Pular para o conteúdo

Robert Scheidt comemora mais um “dia perfeito” na Semana Brasileira de Vela

Fred "Sempre ele" Hoffmann está lá no registro do retorno triunfal do alemão na Laser. Um Deus do vento!

Fred “Sempre ele” Hoffmann está lá no registro do retorno triunfal do alemão na Laser. Um Deus do vento!

Ele venceu as duas regatas desta quarta-feira (20) e segue na liderança da competição. Se mantiver os 100% de aproveitamento na quinta-feira (21), estará próximo do título

Rio de Janeiro – Mesmo dominando a Semana Brasileira de Vela com vitória nas sete regatas disputadas até o momento, Robert Scheidt não quer saber de tranquilidade. Nesta quarta-feira (20), ele faturou as duas provas do dia, na Baía de Guanabara, e segue na liderança da Laser, somando seis pontos perdidos. Mas se concentra em realizar as próximas provas sem erros para garantir a medalha de ouro diante de Bruno Fontes, vice-líder e seu principal rival, com 12 pontos perdidos.

“A pontuação não garante nada. O Bruno, que está em segundo, pode me passar na medal race(regata final que tem pontuação dobrada) se eu cometer algum deslize. Por isso preciso fazer mais um dia perfeito”, afirmou Scheidt, se referindo às duas próximas regatas de quinta-feira (21).

O calor continua testando a resistência dos velejadores na Baía de Guanabara, chegando a 38 graus nesta quarta-feira, amenizado apenas pelos ventos fortes entre 12 e 17 nós. A competição carioca, realizada na mesma raia onde serão disputados os Jogos do Rio de Janeiro/2016, é seletiva para a formação da equipe brasileira que vai participar dos principais torneios mundiais de 2013, com apoio da Confederação Brasileira de Vela.

“Errei pouco nas regatas desta quarta-feira e os resultados novamente apareceram. As largadas foram fundamentais para o desempenho, já que consegui controlar a flotilha do começo ao fim. A semana está sendo muito boa pra mim. Sete primeiros e uma boa técnica”, avaliou Scheidt. Para a Laser, estão previstas, até sexta-feira (22), mais duas regatas e a medal race, seguindo o formato dos Jogos Olímpicos. As disputas começam às 13 horas.

Reencontro – No Rio, Robert Scheidt também comemora o reencontro em competições com o ex-parceiro da Star, Bruno Prada, com quem dividiu o barco por oito anos, conquistando três mundiais e duas medalhas olímpicas (Pequim 2008 e Londres 2012). Prada também está na disputa do Rio de Janeiro, na Finn, sua antiga classe antes de se unir a Scheidt.

“A gente conversa bastante sobre as regatas de Laser e Finn. Compartilhamos as dificuldades e os acertos. O Bruno fala muito do que aprende na classe Finn e isso é muito saudável para a nossa dupla nessa fase sem a categoria Star”, disse Scheidt.

Da Local

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: