Pular para o conteúdo

Confiantes na medalha olímpica, Scheidt e Prada finalizam preparação na Europa

Invicta desde maio de 2011, dupla brasileira é uma das favoritas para uma medalha nos Jogos de Londres

Na reta final da preparação para a Olimpíada de Londres/2012, Robert Scheidt e Bruno Prada seguem para uma série de competições na Europa com a confiança em alta. Os dois têm bons motivos para isso: líderes do ranking mundial da classe Star, não perdem uma disputa desde maio de 2011. No exterior, a dupla terá pela frente mais três etapas da Copa do Mundo de Vela, o Mundial de Hyéres e dois períodos de treinos em Weymouth, nas mesmas raias que serão utilizadas pela categoria nos Jogos, em julho.

A sequência de vitórias até agora não deve ser um fator a mais de pressão para a dupla, que comemorou no último carnaval seu 50º título, o Campeonato Paulista de Star, na represa de Guarapiranga.

“Em algum momento a gente vai perder, mas não sentimos uma obrigação de ganhar todas”, aponta Scheidt. “A próxima competição em que vamos pensar em performance é o Mundial de Hyéres, em maio. Sempre é importante velejar bem numa disputa desse nível, e vamos querer ganhar. Mas hoje temos mais segurança, porque sabemos que já adquirimos a técnica para ganhar qualquer tipo de regata.”

Antes do Mundial, Scheidt e Prada vão investir na recuperação física, por meio de fisioterapia, e em novos testes. “Até o final de março, vamos trabalhar essa parte física, porque a disputa em Weymouth será muito dura. Também estamos desenvolvendo, junto com um desenhista, velas mais resistentes, que mantenham a forma original por mais tempo, e precisamos testar antes do Mundial”, explicou Scheidt.

A dupla também vai mudar de barco durante a etapa da Copa do Mundo de Palma de Maiorca, em março, usando o italiano Follia como opção ao americano Pstar, com o qual venceram o Mundial de Perth, em 2011. “O barco italiano é mais tradicional, vai bem com ventos fortes e fracos. Foi feita uma adaptação muito boa nele para velejar em vento de popa. Já o americano é muito moderno, tem o peso todo no centro, o que o torna bem equilibrado, e também vai bem em vento de popa. Hoje, iríamos para a Olimpíada com ele. Mas, se podemos testar outro que vá ainda melhor, porque não?”, argumentou Scheidt.

Mais bem preparados em 2012

Para Bruno Prada, o laboratório feito durante toda a temporada de 2011 foi fundamental na preparação da dupla para a Olimpíada. “Em 2008, tínhamos muita vontade, mas faltava conhecimento. Éramos dois velejadores, um da Laser e outro da Finn, tentando velejar a Star. Depois da competição, vimos que precisávamos melhorar a estratégia, a técnica, ter um bom ritmo de competições, como o que fizemos agora”, analisou Prada. “Decidimos fazer um laboratório, pesquisando diversos equipamentos. A busca tem que ser incansável. Se você achar que já tem o equipamento perfeito, acaba perdendo”, assegurou.

Apesar de prever uma disputa dura nos Jogos de Londres, Scheidt acredita que a raia de Weymouth será mais favorável à dupla. “É uma raia melhor para nós, com mais variáveis, mais limpa. Os ingleses têm como vantagem o fato de conhecer bem a meteorologia, principalmente a do local da medal race, que é muito próxima da costa, num porto embaixo de um castelo. No ano passado, eles ganharam a medal race lá, fizeram tudo certo. Mas, nas outras regatas, as nossas chances se igualam”, relembrou. “Será uma disputa muito parelha.”

Bruno Prada acrescentou que a Star é uma classe muito forte tecnicamente. “Em Perth, 11 vagas estavam em jogo, e muita gente boa ficou de fora”, contou o proeiro. Prada destacou os ingleses e os poloneses como os grandes adversários a serem batidos em Londres.

Juntos os dois somam cinco medalhas olímpicas – quatro de Scheidt, com dois ouros e uma prata na Laser e uma prata na Star, e uma de Bruno, a prata na Star, em Pequim.

As últimas 10 conquistas de Scheidt e Prada
Semana Olímpica Francesa, em Hyères (etapa da Copa do Mundo) – maio/2011
Delta Lloyd Regatta, em Medemblik (etapa da Copa do Mundo) – junho/2011
Skandia Sail for Gold Regatta, Weymouth (etapa da Copa do Mundo) – junho/2011
Evento-teste para os Jogos de Londres/2012, em Weymouth – agosto/2011
Campeonato Italiano para as Classes Olímpicas, em Garda – setembro/2011
Star Class Southern Hemisphere Championship, no Rio de Janeiro – novembro/2011
Mundial de Perth (Austrália), dezembro/2011
Miami OCR (etapa da Copa do Mundo) – janeiro/2012
Semana Brasileira de Vela, em Búzios – fevereiro/2012
Campeonato Paulista de Star – fevereiro/2012

Próximas competições e treinos
25/3 a 6/4 – Etapa da Copa do Mundo em Palma de Maiorca
20 a 27 de abril – Etapa da Copa do Mundo de Hyéres
2 a 12 de maio – Mundial de Star em Hyéres
25/5 a 2/6 – Treinos em Weymouth – raia olímpica
4 a 9/6 – Etapa da Copa do Mundo de Weymouth – raia olímpica
18 a 29/6 – Treinos em Weymouth – raia olímpica
16/7 – Entrada na Vila Olímpica de Weymouth
29/7 a 5/8 – Disputa da classe Star na Olimpíada de Londres

Da assessoria de imprensa

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: