Pular para o conteúdo

Na Itália, Scheidt mede forças com alguns dos seus principais rivais na Laser

O velejador disputa a 17ª Laser Europa Cup, preparatória para o Mundial de Omã, entre quinta-feira (14) e domingo (17)

São Paulo – Robert Scheidt entra novamente na água para competir, desde que venceu a Semana Brasileira de Vela, em fevereiro, na Baia de Guanabara (Rio). Entre quinta-feira (14) e domingo (17), ele disputa a 17ª Laser Europa Cup, no Lago de Garda, na Itália. A competição é mais uma oportunidade para Scheidt testar sua habilidade na categoria em que o consagrou, após oito anos de parceira com Bruno Prada na Star. O velejador retornou à Laser após a Star ter sido excluída do programa olimpíco.

Desde que voltou à Laser, em setembro de 2012, ele conquistou o Campeonato Italiano de Classes Olímpicas e o Brasileiro da categoria, seu 12º título nacional, além da Semana Brasileira de Vela. Agora Scheidt encara mais um desafio internacional, visando o Mundial de Omã, nos Emirados Árabes, em novembro. Mais de 120 velejadores de vários países europeus estão inscritos na prova, com destaque para o sueco Jesper Stalheim, vencedor da Copa do Mundo de Miami, em janeiro. “Será, sem dúvida, uma excelente competição de aquecimento para o restante da temporada”, diz Scheidt.

Serão oito regatas no total (duas por dia). Devido ao elevado número de competidores, haverá uma divisão de flotilhas nos três primeiros dias. Os melhores velejadores são reunidos na flotilha ouro a partir do quarto dia e vão brigar pelas primeiras posições.

Além de medir forças com vários rivais que também estarão em Omã, o brasileiro, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) testará sua capacidade de competir em condições climáticas diferentes, mantendo sempre bom rendimento. Se na sua última disputa, na Baia de Guanabara, ele enfrentou temperaturas em torno de 35 graus, na Itália ele terá também o frio como adversário, o que não chega a ser um problema muito grande para quem, como ele, mora e treina exatamente no local da competição e, portanto, está acostumado com a variação de temperatura da região. “No dia do início da competição deve chegar uma frente fria e a temperatura vai cair para menos de 7 graus, pondendo chegar a 2”, conta.

Da Local

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: