Pular para o conteúdo

Arquivo de

Bruno Fontes embarca para Perth confiante na conquista da vaga olímpica

O velejador Bruno Fontes (Unimed/ Eletrosul/ Age do Brasil/ Governo de Santa Catarina) embarcou nesta segunda-feira, dia 28, para Austrália, onde irá participar do Mundial, que acontecerá entre os dias 11 a 18 de dezembro na cidade de Perth.

O campeonato contará com mais de mil e duzentos velejadores de 60 países e definirá cerca de 75% das vagas para os Jogos Olímpicos de 2012. 
Integrante da Equipe Brasileira de Vela da Confederação Brasileira, Bruno será um dos três brasileiros na classe laser.

Por conta da importância do camepnato, o velejador fez uma preparação muito forte em Florianópolis em conjunto com velejadores da Espanha e Chile, acompanhado ainda de seu técnico Bruno Di Bernardi e dos preparadores físicos Felipe Soncini e Leonardo Texeira. Foram 4 semanas de treinos intensos a maioria do tempo sob vento forte, condição esperada para o Mundial.

“Fiz uma excelente preparação e viajo confiante num grande resultado. Esta viagem será minha última competição fora do Brasil em 2011 e quero fechar esta temporada com chave de ouro, com a conquista do índice olímpico.

Da assessoria do velejador

Prefeitura e Governo apresentam intervenções na Baía de Todos os Santos

Baía receberá U$ 80 milhões nos próximos três anos. Inúmeras obras estão previstas, algumas delas já foram iniciadas.

Representantes da Prefeitura de Salvador e do governo do estado se reúnem na próxima quarta-feira (30), a partir das 9h, no Yatch Clube da Bahia no Seminário de Avaliação Náutica na Baía de Todos os Santos. Durante o evento as duas instâncias de governo apresentam o plano de intervenções que será desenvolvido na Baía de Todos os Santos, através do Programa de Desenvolvimento do Turismo (PRODETUR).

O Seminário de Avaliação Náutica tem o objetivo de fortalecer a implementação do Plano Estratégico do Turismo Náutico do Estado, assim como, apresentar os investimentos públicos na zona turística da Baía, com o propósito principal de preparar a região para o desenvolvimento dos segmentos náutico e cultural, como uma forma de consolidar a região como destino competitivo nos mercados nacionais e internacionais.Entre os palestrantes o secretário de Relações Internacionais da Prefeitura de Salvador, Leonel Leal, e o secretário do Turismo do Estado, Domingos Leonelli. Ambos vão demonstrar, em suas apresentações, quais serão as ações que já estão sendo desenvolvidas nos dois âmbitos da administração pública, governo do estado e prefeitura.

“A cidade de Salvador tem uma vocação natural para a Náutica. É o pólo de referência do Ministério do Turismo para o desenvolvimento do turismo náutico no país. Temos que aproveitar esta oportunidade”, afirma o secretário Leonel Leal, um dos promotores do evento.

O evento deveria ter ocorrido durante a I Semana Náutica Baía de Todos os Santos, que aconteceu de 3 a 13 de novembro em Salvador, mas mudou de data devido as chuvas que assolaram a capital baiana no período.  O seminário tem ainda a finalidade de promover a história e a cultura da segunda maior baía do mundo e a maior do Brasil, explorando e aproveitando da vasta área de 1.223km², que é considerada um dos destinos mais belos e bem estruturado para os turistas de todo o mundo.

Da assessoria de imprensa

Banque Populaire cruza a linha do equador em busca do Trofeu Julio Verne

Os franceses do Banque Populaire V seguem velejando à frente do recorde de volta ao mundo sem escalas após sete dias no mar. A equipe comandada por Loick Peyron cruzou a linha do equador no último sábado, à 00h26h52s. Nesta terça-feira a equipe estava a 189,9 milhas a frente do recorde atual, que pertence ao também francês Franck Cammas.

Groupama é esperado nesta terça-feira na Cidade do Cabo

O Groupama será o terceiro e último barco da flotilha da Volvo Ocean Race a cruzar a linha de chegada da primeira perna da regata. Os franceses comandados por Franck Cammas serão os terceiros colocados, com uma diferença de três dias para os vencedores da etapa, os espanhóis do Telefónica. Cammas chegou a liderar a etapa por alguns dias, ao escolher uma rota mais próxima à costa da África, porém ao chegare à região dos Doldrums, conhecida pela falta de vento, acabaram ficando para trás, sem chance para recuperação.

Nesta terça, a velocidade da equipe aumentou para 17 nós. Ontem, enquanto o Camper, segundo colocado, cruzava a linha, a equipe velejava a oito nós de velocidade.

Enquanto isso os americanos do Puma, que brigavam pela primeira colocação quando quebraram o mastro, seguem na espera do navio que irá resgatá-los da ilha Tristan de Cunha, um dos lugares mais remotos do mundo. A previsão é que a equipe de apoio chegue até eles dentro de mais três dias.

Vale lembrar que a largada da segunda perna da regata acontece dia 11 de dezembro, rumo a Abu Dhabi. A in port acontece dia 10. Ou seja, os prazos estão apertados para o Puma.

Fortes ventos marcam a VI Regata de Veleiros Clássicos em Búzios

Ventos de 25 nós imprimem mais emoção para os velejadores da regata

Enquanto o comandante Torben Grael veleja o Lady Lou, Murillo Novaes tuíta as últimas notícias do mundo náutico

A VI Regata de Veleiros Clássicos, edição Búzios, terminou neste domingo, 27 de novembro, na Praia dos Ossos em Armação de Búzios com fortes ventos que puseram os bravos clássicos à prova. Com cerca de 25 nós, e rajadas ocasionais mais fortes, as condições tornaram-se  extremas dentro dos padrões náuticos internacionais. Segundo Torben, o velejo estava muito bom. ” Hoje tivemos o que todo velejador gosta: vento! E vento forte é sempre uma festa para quem gosta de velejar” avaliou Torben. Sobre as condições, o medalhista olímpico disse: ” Estava bastante difícil velejar, pois estamos competindo com clássicos. Para você ter uma ideia,  em algumas classes quando a velocidade do vento ultrapassa 25 nós a competição é cancelada”, conclui.

Na categoria “F”, mais disputada por contar com quatro barcos, o Viva foi o grande vencedor, deixando o Lady Lou, capitaneado por Torben Grael, na segunda colocação.  Entre as bateras, quem levou a melhor foi a Assanhada, que enfrentou com muita bravura o mar. A categoria foi marcada por duas baixas, com duas bateras – Charmosa e Jeitosa –  saindo da regata avariadas, com seus tripulantes sendo resgatados pelo barco de apoio da organização.

Velejador muito experiente, o Almirante Bernardo Gamboa, que competiu com a Teimosa fez questão de ressaltar a importância de um evento que incentive a vela clássica brasileira. “O Brasil tem um belíssimo litoral, mas o povo brasileiro tem pouca maritimidade. Eventos como este nos ajudam a perceber o quão perto estamos de nossa ‘galinha dos ovos de ouro’. Temos que cuidar de nosso mar e esta regata, com suas águas limpas, é mais um endossador disto”, avaliou Gamboa com a experiência que quem já esteve à frente do Cisne Branco, veleiro-escola da Marinha Brasileira.

Loic Gosselin, diretor da Media Mundi, produtora do evento, afirma que vários barcos estão sendo reformados graças a regata. Segundo ele, verdadeiras obras primas estão de volta ao mar: “Ficamos muito felizes em ver que alguns lindos barcos estão de volta ao mar incentivados por nossos eventos. Nessa etapa tivemos três medalhistas de ouro competindo e isso engrandece ainda mais o evento” diz Loic referindo-se aos renomados Torben Grael, Mauricio Santa Cruz e Alex Welter.

Da assessoria de imprensa

Mundial da Isaf começa no dia 3 de dezembro em Perth

A partir do dia 3 de dezembro cerca de 1200 dos melhores velejadores do mundo estarão reunidos em Perth, na Austrália, para a disputa do Mundial da Isaf, que vale a maior parte das vagas para as Olimpíadas de Londres 2012. A competição começa com as disputas do Match Race feminino. O Brasil estará representado por Renata Decnop, Gabriela Nicolino e Larissa Juk e Juju Senft, Fernanda Decnop e Luciana Kopschitz.

As outras classes que disputarão a competição são Finn, 470 masculino e feminino, RS:X masculino e feminino, Laser Standard, Laser Radial, 49er e Star.

%d blogueiros gostam disto: