Pular para o conteúdo

Arquivo de

Classe S40 reúne alguns dos melhores velejadores do mundo na Mitsubishi Sailing Cup 2012

Terceira temporada colocará frente a frente campeões como Torben Grael, Lars Grael, Guillermo Parada, Mariano Parada, Vasco Vascotto e Eduardo de Souza Ramos

Comandados por alguns dos melhores velejadores do mundo, os S40 irão proporcionar grandes disputas na terceira temporada da Mitsubishi Sailing Cup. Nomes como Torben Grael, Lars Grael, Samuel Albrecht, Guillermo Parada, Mariano Parada, Javier Conte, Francisco Bruni, Vasco Vascotto, Dag Von Appen, Maciel Cicchetti e Eduardo de Souza Ramos prometem agitar os litorais de Ilhabela (SP) e Búzios (RJ) nos meses de junho e agosto.

“Para nós, competidores, é um incentivo extra saber que quando conseguimos bons resultados, quer dizer que tivemos realmente um bom desempenho, já que o nível dos outros velejadores é muito alto. Pensando como equipe, é uma oportunidade de aprender com a experiência de renomados velejadores, tentando assim melhorar a cada dia”, afirma Guillermo Parada, comandante do barco chileno Pisco Sour e considerado o melhor velejador argentino nos anos de 1982, 1983, 1987 e 2010.

Para intensificar ainda mais as regatas da classe considerada a Fórmula 1 da vela, tanto pela velocidade quanto pela modernidade, a Mitsubishi Sailing Cup será válida pela 3ª e 4ª etapas do Campeonato Sul-Americano da Classe S40, competição organizada por Iates Clubes do Brasil, Chile e Argentina.

“As expectativas são grandes. Se considerarmos o nível das últimas duas edições da Mitsubishi Sailing Cup, em relação aos participantes e à organização, e também o fato da prova fazer parte do circuito sul-americano, podemos esperar duelos muito competitivos”, exalta Mariano ‘Cole’ Parada, tático do barco argentino Patagônia e seis vezes campeão mundial de vela.

Brasileiros – Detentor de 5 medalhas olímpicas e considerado o melhor velejador do mundo em 2009 após a conquista da maior regata volta ao mundo, Torben Grael foi o tático da embarcação que ficou na 2ª colocação da classe S40 em 2011. Em 2012, a bordo do veleiro Mitsubishi / Energisa, o velejador espera chegar ainda mais alto no pódio.

“Ano passado tivemos problemas nas primeiras etapas e depois no final fomos muito bem, ganhando a última etapa com folga. Nossa intenção é tentar manter o alto nível e, quem sabe, melhorar ainda mais”, explica Grael, medalha de ouro nas Olimpíadas de Atenas 2004 e Atlanta 1996.

Samuel Albrecht, tricampeão brasileiro de oceano, comandará o Crioula. Com apenas um novo integrante em sua tripulação, o velejador espera usar toda a experiência adquirida nos dois últimos anos para disputar as primeiras colocações na Mitsubishi Sailing Cup 2012.

“As expectativas são boas. Todos estão treinando muito. A tripulação será praticamente a mesma do ano passado, apenas com um integrante novo, que é um navegador italiano que nos ajudou muito nas etapas do Chile do Sul-americano. Por estar com a mesma equipe, o entrosamento será nosso ponto forte”, exalta Albrecht.

Da assessoria de imprensa

Federações espanhola e israelense afirmam que tirar a prancha do Rio 2016 foi um erro

Yehuda Maayan, representante de Israel no comitê da Isaf afirmou esta semana que o seu voto a favor da saída do Windsurf e da entrada do Kitesurf nas Olimpíadas do Rio 2016 foi um erro de interpretação. O seu comentário veio a tona logo após a Federação Espanhola afirmar o mesmo.

“Os delegados provavelmente ficaram confusos ou não entenderam o assunto por causa da dificuldade da língua, ou alguns simplesmente ignoraram a apresentação e votaram sem perceber as implicações disso”, disse Maayan em entrevista à Reuters.

“Apesar de tudo, no último momento, o representante da Espanha no conselho da Isaf votou a favor do Kite, um erro causado pela confusão no sistema de votação, do qual o presidente da Federação Gerardo Pombo assume toda a responsabilidade e pede perdão a todos os velejadores de windsuf do país”, disse a Federação em nota no seu site oficial.

Atualmente o velejador israelense Nimrod Mashich e o espanhol Ivan Pastor ocupam respectivamente a 4ª e a 7ª posição no ranking mundial da Isaf entre os homens, enquanto a velejadora espanhola Blanca Manchon e a israelense Maayan Davidovich ocupam a 5ª e 6ª posição entre as mulheres.

A mudança pode ser revertida caso dois terços dospresentes na reunião anual da Isaf em Novembro votem contra a decisão da semana passada.

Set Point vence o Carioca de Ranger 22

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Set Pont, comandado por Samuel Gonçalves, venceu este final de semana o Carioca de Ranger 22. A equipe venceu nada menos do que três das cinco regatas disputadas, terminando a competição com uma vantagem de apenas um ponto sobre o Rio Summer, segundo colocado. O resultado completo pode ser visto clicando aqui.

 

Mais quatro países garantem vaga para Londres 2012

Com o fim dos Mundiais de Laser, 49er e Star, Bermuda, Malásia, Trinidad e Tobago e Tunisia confirmaram as suas participações nos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Com o resultado 54 países estarão presentes nas competições em Weymouth entre os dias 29 de julho e 12 de agosto.

André ‘Bochecha’ Fonseca e Marco Grael infelizmente ficaram de fora da classe 49er, porém os Brasil já havia classificado a dupla Robert Scheidt e Bruno Prada na Star e Bruno Fontes e Adriana Kostiw na Laser. Ainda falta a disputa pela vaga na 470 masculina. Na feminina Fernanda Oliveira e Ana Barbachan conquistaram a vaga durante a disputa do Trofeo Princesa Sofia.

%d blogueiros gostam disto: