Pular para o conteúdo

Arquivo de

AC72 da Oracle Racing deverá velejar pela primeira vez no final do mês

Time Oracle Racing posa em frente ao casco do gigante de 72 pés

Depois do lançamento do Ac720 do Emirates Team New Zealand, em Auckland, na Nova Zelândia, no final do mês será a vez do Oracle Racing colocar o seu gigante de asas nas águas da baía de São Francisco, nos EUA. A previsão é de que no dia 27 de agosto sejam feitos os primeiros testes estruturais com o barco, assim como teste com os lemes e bolinas e do sistema que sobe a asa. Se tudo correr bem, a primeira velejada será feita no dia 28.

“Mal posso esperar para ver o novo barco na água. O barco parece bem legal dentro da área de construções e a primeira velejada será um momento muito especial para toda a equipe”, disse o skippr James Spithill.

Organização divulga o AR da terceira etapa da Copa Suzuki Jimny

Evento reúne os principais velejadores das classes ORC, C30, HPE, BRA-RGS e M-24.5 e será disputado nos dias 22,23,29 e 30 de setembro

Ilhabela (SP) – A organização da Copa Suzuki Jimny já disponibiliza para os velejadores o Aviso de Regata para a terceira etapa da competição, considerada uma das maiores do País. Nos dias 22, 23, 29 e 30 de setembro, o Yacht Club de Ilhabela (YCI) receberá os principais nomes da vela de oceano em barcos das classes ORC, C30, HPE25, RGS e M-24.5. As inscrições serão feitas no YCI nos dias 21 e 22 de setembro de 2012, na secretaria do evento, com valor de R$ 80,00 por tripulante (exceto mirim, que é isento). A previsão é que mais de 50 equipes participem das provas no litoral norte paulista.

“Na última etapa em junho, chamada Warm Up, levamos 58 barcos à Ilhabela, o que mostra a importância e capacidade de organização da Copa Suzuki Jimny. Os números aumentam a nossa responsabilidade. Dentro da água é evidente uma disputa equilibrada e acirrada, principalmente nas classes one-design, como a HPE. Isso faz com que o velejador intensifique os treinos e busque sempre um melhor resultado”, relata Carlos Eduardo Souza e Silva, diretor de vela do YCI.

A classe HPE, a que conta com maior número de veleiros entre as classes que não precisam de rating, tem três equipes praticamente empatadas no campeonato, após duas etapas. O resultado acumulado do Circuito Ilhabela aponta o SER Glass Eternity (Marcelo Bellotti) na liderança com o mesmo número de pontos do Jimny/Take Ashauer (Marcos Ashauer). Com um ponto atrás vem o SX 4/Bond Girl (Rique Wanderley). O atual campeão, o Ginga (Breno Chvaicer), segue em quarto. No Warm Up, 22 barcos competiram em Ilhabela.

Outra categoria que promete é a C30. Após a estreia mundial da classe em 2011, justamente em uma etapa da Copa Suzuki Jimny, mais veleiros foram adquiridos e podem fazer parte das regatas em setembro. ORC, BRA-RGS e M-24.5 estão no calendário, Essas, porém, não são iguais e precisam de rating para definir o vencedor.

O líder acumulado da ORC é o antigo Touché, hoje batizado de Tomgape (Ernesto Breda). Na ORC 30 pés, o melhor aproveitamento em duas etapas é do Sextante (Thomas Leomil Shaw). Na RGS A, a ponta é do Fram (Felipe Aidar). Na subdivisão B, o líder é o Nomad (Márcio Dottori), na C é o Ariel (Luis Pimenta) e na Cruiser, o Helios II – Hospital Sírio Libanês (Marcos Lobo). Entre os barcos de one-design da C30, mesmo com a ascensão do Loyal (Marcelo Massa), o primeiro colocado é o Barracuda/Matrix (Humberto Diniz).

O Regulamento do Circuito Ilhabela de Vela de Oceano também está disponível no site do YCI www.yci.com.br, assim como determinações e regras das classes. A estadia dos veleiros competidores é livre no YCI para os barcos de fora da cidade apenas no período de 15 de setembro a 7 de outubro de 2012.

A última etapa será disputada entre 24 e 25 de novembro e 1 e 2 de dezembro. A Copa Suzuki Jimny teve duas etapas no primeiro semestre : a primeira, em março, e a segunda, o Warm Up, em junho.

DaZDL

Vulcano Energy Drink navega por vitória em Brasília com o Projeto Grael

Equipe que une experiência e juventude terá o patrocínio do energético na “Regata 24 horas Santos Dumont” em evento único

Brasília recebe no próximo dia 18 um evento único, a Regata 24 horas Santos Dumont. A competição reunirá 40 barcos no Lago Paranoá, na Capital. A tripulação do  Orion combina iatistas de Brasília e jovens do Projeto Grael, que junto com os experientes Maurício Albuquerque (proprietário e comandante) e Cezar Castro (comandante de turno e timoneiro) têm como objetivo vencer a regata.

Orion é um barco do modelo Delta 32, versão regata, tem mais de 9 metros de comprimento e pesa 3,5 toneladas. A tripulação será formada por oito pessoas, incluindo três jovens do projeto Grael, conforme proposta do comandante Maurício Albuquerque ao idealizador da ação social, e medalhista olímpico, Lars Grael. “Nosso objetivo é aliar o esporte à ação social. Queremos que esses garotos vivenciem com a gente essa experiência. Além disso, poderemos contar com o conhecimento técnico que possuem para ganhar a regata”, adianta Maurício.

Segundo o comandante, a equipe é competitiva e tem reais condições de vencer a regata. “Temos conosco Cezar Castro, que possui vasta experiência, e Alex Sandro, do Projeto Grael, que já venceu inclusive a Regata de Cape (Town) to Rio, na classe Oceânica; além de outros tripulantes de destaque no iatismo. Então, resta torcer que haja bastante vento”, complementa.

A disputa terá duração de 24 horas. A largada será dada no sábado (18) ao meio-dia. O evento é único no Brasil e pretende chamar a atenção ao percorrer as margens do Palácio da Alvorada, Vila Náutica e todos os clubes da raia sul do Lago Paranoá. Além disso, pela primeira vez haverá monitoramento via satélite. Cada barco terá um GPS que acusará suas posições em tempo real, para transmissão via internet no endereço www.regata24horas.com.br.

O percurso é delimitado por boias e sua realização está diretamente ligada às condições de vento. Qualquer tipo de veleiro cabinado pode participar, pois a cabine oferece condições para a tripulação poder descansar e se alimentar nos períodos de revezamento.

Equipe – Veleiro Orion – Todos os detalhes da preparação da equipe e informações privilegiadas do time durante a Regata 24 Horas Santos Dumont podem ser acompanhadas pela fanpage da equipe no Facebook  e pelo Twitter (@OrionVeleiro).

Tripulação:
Maurício Carneiro de Albuquerque (comandante e timoneiro)
Cezar Augusto da Silva Castro (comandante de turno e timoneiro)
Bruno Ricardo Costa Ferreira
Alex Vieira Pinto
Matheus Borges Sampaio
Alex Sandro Matos de Carvalho (Projeto Grael)
Ramon de Oliveira Nascimento (Projeto Grael)
Gilcimar Percílio de Almeida (Projeto Grael)

Da assessoria de imprensa

Foncia vence o Artemis Chalenge e bate recorde de volta a ilha de Wight

Equipe vencedora ainda ajudou uma instituição de caridade

Foram necessárias pouco mais de duas horas para que o Foncia, de Michael Desjoyeaux, completasse a regata volta a ilha de Wight, na Inglaterra, a bordo do seu MOD70 Foncia. Além do título ele ganhou £ 12 mil para ajudar uma instituição de caridade e quebrou o recorde da travessia. A bordo, a tripulação contou com Sir Robin Knox-Johnston, primeiro velejador a dar a volta ao mundo em solitário, e Ian Walker, skipper do Abu Dhabi Ocean Racing na última Volvo. Também participaram da competição o Musandam, outro MOD70, e os Open 60 Gamesa e Artemis Ocean Racing, que contou com a skipper do time inglês de Match Racing Lucy Macgregor e com o medalhista de prata na RS:X, o também inglês Nick Dempsey.

%d blogueiros gostam disto: