Pular para o conteúdo

Saiba como acompanhar o último final de semana da VOR em Itajaí

Evento deve reunir 100 mil pessoas nos dois dias, com programação especial para a despedida da regata de volta ao mundo de Itajaí

Itajaí (SC) – A reta final da Parada de Itajaí da Volvo Ocean Race reserva duas provas de tirar o fôlego. No sábado (21), ocorre a Regata do Porto DHL valendo pontos para a classificação geral. Já no domingo (22), os cinco barcos partem para Miami, dando início à sexta perna da Regata de Volta ao Mundo. São esperadas mais de 100 mil pessoas na Vila da Regata e nos molhes de Itajaí e Navegantes, locais ideais para acompanhar a prova.

A Vila da Regata se aproxima de receber, desde o dia 4 de abril, mais de 200 mil visitantes e oferece atrações que agradam a todas as idades como Cinema 3D, simulador de regatas, palestras e debates sobre sustentabilidade, shows nacionais, feira do setor náutico e os melhores times do mundo que participam dessa aventura.

Para facilitar o entendimento e se preparar para as regatas, segue um passo a passo:

O que é a Pro-AM – Disputada na sexta-feira (20) e não vale pontos para a classificação geral. São três regatas festivas, em que cada equipe leva a bordo convidados. Esses velejadores novatos são os responsáveis por algumas ações dentro do barco, como regular as velar ou até timonear o veleiro. Sempre com o auxílio dos velejadores que estão dando a volta ao mundo. A Pro-Am de Itajaí terá uma atração a mais: será disputada muito próxima ao público, nas praias de Itajaí e Navegantes.

A Vila da Regata será aberta às 9h e haverá um show do Jorge Aragão, às 20h30.

O que é a Regata do Porto – Chamada de In-Port Race em inglês, está marcada para 14h de sábado (21). É uma regata entre boias e dura no máximo uma hora. Os cinco barcos que estão em Itajaí largam juntos e tem de cumprir um circuito, montando as boias posicionadas nas praias de Itajaí e Navegantes. Os molhes serão as melhores opções para assistir a prova. Vale seis pontos para o vencedor – quem ganha uma perna oceânica, por exemplo, soma 30 pontos. O site www.volvooceanrace.comtransmite tudo ao vivo.

A Vila da Regata será aberta às 9h e haverá um show de Dudu Nobre, às 20h30.

Detalhes da perna até Miami – A sexta etapa da Volvo Ocean Race leva os velejadores de Itajaí até Miami, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, em um percurso de 3590 milhas náuticas. O maior desafio fica por conta da passagem pelo Equador, que esconde áreas de alta pressão e sem vento, conhecidas como Doldrums, além de lidar com os ventos fracos e a força da Corrente do Golfo, já na chegada aos Estados Unidos. A expectativa é que a perna dure 14 dias. Os barcos largam às 14 horas de domingo (22) e são esperados em Miami a partir do dia 6 de maio.

A Vila da Regata será aberta às 9h e haverá apresentações do Olodum e cerimônias com as autoridades de Itajaí e Miami.

Recado da Marinha do Brasil – A Delegacia da Capitania dos Portos de Itajaí informa que a segurança (salvaguarda da vida humana no mar) das embarcações dos espectadores será da Marinha do Brasil com a contribuição e cooperação de outros órgãos (Polícia Federal e Corpo de Bombeiros).

As embarcações de apoio da organização do evento estarão sinalizadas para facilitar o reconhecimento. A Volvo Ocean Race estabeleceu restrições para o trânsito destas embarcações.

Quanto às embarcações do público, cabe um alerta: todas devem ter atenção aos itens de segurança, como colete salva-vidas e também para a previsão do tempo, além é claro, de ser pilotadas por pessoas devidamente habilitadas.

As embarcações não devem transitar pela área de regata, (que estarão sinalizadas por boias) bem como devem manter-se afastadas dos veleiros participantes. As embarcações dos espectadores que não estiverem em posição apropriada serão alertadas para se moverem para uma posição segura.

Para auxiliar na patrulha da regata, a Marinha vai contar com a Fragata Bosísio, o Navio Patrulha Babitonga e cinco lanchas. Essas embarcações tem como tarefa principal o controle de barcos dos espectadores. Para isso, deve ser evitado a todo custo estar a barlavento e produzir esteiras nas proximidades das embarcações participantes.

 

da ZDL

um comentário Comente
  1. Reblogged this on Azul Sete Zero.

    19/04/2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: