Pular para o conteúdo

Arquivo de

Matheus Dellagnelo se mantém na frente no Brasileiro de Laser Radial

Fernanda Decnop lidera no feminino, mas está empatada em pontos com a argentina Lucia Falasca

O vento atrasou, mas veio com força no segundo dia do Campeonato Brasileiro da classe Laser Radial, que se realiza em Porto Alegre. Mais duas regatas foram disputadas no Veleiros do Sul e na classificação da categoria masculina o catarinense Matheus Dellagnelo se mantém na primeira posição. Ele não velejou bem e ficou em quinto lugar na terceira regata, porém na quarta cruzou a linha de chegada na frente da flotilha e soma três vitórias até agora no campeonato.

“Apesar do vento fraco no começo da disputa o barco até andou rápido, no entanto deu uma rondada bem para o lado esquerdo da raia e não voltou e isso me atrapalhou. Consegui salvar a regata na perna través porque andei melhor, senão teria sido pior” avaliou Matheus.

No campeonato das mulheres a briga está bem equilibrada entre a brasileira Fernanda Decnop e a argentina Lucia Falasca, que estão empatadas com 62 pontos perdidos. Pelo critério de desempate Decnop (11º na geral) assumiu a liderança feminina e Falasca (12º) ficou em segundo. “A primeira regata foi como se eu andasse com um balde preso”, brincou Decnop que chegou em 30º. “Tinha planejado tudo na minha cabeça, mas acabei fazendo tudo ao contrário e errei bastante. Já na segunda deu tudo certo, consegui largar bem e andar com boa velocidade, ”disse Decnop.

O vento entrou somente na metade da tarde e atrasou em duas horas o início da competição neste sábado. A direção foi de sul e a intensidade variou de 12 nós na primeira regata a 22 nós na segunda. O Brasileiro de Laser Radial conta com a participação de 68 velejadores nas categorias masculina e feminina. A programação segue neste domingo com mais duas regatas a partir das 13 horas.

Classificação provisória dos cinco primeiros colocados – 4 regatas
Masculino
1º – Matheus Livramento Dellagnelo (SC) 8
2º – Pedro Matos Castro (RJ) 11
3º – Allan de Oliveira Godoy (PR) 24
4º – Philipp Grochtmann (RS) 30
5º – Henrique de Vasconcellos Back (SC) 32

Classificação provisória das cinco primeiras colocadas – 4 regatas
Feminino
1º – Fernanda Decnop (RJ) 62
2º – Lucia Falasca (ARG) 62
3º – Adriana Kostiw (SP) 80
4º – Odile Ginaid (ES) 108
5º – Mônica Matschinke (RJ) 115

Da assessoria

João Bulhões e Gabriel Borges lideram o Brasileiro Jr de Snipe

Fred Hoffmann registrou a concentração dos líderes do campeonato

Fred Hoffmann registrou a concentração dos líderes do campeonato

O segundo dia do Brasileiro Jr de Snipe foi marcado por ventos fortes no Rio de Janeiro. Após três regatas, os líderes são João Bulhões e Gabriel Borges, seguidos por Bernardo de Assis e Pedro Leão e Leonardo Lombardi e Vitor Sabino.

A competição termina neste domingo com a previsão de realização de mais duas regatas. Os 11 primeiros colocados terão vaga para o Mundial Jr, que será disputado no Rio de Janeiro entre 14 e 20 de setembro.

Para ver os resultados completos, clique aqui.

Com vídeo: François Gabart poderá se tornar o mais jovem vencedor da Vendée Globe em algumas horas

O francês François Gabart precisa de apenas mais algumas horas para se tornar o mais jovem vencedor da Vendée Globe 2012-13. Com menos de 300 milhas para cruzar a linha de chegada em Les Sables d’Olonne, a previsão é de que o velejador de 29 anos chegue entre a madrugada e a manhã deste domingo, horário local. Armel Le Cleac´h, segundo colocado, deverá chegar entre seis e dez horas mais tarde.

A dupla sobreviveu aos bravos mares do sul, mas ainda terá que superar os fortes ventos que estão previstos para a chegada. Tudo indica que o vento estará em torno de 25 nós, com rajadas que podem chegar a 40, com ondas de três metros. Por conta disso, nenhum barco sairá do porto para acompanhá-los.

Regatas do Mundial de Soto 40 começam nesta segunda-feira no Chile

Matias Capizzano registrou a beleza dos S40 navegando no Chile

Matias Capizzano registrou a beleza dos S40 navegando no Chile

Oficialmente o Mundial de Soto 40 já começou em Talcahuano, no Chile. A cerimônia de abertura foi realizada nesta sexta-feira e contou com algumas autoridades locais. O sábado foi dia de medição e pesagem dos 15 barcos inscritos. Depois de tudo conferido, os brasileiros do Crioula e do Carioca aproveitaram para treinar mais um pouco na raia antes das regatas oficiais começarem, nesta segunda-feira.

Brasileiro de Laser Radial começa disputado em Porto Alegre

Catarinense Matheus Dellagnelo e a argentina Lucia Falasca são os líderes

Largada da Laser Radial

Largada da Laser Radial

O Campeonato Brasileiro da classe Radial iniciou nesta sexta-feira no Veleiros do Sul com uma disputa acirrada entre os 68 competidores nas categorias masculina e feminina. O vento que andou ausente nos dias anteriores em Porto Alegre voltou após a passagem de uma frente fria. E os representantes de Santa Catarina começaram bem na competição dos homens. Matheus Dellagnelo venceu as duas primeiras regatas realizadas nesta tarde. Enquanto Henrique Back ficou em segundo lugar.

Matheus ficou na terceira colocação no Brasileiro de Laser Standard, encerrado na quarta-feira (23) no Veleiros do Sul. O velejador disse que sempre dá uma sensação diferente entre uma e outra classe, mas logo se adaptou. Na verdade o casco do barco é o mesmo, apenas o tamanho da área vélica é um pouco menor na Radial. “A primeira largada foi meio complicada para mim, estranhei porque tinha mais barcos na linha. O vento estava bem rondado, mas até gosto dessa condição de mudanças bruscas de direção. Eu chamo isso de ‘rondada justa’ porque vai e volta em todo momento e dá mais emoção”, disse o velejador catarinense.

Na categoria feminina a argentina Lucia Falasca terminou o dia em primeiro lugar e a brasileira Fernanda Decnop em segundo. “Acho que taticamente fui bem, a não ser um pequeno erro na segunda regata, mas o que ainda está me faltando é um melhor condicionamento físico para escora do barco”, comentou Fernanda.

O vento foi meio atípico para esta época do ano no rio Guaíba. As regatas foram disputadas com vento de noroeste a oeste com a intensidade variando de 16 a 22 nós. O Brasileiro da classe Radial segue neste sábado a partir das 13 horas com mais duas regatas. A final será na terça-feira (29) no Veleiros do Sul.

Classificação provisória dos cinco primeiros colocados – 2 regatas
Masculino
1º – Matheus Livramento Dellagnelo (SC) 2
2º – Henrique de Vasconcellos Back (SC) 6
3º – Pedro Matos Castro (RJ) 6
4º – Allan de Oliveira Godoy (PR) 12
5º – João Pedro Souto de Oliveira (RJ) 12

Classificação provisória das cinco primeiras colocadas – 2 regatas
Feminino
1º Lucia Falasca (ARG) 22
2º Fernanda Decnop (RJ) 27
3º Adriana Kostiw (SP) 43
4º Odile Ginaid (ES) 52
5º Maria Carolina Boabaid (SC) 64

Bruno Prada estreia nesta segunda no Miami OCR

Primeiro desafio internacional do velejador em sua volta à Finn, competição reunirá atletas em campanha para os Jogos Olímpicos do Rio 2016

São Paulo – Em seu retorno à classe Finn, o medalhista olímpico Bruno Prada passará por uma “prova de fogo” a partir de segunda-feira (28). O velejador, que venceu a Semana Internacional de Vela do Rio de Janeiro no início do ano, disputará a etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela, enfrentando alguns dos atletas que estão em campanha para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Entre eles, se destacam o americano Zach Railey, medalha de prata em Pequim/2008, e o inglês Ed Wright, campeão mundial da classe.

A etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela terá o mesmo formato dos Jogos Olímpicos, com dez regatas mais a medal race, disputada apenas pelos dez primeiros colocados. As disputas começam às 11 horas (14 horas pelo horário brasileiro).

“Os barcos são bons e temos dado sorte com o vento. Será uma disputa bem forte, com 30 a 35 competidores”, destaca Bruno Prada. O velejador viajou para a Flórida no último domingo (20), após conquistar a medalha de prata no Campeonato Brasileiro de Finn, para treinar na raia da competição norte-americana.

Será o primeiro desafio internacional de Bruno Prada desde o retorno à antiga classe. “Estou concentrado em fazer um bom campeonato. A expectativa, tanto minha quanto do Jorginho(Zarif, representante brasileiro em Londres/12 e companheiro de treinos de Bruno), é de chegar à disputa da medal race”, explica Prada, que conta com o patrocínio da Gocil e Oakley e apoio do Club Athletico Paulistano.

Da Local

Com vídeo: Alex Thomson está pronto para resgatar Jean Pierre Dick na Vendée Globe

Após quebrar a quilha há três dias, Jean Pierre Dick continua velejando rumo a Les Sables d’Olonne, linha de chegada da Vendée Globe. O velejador francês deverá perder a terceira colocação ainda nesta sexta-feira para Alex Thomson. O inglês já se colocou à disposição do amigo para salvá-lo, caso os ventos dos próximos dias aumentem muito.

“Se for solicitado, eu irei ajudá-lo de qualquer maneira”, disse Thomson. O velejador sabe bem como é necessitar de ajuda na água. Em 2005, enquanto disputava a Velux 5 Oceans, regata de volta ao mundo com escalas, ele teve que ser resgatado após naufragar seu barco nos mares do sul.

Nesta quinta-feira a vila da regata foi oficialmente aberta e os visitantes já esperam os primeiros colocados. A previsão é de que o líder François Gabart cruze a linha ainda neste final de semana, completando a volta ao mundo em menos de 80 dias.

%d blogueiros gostam disto: