Pular para o conteúdo

Arquivo de

Santos estuda sediar a Clipper Race 2013-14

Santos, no litoral sul paulista, estuda receber uma das paradas da Clipper Race 2013-14, maior regata de velejadores amadores do mundo. Como parte do contrato a cidade também teria um barco com o seu nome. A regata de volta ao mundo este ano tem oito etapas e a parada sul-americana foi feita no Rio de Janeiro. Os velejadores interessados em participar da competição já podem se escrever no site.

Camper chega ao Chile enquanto Telefónica cola nos líderes

Na madrugada desta terça-feira o barco neozelandês Camper finalmente chegou a Puerto Montt, no Chile, para consertar a sua proa. A equipe suspendeu a regata às 3h30. Enquanto isso o Telefónica, que também fez uma parada para consertar o barco, já está de volta à regata e cada vez mais perto dos líderes. A diferença entre a equipe espanhola e o Puma, segundo colocado, é de apenas 95 milhas.

E a briga pela primeira colocação segue acirrada, com Groupama (novamente líder) e Puma separados por apenas 0,7 milha. Os dois estão no visual um do outro. O Abu Dhabi, que também teve problemas no casco, é o último colocado, a mais de 1800 milhas dos líderes.

Scheidt e Prada estreiam em 12º no Trofeu SAR Princesa Sofía

Dupla brasileira está usando a competição, na Espanha, para mais um laboratório, com teste de barco italiano e velas novas

São Paulo – Robert Scheidt e Bruno Prada estrearam no Trofeu SAR Princesa Sofía, nesta segunda-feira (2/4), na 12ª posição. Líderes do ranking mundial da Star, os velejadores fizeram um 14º e um 10º lugares nas duas regatas do dia, somando 24 pontos perdidos. Os franceses Xavier Rohart e Pierre Alexis Ponsot lideram a competição, com 8.

Campeões da Copa do Mundo de Vela em 2011, com vitória em quatro das cinco etapas que disputaram, Scheidt e Prada também ganharam a primeira etapa da competição nesta temporada, a Rolex Miami OCR. Em Mallorca, o objetivo é usar a competição como um novo laboratório. A dupla está testando o barco italiano Follia, que pode ser uma alternativa ao americano PStar na Olimpíada de Londres, e velas diferentes.

“Os ventos aqui em Mallorca são fracos, uma condição boa para nós, já que este é o nosso ponto fraco. Teremos a oportunidade de testar as velas novas, tentar acertar a velocidade do barco italiano (o Follia) e melhorar nesse aspecto”, apontou Robert Scheidt.

Muito disputado, o Troféu SAR Princesa Sofía conta com os principais velejadores do mundo, como a dupla francesa, quarta do ranking mundial da Star, os suecos Fredrik Loof e Max Salminen e os atuais campeões olímpicos, os ingleses Iain Percy e Andrew Simpson.

A classe Star tem previstas 11 regatas no Troféu SAR Princesa Sofía, com o máximo de três provas por dia e descarte do pior resultado a partir da sexta regata. A medal race será disputada no sábado (7/4). Depois da competição em Palma de Mallorca, Scheidt e Prada ainda participarão de outras duas etapas da Copa do Mundo de Vela e o Mundial de Hyéres, e terá dois períodos de treinos em Weymouth, nas mesmas raias que serão utilizadas pela categoria nos Jogos, em julho.

Classificação da Star após duas regatas:
1º – Xavier Rohart/Pierre Alexis Ponsot, França, 8 pontos perdidos (1+7)
2º – Hamish Pepper/Jim Turner, Neozelândia, 8 pp (5+3)
3º – Mateusz Kusznierewicz/Dominik Zycki, Polônia, 10 pp (9+1)
4º – Diego Negri/Enrico Voltolini, Itália, 12 pp (10+2)
5º – Fernando Echavarri/Fernando Rodriguez Rivero, Espanha, 15 pp (3+12)
6º – Robert Stanjek/Frithjof Kleen, Alemanha, 15 pp (7+8)
7º – Flavio Marazzi/Enrico De Maria, Suíça, 17 pp (4+13)
8º – Johannes Polgar/Markus Koy, Alemanha, 17 pp (6+11)
9º – Richard Clarke/Tyler Bjorn, Canadá, 18 pp (2+16)
10º – Iain Percy/Andrew Simpson, Inglaterra, 21 pp (17+4)
11º – Fredrik Loof/Max Salminen, Suécia, 21 pp (15+6)
12º – Robert Scheidt/Bruno Prada, 24 pp (14+10)

Da assessoria de imprensa

Veleiro Clássico K8 será destaque do estaleiro Kalmar na parada brasileira da VOR

O estaleiro Kalmar, reconhecido pela excelência na fabricação de embarcações únicas em madeira, apresenta seu modelo inspirado nos clássicos da década de 1950, o Veleiro Clássico K8. O day sailer, embarcação forte e resistente, é inspirado nos conceituados desenhos daquela época e possui charme e conforto para a navegação.

Um dos diferenciais deste veleiro é o seu amplo cockpit, ideal para o passeio com a família ou mesmo com aqueles que não são praticantes da vela. Seu layout favorece a segurança e o bem estar dos seus ocupantes durante passeios diurnos e pequenas travessias.

Projetado para acomodar confortavelmente até cinco pessoas, o Veleiro Clássico K8 é simples de velejar. O fácil controle das velas e regulagens permite uma tranqüila navegada em apenas duas pessoas ou até mesmo um passeio solo, possível com pequenas adaptações em seu layout.

Entre os atributos que fazem do Clássico K8 uma embarcação segura e confortável, está o seu motor de centro de 14 HP, ideal para manobras e também deslocamentos em pequenas distâncias. O seu desenho é composto pelas linhas clássicas da proa lançada e do espelho de popa laminado e envernizado, elementos chave para o charme da embarcação. Em sua estrutura, abaixo da linha d’água um casco moderno de quilha longa sustenta a suave navegação, e seu leme leve favorece o fácil controle do veleiro em qualquer condição de mar e direção de vento.

O excelente desempenho do K8 está diretamente relacionado com a sua construção. O Kalmar utiliza a moderna técnica de laminado moldado em madeira e epóxi em todos os cascos que produz, conduzindo um time de artesãos que há 30 anos constroem barcos excelentes e pautados em cuidados desde as primeiras etapas de construção. O casco do Veleiro Clássico K8 recebe duas camadas de cedro laminado, coladas com resina epóxi e é revestido por uma ­camada de fibra de vidro, garantindo a total impermeabilidade deste casco leve e marinheiro. A resistência do casco de madeira laminada é percebido em cada movimento do barco na água. Além disso, o deck, fabricado em teka com primoroso cuidado, se mistura aos vernizes bem aplicados para dar às linhas o verdadeiro visual clássico e atemporal”, revela Lorena Kreuger, que desde 2008 está a frente do Kalmar e que em suas horas vagas navega em um modelo próprio pelas águas de Itajaí.

Durante a Volvo Ocean Reace, que passará por Itajaí nos dias 4 a 22 de abril, os visitantes poderão conferir em exposição na Vila da Regata – espaço destinado às equipes e visitantes, um Veleiro Clássico K8. Será a oportunidade de conhecer de perto toda a beleza que envolve este barco moderno de linhas clássicas.

 

Da assessoria de imprensa

ACWS: Team Korea já treina em Nápoles

O Team Korea foi a primeira equipe a treinar em Nápoles, na Itália, para a primeira etapa de 2013 da America´s Cup World Series. O novo comandante Nathan Outteridge e seus comandados ficaram na água, em frente à cidade, durante 90 minutos. “É um barco muito impressionante. Tínhamos uns 10 nós de vento e uns 20 nós de velocidade”, disse Outteridge. O evento acontece entre os dias 11 e 15 de abril. Estarão presentes 11 barcos, de nove equipes, de oito países. São elas:

Luna Rossa Challenge, Itália (Skipper Max Sirena), dois barcos
Aleph, França
Artemis Racing, Suécia (Skipper Terry Hutchinson)
China Team, China
Emirates Team New Zealand, Nova Zelândia (Skipper Dean Barker)
Energy Team, França (Helmsmen Loick Peyron/Yann Guichard)
Green Comm Racing, Espanha (Skipper Vasilij Zbogar)
ORACLE Racing, USA – dois barcos – Skippers Jimmy Spithill e Darren Bundock
Team Korea, Coréia (Skipper Nathan Outteridge)

Les Voiles de St Barth começa nesta terça-feira

As regatas da Les Voiles de St Barth começam a ser disputadas nesta terça-feira em St. Barthlemy, no caribe. Mais de 60 barcos estão na ilha, entre eles os máxis Rambler, de 90 pés e o Highland Breeze, de 120. As regatas seguem até o dia 7 e os velejadores terão dias agitados tanto em terra quando no mar. Todos os dias haverá festa e shows depois da regata. A competição pode ser acompanhada ao vivo pelo site www.waypoint-tracking.com.

Copa Outono de monotipos acontece de 21 a 23 de abril no Rio de Janeiro

Entre os dias 21 e 23 de abril acontece no Rio de Janeiro a Copa Outono para as classes de monotipo. Não serão cobradas taxas de inscrição, porém os velejadores deverão se inscrever na secretaria do ICRJ. Estão programadas até seis regatas, sendo no máximo duas por dia. O horário programado para o tiro de largada da primeira regata do dia é às 13h.

%d blogueiros gostam disto: