Pular para o conteúdo

Arquivo de

Fernanda Decnop é campeã brasileira de Laser Radial

Marinha, Brasil!! Fernanda Decnop, militar de nossa armada, venceu o Brasileiro de Laser Radial em Porto Alegre. Uhuu!

Marinha, Brasil!! Fernanda Decnop, militar de nossa armada, venceu o Brasileiro de Laser Radial em Porto Alegre. Uhuu!

Catarinense Mateus Dellagnelo ganhou no masculino por antecipação no penúltimo dia

A velejadora carioca Fernanda Decnop confirmou o título do Brasileiro da classe Laser Radial na categoria feminina que encerrou nesta terça-feira no Veleiros do Sul. Na segunda colocação ficou a paulista Adriana Kostiw e em terceiro a argentina Lucia Falasca. Enquanto desmontava o barco no pátio do clube, a velejadora recebia os cumprimentos dos amigos pelo seu segundo título brasileiro de Radial, o primeiro foi em 2008.

“O campeonato teve vento todos os dias e achei que minhas adversárias também velejaram muito bem. Retornei à Radial no final do ano passado com objetivo de fazer campanha olímpica para conseguir a vaga na equipe de vela do Brasil nos Jogos do Rio em 2016”, disse a velejadora da Marinha do Brasil que corre pelo clube Cota Mil, do Distrito Federal. Decnop ficou satisfeita com seu desempenho por ter superado Adriana Kostiw que representou o Brasil na Olimpíada de Londres no ano passado. Sua missão agora é ganhar um pouco mais de peso. “Estou com 68 quilos e o ideal é chegar aos 70, pois o barco exige muita escora na borda e teria mais chance de andar na frente da flotilha. Faço um trabalho físico na Academia Tio Sam com esse objetivo.” Ela nem vai descansar por estes dias. Segue direto para o Rio de Janeiro onde correrá a partir desta quarta-feira o Brasileiro de Snipe, com Juliana Mota.

Na categoria masculina o catarinense Mateus Dellagnelo venceu por antecipação no penúltimo dia da competição. Na segunda colocação ficou Henrique Back (SC), em terceiro o carioca Pedro Castro. A flotilha de Laser de Santa Catarina mostrou que está com nível forte, além de Bruno Fontes na Standard, os competidores da Radial também foram bem e alcançaram três colocações entre os cinco primeiros lugares. O vice-campeão Henrique Back disse que o grupo tem treinado junto para melhorar o rendimento. “Temos bons velejadores e todos dividem suas experiências na raia”, comentou.

O Campeonato Brasileiro de Laser Radial teve 10 regatas realizadas de sexta-feira até hoje na raia do Guaíba, em Porto Alegre. O vento no último dia foi de direção sul com velocidade de 27 km/h. Participaram na Radial 72 velejadores de nove estados do Brasil e Argentina.

Classificação final – 10 regatas
Masculino
1º – Matheus Livramento Dellagnelo (SC) (1+ 1 + (5) + 1 + 2 + 1 + 2 + 3 + 2 + 3) = 13
2º – Henrique de Vasconcellos Back (SC) (2 + 4 + (19) + 7 + 1 + 6 + 5 + 10 + (17) + 9) = 35
3º – Pedro Matos Castro (RJ) (3 + 3 + 3+ 2 + (16) + 8 + 6 + 9 + 6 + (14)) = 40
4º – Alex Louis Ramos Veeren (SC) (DNF) + (DNC) + 14 + 3 + 8 + 2 + 10 + 2 + 11 + 1) = 51
5º – João Pedro de Oliveira (RJ) ( 6 + 7 + 8 + (17) + 5 + 3 + (19) + 4 + 9 + 13) = 55

Classificação final – 10 regatas
Feminino
1º – Fernanda Decnop (RJ) (9 + 18 + (30) + 5 + 17 + 20 + 12 + 7 + 8 + (26)) = 96
2º – Adriana Kostiw (SP) (27 +16 + 31 + 6 + 9 + 14 + 46 + 10 + 25 + 12) = 119
3º – Lucia Falasca (ARG) (11 + 11 + 18 + 22 + (27) +19 + 18 + 17 + 4 + (23) = 120
4º – Mônica Matschinske (RJ) (24 + (43) + 10 + 38 + 34 + 41 + 22 + 20 + 20 + 6) = 174
5º – Maria Cristina Boabaid (SC) ( 36 + (40) + 11 + 30 + 35 + 28 + 15 + 25) = 201

Da assessoria

Brasileiros lideram segunda etapa da Copa do Mundo de Vela

Renata e Bel estão em terceiro na 470

Renata e Bel estão em terceiro na 470

A segunda etapa da Copa do Mundo de Vela começou há dois dias em Miami. Os velejadores brasileiros têm conquistado bons resultados em cinco das 11 classes. Bruno Fontes lidera na Laser Standard, assim como Fernanda Oliveira e Ana Barbachan na 470. Na mesma classe, Renata Decnop e Isabel Swan ocupam a terceira colocação. Na 49er FX, Martine Grael e Kahena Kunze estão na segunda colocação, enquanto na 49er, André Fonseca e Francisco Andrade estão em 7º e Maurício Santa Cruz e Tomas Mangabeira ocupam a 12ª posição. Na Finn, Bruno Prada é o melhor brasileiro na terceira colocação, enquanto Jorginho Zarif está em 5º. Os resultados completos podem ser vistos aqui.

Regata de Aniversário do Yacht Club de Ilhabela tem inscrições gratuítas

Festa de comemoração dos 57 anos do clube será neste sábado (2) e terá as classes ORC Internacional, HPE-25 e RGS como convidados especiais

Ilhabela(SP) – A elite da vela oceânica do País participa neste sábado (2) da regata de comemoração do 57º aniversário do Yacht Club de Ilhabela (YCI). Para a festa, a organização convidou as classes que são figuras carimbadas nas principais competições da modalidade como ORC Internacional, HPE-25 e RGS. As provas começam às 13h e, após as disputas, não faltará a tradicional canoa de cerveja.

“Será uma regata de boas vindas ao ano de 2013 no Yacht Club de Ilhabela. Vamos reunir as principais categorias de oceano e os competidores certamente poderão testar novos equipamentos e tripulação para a temporada, que terá eventos de nível como a Copa Suzuki e a 40ª Rolex Ilhabela Sailing Week”, disse Carlos Eduardo Souza e Silva, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela.

Uma boa notícia é que as inscrições são gratuitas e devem ser feitas na sede do Yacht Club de Ilhabela, no próprio sábado, das 9h30 às 12h30. Os participantes devem preencher todo o formulário para poder correr.

O Yacht Club de Ilhabela já liberou as vagas para os veleiros que são de fora da cidade ou de outros clubes. O aviso de regata já está disponível no site www.yci.com.br, e a instrução de regata será entregue no ato da inscrição.

Da ZDL

Pisco Sour segue na liderança do Mundial de S40; brasileiros sobem na tabela

A flotilha de S40 em Talcahuano, no Chile

A flotilha de S40 em Talcahuano, no Chile

O segundo dia do Mundial de S40 começou com ventos de 9 nós,o  que permitiu a realização de três regatas. Com cinco provas completadas, o líder ainda é o chileno Pisco Sour. Os brasileiros do Carioca velejaram melhor, e subiram para a sexta colocação. Já o Crioula teve um deslize e caiu para 14º. Os resultados completos podem ser vistos clicando aqui.

Onze países disputam a Youth America´s Cup

Entre os dias 9 e 24 de fevereiro os representantes de 11 países estarão reunidos em São Francisco para a disputa da seletiva da Youth America´s Cup. Serão duas etapas classificatórias para aquelas equipes que ainda não têm um ‘padrinho’. Confira abaixo os inscritos:

Primeira seletiva – De 9 a 15 de fevereiro

AUS – Objective Australia
AUT – Team Austria
DEN – Danish Vikings
GER – STG-NRV Sailing Team
NZL – Full Metal Jacket Racing
RSA – Team i’KaziKati

Segunda seletiva – De 18 a 24 de fevereiro

ARG – Argentina Youth Team
GBR – GBR Youth Challenge
ITA – Team Italy powered by Stig
POR – ROFF-Cascais
SUI – Team TILT

Equipes apadrinhadas por times da America´s Cup:

CHN – China Team / Name TBC
FRA – Energy Team / Name TBC
NZL – Emirates Team New Zealand / Name TBC
SWE – Artemis Racing / Swedish Youth Challenge
USA – ORACLE TEAM USA / American Youth Sailing Force (SFO)
USA – ORACLE TEAM USA / USA45 Racing (USA)

Itajaí recebe Transar Jacques Vabre

O sucesso de Itajaí na Volvo Ocean Race, em 2012, credenciou a cidade como um dos portos mais importantes do mundo para as grandes regatas internacionais

Itajaí (SC) – A cidade catarinense de Itajaí é considerada atualmente um dos portos mais requisitados das grandes regatas internacionais. Depois de sediar a parada da América do Sul na última edição da Volvo Ocean Race com enorme sucesso, Itajaí prepara-se para receber outra grande competição : a Transat Jacques Vabre, que largará da França no dia 3 de novembro e chegará ao Brasil cerca de 20 dias depois. Os franceses, que organizam a travessia pelo Oceano Atlântico, passaram um semana na cidade e analisaram as instalações da Vila da Regata e do Centreventos, locais que receberão os velejadores e os visitantes.

A delegação francesa formada por técnicos e especialistas definirá nos próximos dias as adequações que serão necessárias para receber Transat Jacques Vabre. Diferente da Volvo Ocean Race, a competição terá veleiros de tamanhos variando entre 40 e 60 pés. A organização espera mais de 45 barcos para a travessia entre a França e o Brasil. Em Itajaí, o Comitê Organizador já está pronto para colocar em prática as exigências do caderno de encargos, inclusive a ampliação da área de atracação. “Está tudo muito bem encaminhado e acredito que, quando nos reunirmos novamente, em maio, teremos as soluções para os impasses encontrados”, afirmou Thierry Vernhes, diretor-técnico da regata.

Os demais representantes da Regata Transat Jacques Vabre que visitaram a cidade neste mês foram unânimes em afirmar que a infraestrutura disponível no município tem plenas condições de atender às exigências. “Tudo está muito bem encaminhado e a estrutura é muito boa. O que precisamos agora são de ajustes para que possamos atracar maior número de veleiros”, disse Manfred Ramspacher, da direção esportiva da Transat Jacques Vabre. Já Serge Viviand, representante da direção técnica, lembrou que, se Itajaí teve condições de receber a uma parada Volvo Ocean Race, está apto a realizar a Jacques Vabre.

“Apresentamos o case Volvo Ocean Race Itajaí aos franceses. Nessa reunião colocamos outros assuntos em pauta como a realização de uma feira náutica, além de definirmos os critérios para as atrações artísticas, culturais e de entretenimento”, explicou João Luiz Demantova, da organização local.

A regata com 45 barcos – Criada em 1993, a Jacques Vabre é conhecida como a A Rota do Café, pois largava da França e chegava em Cartagena, na Colômbia. Ao longo dos anos, o percurso se modificou e, entre 2001 e 2007, o porto de chegada foi Salvador, na Bahia. Depois, mudou para Puerto Limon, na Costa Rica.

A 20a. edição, em 2013, terá um percurso de 5.395 milhas náuticas e sairá da cidade francesa de Le Havre em 3 de novembro e chegará a Itajaí 20 dias depois. Mais de 45 embarcações participam da disputa, que tem 20 anos de tradição na vela oceânica. Quatro classes participam da travessia: Mod70, Imoca60, Class40 e Classe Multi 50. Vale destacar que a Transat Jacques Vabre é um evento eco-responsável. As emissões de CO2 são compensadas por operações de reflorestamento nas florestas tropicais.

A organização da Jacques Vabre está a cargo do município, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, do governo do Estado e por um Comitê Central Organizador formado por representantes de diversos segmentos da sociedade. A parada brasileira da Jacques Vabre ocorrerá de 21 de novembro a 2 de dezembro. Até lá, representantes da regata devem voltar a Santa Catarina pelo menos mais duas vezes.

Itajaí está confirmada na nova edição da Volvo Ocean Race – Na semana passada, a cidade catarinense foi confirmada como um dos portos de parada da edição 2014/2015 da Volvo Ocean Race. Os barcos devem largar de Alicante, na Espanha, em outubro de 2014, seguem para Recife, em Pernambuco, local da primeira parada da regata. Em seguida rumam para Oriente ou Ásia (parte do roteiro ainda não divulgado). Depois chegam a Auckland, na Nova Zelândia, e cruzam novamente os Oceanos Pacífico e Atlântico para aportar em Itajaí, em março/abril de 2015.

Da ZDL

%d blogueiros gostam disto: