Pular para o conteúdo

Arquivo de

Vendée Globe: JP Dick perde a quilha e Beneddetto quebra as costelas enquanto briga pelo título segue acirrada

Benedetto, que não é bendito, perdeu o balão, ficou 48h sem dormir e finalmente quebrou as costelas no Atlântico Sul. Que maré!

Benedetto, que não é bendito, perdeu o balão, ficou 48h sem dormir e finalmente quebrou as costelas no Atlântico Sul. Que maré!

A edição 2012-13 da Vendée Globe deverá ter um dos finais mais apertados da história da regata. A previsão é de que os líderes cruzem a linha de chegada em Les Sables d’Olonne, na França, no dia 26 de janeiro ou nas primeiras horas do dia 27. O jovem François Gabart segue em primeiro, porém está mais lento do que Armel Le Cleac’h, segundo colocado.

Gabart passa pela zona de alta pressão dos Açores e por isso o vento por lá está mais fraco. Na manhã desta terça-feira ele velejava a pouco mais de 11 nós, enquanto o concorrente fazia mais de 17 nós de velocidade. A distância entre eles era de 84 milhas.

Segundo a previsão, na chegada o vento deverá estar entre 25 e 30 nós, porém não se sabe ainda se Gabart irá optar pela rota mais rápida ou se irá marcar Le Cleac’h.

E se no domingo o quarto colocado Alex Thomson disse em entrevista para a Vendée Globe TV que não saberia como alcançar Jean Pierre Dick, terceiro colocado, com certeza ele não esperava o que iria acontecer ao concorrente. Dick estava velejando com ventos de 20 nós quando, de repente, sua quilha caiu. Ele agora segue a oito nós rumo aos Açores.

“Estava velejando com a grande no primeiro rizo. Estava dentro do barco, quando o vento aumentou de repente. Fui para fora para ajustar as velas, quando ouvi um barulho muito alto. O barco orçou e ficou de lado. Soltei as escotas, enrolei a genoa e soltei o backstay. Agora sigo para os Açores a oito nós, com dois rizos na mestra e a staysail. A situação está estabilizada e acredito que não há risco de capotar. Meu sonho de subir no pódio em uma Vendée Globe afundou subitamente”, disse ele.

E como a Vendée é a prova de oceano mais dura da Vela mundial, Alessandro Di Benedetto, comandate italiano da equipe francesa Plastique, quebrou duas costelas ao ter que subir no mastro do seu barco e ser arremessado contra ele violentamente após uma onda. Benedetto, já havia perdido um balão depois de montar o Horn e estava a 48 horas sem dormir com problemas no barco. Difícil!!

 

Slideshow da regata Darke de Mattos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Itajaí é confirmada mais uma vez como parada da Volvo Ocean Race

Público lota a vila da regata em Itajaí

Público lota a vila da regata em Itajaí

A organização da Volvo Ocean Race confirmou nesta terça-feira que Itajaí será mais uma vez parada da regata de volta ao mundo. Os barcos deverão chegar na cidade catarinense após cruzarem o cabo Horn, na disputa da perna mais longa da competição.

Itajaí será a segunda parada brasileira. Na semana passada, Pernambuco anunciou que terá um barco e também receberá uma parada, logo no início da regata.

“Fazer duas paradas no Brasil faz muito sentido uma vez que o país está no centro do mundo esportivo com a Copa 2014 e as Olimpíadas 2016”, disse Knut Frostad, CEO da regata.

Após três dias Robert Scheidt e Bruno Fontes mantêm o empate no Brasileiro de Laser em Porto Alegre

A briga segue acirrada entre Bruno e Scheidt

A briga segue acirrada entre Bruno e Scheidt

Já virou rotina a disputa entre Robert Scheidt e Bruno Fontes no Campeonato Brasileiro da classe Laser. Eles continuam empatados após seis regatas realizadas na raia do Veleiros do Sul, em Porto Alegre. E tudo é tão igual até agora que até a ordem de chegada não muda. Robert sempre vence a primeira regata do dia e Bruno a segunda. Na terceira colocação também não há mudança, Matheus Dellagnelo vem mantendo sua posição na classificação. Com número atingido regatas no Brasileiro os velejadores puderam descartar hoje o primeiro pior resultado na competição.

Ao chegar em terra os dois velejadores falaram que estavam cansados. E não era para menos, o vento mudou para a direção leste nesta segunda-feira, embora um pouco mais fraco, mas instável exigindo maior número de manobras e conseqüentemente maior esforço físico. Robert ganhou a primeira regata, velejando sempre na frente. E lamentou o erro na largada da segunda prova.

“Não larguei bem, perdi a aceleração e com isso precisei mudar de bordo várias vezes, enquanto Bruno abriu uma distância na minha frente. As condições foram parecidas dos dias anteriores, mas as constantes mudanças na direção do vento na raia levaram a um maior número de cambadas,” disse o medalhista olímpico.

Não foi diferente para Bruno Fontes que também tinha o que lamentar, mas na primeira regata. “O Robert saiu na frente e depois tive a chance de vencer, fiquei muito confiante, em vez de marcar ele na raia, e acabei perdendo já próximo a linha de chegada”, contou Bruno, que representou o Brasil na classe Laser na Olimpíada de Londres no ano passado.

No Brasileiro de 4.7 também continua com praticamente as mesmas posições. Lucas Mazim se mantém em primeiro lugar, Henrique Dias em segundo lugar e Martin Lowy em terceiro. Júlia Silva continua na liderança na categoria feminina e subiu uma posição na classificação geral, ocupando o quinto lugar.

Depois de dois dias com a mesma condição, o vento mudou de direção de sul para leste, ficou um pouco mais fraco, mas rondado o que provou o retardamento em uma hora para o início da competição. A intensidade foi 12 a 16 nós. E não foi só vento que sofreu alteração. A raia que vinha sendo montada em percurso trapezoidal foi de barla-sota, com cinco pernas. O Brasileiro de Laser chega ao seu penúltimo dia nesta terça-feira com mais duas regatas a partir das 13h.

Classificação parcial da Standard – seis regatas
1º Bruno Fontes (SC) 7
2º Robert Scheidt (SP) 7
3º Matheus Dellagnelo (SC) 16
4º Juan Pablo Bisio (ARG) 25
5º Yago Lange (ARG) 31

Classificação parcial na 4.7 – seis regatas
1º Lucas Mazim (RS) 7
2º Henrique Dias (RS) 10
3º Martin Lowy (SP) 12
4º Gabriel Elstrodt (SP) 19
5º Júlia Fernanda Silva (RS) 27

Da assessoria do VDS

%d blogueiros gostam disto: