Pular para o conteúdo

Arquivo de

Match Race Brasil terá pela primeira vez equipe 100% feminina

Renata Decnop comanda equipe do Ciaga da Marinha na competição barco contra barco. Tripulação conta com a medalhista olímpica Isabel Swan e outras feras da modalidade

Rio de Janeiro (RJ) – O Match Race Brasil 2012 terá participação em massa de mulheres, no Iate Clube do Rio de Janeiro (ICRJ). A competição barco contra barco, que será disputada de 8 a 11 de novembro, terá uma equipe 100% feminina, que defenderá as cores do Ciaga (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, da Marinha) e desafiará o monópolio masculino das edições realizadas nos últimos nove anos. Além disso, os outros sete representantes de clubes náuticos e marinas inscritos no campeonato devem colocar a bordo pelo menos uma velejadora. A iniciativa ajuda a aumentar a participação das meninas na modalidade, ainda predominantemente masculina.

O País conta com atletas de talento, que aos poucos rivalizam com os homens de igual para igual. Um dos exemplos é a própria equipe da Marinha, que terá 10 velejadoras e o comando da experiente Renata Decnop e a ajuda da medalhista olímpica Isabel Swan. O time terá outras ‘atletas militares’, que fizeram campanha para Londres/2012: Juliana Mota, Fernanda Decnop, Gabriela Nicolino, Juliana Senfft, Larissa Juk e Tatiana Ribeiro.

“Será uma grande oportunidade correr o Match Race. Depois de dois anos em campanha olímpica da classe e uma escalada de reconhecimento, agora chegamos num patamar para sermos respeitadas pela nossa qualidade. Somos uma equipe 100% feminina, mas todas muito experientes e competentes”, garante Renata Decnop.

Sobre o duelo contra os homens, Renata aposta na habilidade das meninas e nas regras e barcos, que são iguais para todos, independentemente de sexo. Segundo a velejadora, o time tem currículo para surpreender os favoritos e levar o Troféu Roger Wright para as Forças Armadas. “Sabemos jogar esse jogo melhor que a maioria dos nossos adversários, resta saber como nos sairemos manobrando o barco. Mas eu tenho plena confiança, a equipe é forte, já domamos o Soto 40 na Mitsubishi Sailing Cup, vamos dar conta de domar o Beneteau First 40.7. Conhecemos a fundo as características e qualidades de cada uma das tripulantes. Passamos muito tempo treinando juntas e velejamos em diferentes configurações. Entrosamento não vai nos faltar”.

Renata Decnop está em campanha para 2016. A nova parceria da classe 470 já sabe o caminho do pódio. Isabel Swan será a proeira dela nas eliminatórias para os Jogos, que serão no quintal de sua casa: a Baía de Guanabara. “Conheço a Isabel há bastante tempo. Inclusive velejei na classe 420 com a irmã dela, Marina Swan, e desde essa época eu tinha muita vontade de fazer uma campanha de 470. Esse sempre foi o meu plano inicial, mas nunca tive a oportunidade de executar. Acabei por outros caminhos, como o Match Race, que me trouxeram grande bagagem como velejadora. Me identifico com o barco, sinto que tenho perfil e potencial pra dar voos altos”, reforça Decnop. A irmã dela, Fernanda, também fará campanha olímpica, só que na Laser.

Da ZDL

%d blogueiros gostam disto: