhabi com uma apresentação fenomenal; ficamos maravilhados”, afirmou ele. “Eles fazem uma performance ao vivo deslumbrante e têm uma base de fãs de milhões de pessoas no mundo inteiro. O Coldplay é considerado uma das maiores bandas do planeta. Todos conhecemos e adorarmos os principais hits da banda, mas com o lançamento de um novo álbum este ano, o show do Coldplay em Abu Dhabi vai tornar este um dos réveillons mais memoráveis do mundo! Mal podemos esperar”.

A vila do Volvo Ocean Race em Abu Dhabi será aberta ao público entre os dias 31 de dezembro e 14 de janeiro. Mais detalhes sobre o show serão anunciados em breve, incluindo os preços dos ingressos, horários e detalhes da arena de corrida. Os ingressos estarão disponíveis em breve no site www.thinkflash.ae. Pacotes de viagem estarão disponíveis em www.volvooceanraceabudhabi.com.

Da assessoria de imprensa

Vídeo: Puma quebra o mastro na VOR

Banque Populaire V tenta mais uma vez conquistar o Trofeu Julio Verne

A equipe do maxi Banque Populaire V partiu nesta terça-feira de Ushant, na França, para a segunda tentativa de conquistar o Trofeu Julio Verne, dado ao barco mais rápido a dar a volta ao mundo sem escalas. Loick Peyron e companhia esperaram durante um mês até acharem a janela perfeita no tempo para tirarem o máximo proveito do barco. Os franceses deverão chegar em terra novamente antes do dia 9 de janeiro de 2012 às 17h15min34.

Ricardo Paranhos e Areias vencem o DF de Snipe

Terminou neste final de semana o Campeonato DF de Snipe. No total foram realizadas oito regatas e 20 barcos participaram da competição. O primeiro lugar foi decidido na ultima regata, pelo critério de desempate entre as duplas Ricardo Paranhos e Areias; Cezar Castro e Bruno Ferreira, saindo-se vitoriosa a primeira dupla. Alexandre Kromenbergue e Gama ficaram em terceiro. Merece destaque a participação de tripulantes vindos do Optimist e do Oceano.

%d blogueiros gostam disto: