Pular para o conteúdo

Touché será o representante brasileiro no Mundial de ORC

Aline Bassi registrou o Touché velejando em Ilhabela

Aline Bassi registrou o Touché velejando em Ilhabela

O Touché, de Ernesto Breda, será o representante brasileiro no Campeonato Mundial de ORC, que será disputado de 20 a 29 de junho, em Ancona, na Itália. A competição reúne as principais equipes de vela oceânica do planeta, que medem forças na categoria. São esperados mais de 130 embarcações para o evento, que marcará também a última apresentação da equipe brasileira, que dominou a classe nas últimas temporadas.

“Vamos aproveitar ao máximo essa oportunidade única. Serão 130 barcos, alguns dos melhores e mais modernos desenhos, com tripulações profissionais e treinadas. O Touché representará o nosso País e o Yacht CIub de Ilhabela (YCI)”, diz Ernesto Breda, comandante da embarcação brasileira.

O Touché, um Botin & Carkeek de 46 pés, partiu no final de fevereiro para a Europa. Toda a tripulação segue em junho para a Itália, visando um período de 10 dias de treinamento antes do Mundial. A embarcação fez uma pausa na Ilha da Madeira, em Portugal, para abastecimento antes de chegar ao destino final. Outro pit stop será em Valência, na Espanha, para uma revisão completa do mastro e estaiamento na sede do fabricante King Spars.

“Teremos pouco tempo para retomar o ritmo de velejar. Nossa tripulação é especial e faz a história do Touché. Todos têm seus compromissos de trabalho e é complicado ficar mais de 30 dias de férias por ano. Estamos conscientes disso, temos os pés no chão para saber que, apesar de disputar o Campeonato Aberto junto com os profissionais, é na classificação do Mundial Amador que devemos focar”, lembra Ernesto Breda.

No currículo do Touché estão os três títulos do Circuito Rio, três Campeonatos Brasileiros, três edições da Rolex Ilhabela Sailing Week, a Copa Suzuki Jimny 2012 e outras conquistas em Ilhabela, Florianópolis, Búzios e Buenos Aires/Punta del Leste.

“Desde 1971 , foram 42 anos inesquecíveis, sempre neste marzão danado. Estou mais feliz pela minha tripulação, que é tão unida, dedicada, competente e merecia esta oportunidade de velejar um Mundial. Vamos lá focados, cada um antecipando mentalmente suas manobras, procurando errar o menos possível, pois só assimsaberemos que o resultado será o melhor que poderíamos fazer”, finaliza Ernesto Breda.

Da ZDL

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: