Pular para o conteúdo

Scheidt e Prada embarcam para a Semana Olímpica Francesa

A 100 dias dos Jogos de Londres, dupla favorita ao ouro na Star se concentra na disputa da terceira etapa da Copa do Mundo

São Paulo – A contagem regressiva rumo aos Jogos Olímpicos de Londres marca 100 dias nesta quarta-feira (18/4). E os líderes do ranking mundial da Star, Robert Scheidt e Bruno Prada, nem pensam em descansar. Os dois desembarcam em Hyères na sexta-feira junto com a Equipe Brasileira de Vela, para a disputa da Semana Olímpica Francesa.

“Apesar de faltar pouco tempo para os Jogos, nós não ficamos ansiosos, mas animados. No nível em que estamos, temos que saber administrar a ansiedade. A raia olímpica de Weymouth é um lugar onde gostamos de competir, apesar de fazer muito frio por lá”, disse Bruno Prada.

Terceira etapa da Copa do Mundo de Vela em 2012, a Semana Olímpica Francesa faz parte da preparação da dupla para os Jogos. O formato, inclusive, será o mesmo, com dez regatas e a medal race, na qual só participam os 10 primeiros colocados e a pontuação é dobrada.

Parceria vitoriosa

Competindo juntos desde 2001, Robert Scheidt e Bruno Prada comemoraram no mês passado o 51º título, com a vitória no Troféu Princesa Sofia. A parceria já rendeu aos dois o bicampeonato mundial da Star, em Cascais/2007 e Perth/2011, e a vitória da Copa do Mundo de Vela de 2011, feito inédito para a vela brasileira.

Os dois somam cinco medalhas olímpicas – quatro de Scheidt, com dois ouros e uma prata na Laser e uma prata na Star, que conquistou ao lado de Bruno, nos Jogos Olímpicos de Pequim.

“Se eu pudesse definir o atual ciclo olímpico em duas palavras, seriam superação e maturidade. É como num casamento, estamos juntos há onze anos. Brigas existem, mas é sempre para melhorar, sempre tendo um objetivo muito claro em mente, e nada pode brecar isso. Além disso, estamos numa fase sensacional, nem temos assunto para brigar”, aponta Bruno Prada.

Scheidt também ressaltou a afinidade de objetivos com Bruno como fator de sucesso da dupla. “Nós convivemos em condições extremas, nas competições, e não é fácil. Mas temos um objetivo em comum, que é fazer o melhor que pudermos. Temos hoje um entrosamento muito maior, entendemos mais a rotina das manobras”, diz o velejador.

Líderes do ranking mundial da Star há 21 meses (a partir de junho de 2010, só perdendo o primeiro lugar em dezembro do ano passado, quando não disputaram nenhuma competição), Scheidt e Prada conquistaram um feito inédito na semana passada: são os únicos velejadores do mundo na história do ranking a somar apenas os sete primeiros lugares como os melhores resultados para a pontuação.

Invicta desde maio de 2011, a dupla brasileira ainda tem pela frente o Mundial de Star, também em Hyères, entre os dias 2 e 12 de maio. Em junho, Scheidt e Prada seguem para a raia olímpica em Weymouth, onde terão dois períodos de treino e a disputa da Skandia Sail for Gold Regatta, sempre usando o barco americano PStar, o mesmo que será usado nos Jogos.

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: