Pular para o conteúdo

Arquivo de

Mundial de Match Race Feminino começa nesta terça-feira na Coreia

A partir desta terça-feira as nove melhores equipes femininas de match race do mundo estarão em Busan, na Coreia, para a disputa do Mundial da modalidade. As competições terminam dia 9.

A espanhola Tamara Echegoyan, medalha de ouro em Londres, é a favorita ao título. “Estive em Busan no ano passado e adorei. Todas as pessoas envolvidas com o Busan Match Cup foram excelentes e estou muito feliz de voltar a velejar aqui”, disse ela.

Os barcos usados na competição terão 9 metros e serão tripulados por cinco pessoas. As oito melhores classificadas após dois round robins passam para as quartas de final, que será disputada em uma melhor de três pontos. As vencedoras passam para as semifinais e as duas melhores, para as finais.

CIR promove palestra sobre Cruzeiro de Águas Interiores

Nesta quarta-feira será realizada na sede social do Clube Internacional de Regatas, em Santos, a palestra sobre Cruzeiro de Águas Interiores. O evento será gratuita e terá início às 19h30.

Nesta palestra, Paulo Fax irá comentar sobre as hidrovias brasileiras, que perfazem atualmente mais de 50 mil Km e sobre o Cruzeiro Hidrovia Tietê-Paraná, promovido anualmente pela Associação Brasileira dos Velejadores de Cruzeiro (ABVC) no mês de julho.

Gaúchos vencem a Búzios Sailing Week na 420

Os velejadores Tiago Brito e Andrei Kneipp parecem velejar em casa no estado do Rio de Janeiro. Depois de vencer a Copa da Juventude realizada em Niterói no mês de fevereiro, a dupla do Clube dos Jangadeiros voltou a vencer em águas fluminenses no último fim de semana. Desta vez, a conquista aconteceu em Búzios, onde foi disputado o campeonato estadual da classe 420. Disputada entre os dias 30 de maio a 2 de junho, a competição fez parte da Búzios Sailing Week e reuniu nove duplas na classe 420.

Com quatro primeiros lugares em oito regatas, os gaúchos levantaram a taça e mostraram que estão afiados para o Mundial da Juventude, que acontecerá no Chipre, em julho. O segundo lugar ficou com a dupla Daniel Lombardi/Gabriel Sequeira, do Clube Naval Charitas, de Niterói. A paulista Claudia Mazzaferro e a carioca Luisa Peiter completaram o pódio.

Classificação final:
1º Tiago Brito/Andrei Kneipp (CDJ – RS)
2º Daniel Lombardi/Gabriel Sequeira (CNC – RJ)
3º Claudia Mazzaferro/Luisa Peiter (YCSA/ICRJ – SP/RJ)
4º Viviam Alencastro/Marcela Moura (ICRJ – RJ)
5º Rodrigo Luz/Breno Luis Ribeiro (ICRJ – RJ)
6º Leonardo Lombardi/Gabriel Alves (CNC – RJ)
7º Letícia Nicolino de Sá/Mareana Gouvea (ICB – RJ)
8º Júlia Vieira Correia/Natascha dos Santos (CNC – RJ)
9º Luiza Gandolpho/Júlia Mayão (ICRJ – RJ)

Brasileiros conquistam o 4º lugar no Italiano de 470

A dupla Geison Mendes e Gustavo Thiesen, do Veleiros do Sul, terminou em quarto lugar no Campeonato Italiano de 470, realizado neste fim de semana em Fórmia. Foram disputadas quatro regatas e o VDS 470 Team obteve as seguintes classificações: 1º + 9º + (12º) + 9º. Os velejadores lamentam o critério de haver um descarte com apenas quatro regatas, pois teriam vencido o campeonato.

Os campeões olímpicos Jo Aleh e Polly Powrie ficaram com o título. Em segundo os italianos Matteo Capurro e Matteo Ramian. As brasileiras Renata Decnop e Isabel Swan também participaram da disputa e ficaram em 11º lugar na classificação geral. Agora a dupla do Veleiros do Sul continua na Itália para disputar a partir do dia 8 o Campeonato Europeu da classe que será no mesmo local. “Os próximos dias serão de muito treino até o início do Europeu”, disse Geison.
Os gaúchos correram o campeonato italiano entre 44 equipes de vários países, incluindo Espanha, Canadá, China, Nova Zelândia e Malásia, que assim como eles disputaram a competição como um teste antes do Europeu.

Da assessoria

La Solitaire du Figaro larga em Bordeaux

A largada da Solitaire du Figaro

A largada da Solitaire du Figaro

Neste domingo foi dada a largada da 44ª edição da La Solitaire du Figaro. A primeira perna teve início em Pauillac, Bordeaux, com 12 nós de vento. De lá, os 41 skippers seguirão rumo ao Porto. Esta é uma das edições mais fortes da competição com ao menos 20 velejadores sendo considerados favoritos. Dentre eles está Armel Le Cleac’h que lidera a competição. Para acompanhar a classificação geral, clique aqui.

Vídeo: O melhor dos AC72 rumo a America´s Cup

Equipe portuguesa Roff Sailing Team disputa duas etapas da Extreme Sailing Series

A equipe do Roff Sailing Team foi convidada a participar da etapa de Istambul da Extreme Sailing Series a partir do dia 20 de junho. Ainda na mesma competição, os jovens velejadores estarão em águas nacionais, no Porto, a partir do dia 25 de julho. Os dois eventos servirão como treino para a disputa da Youth America´s Cup, a bordo dos AC45.

Equipe Roff Sailing Team:

Skipper/Tático: António Mello
Timoneiro: Bernardo Freitas
Trimmer de mestra: João Mello
Trimmer de buja: Ricardo Schedel
Proeiro: João Matos Rosa
Reservas: Paulo Manso and Manuel Cunha.

Classe Star revive tradições na Rolex Ilhabela Sailing Week

Lars Grael e Reinaldo Conrad estão inscritos para a disputa do maior evento de vela oceânica da América Latina,de 6 a 13 de julho, no Yacht Club de Ilhabela (YCI)

Lars Grael é um dos favoritos da classe Star

Lars Grael é um dos favoritos da classe Star

São Paulo (SP) – Em comemoração aos 40 anos da Rolex Ilhabela Sailing Week, a organização do evento incluiu a classe Star no calendário das regatas. Ícones da vela nacional, como medalhistas olímpicos Reinaldo Conrad e Lars Grael, já garantiram vaga para disputar as provas da categoria, mostrando a força dos ‘staristas’. A maior competição oceânica da América Latina será disputada entre os dias 6 e 13 de julho, no Yacht Club de Ilhabela (YCI). Até agora, em menos de um mês de inscrição, nove duplas confirmaram presença: Mareio X (Arcéllio Moreira), Miisca (Alessandro Pascolato), Come Together (Lars Grael), Conrad (Reinaldo Conrad), Surfin Bird (Admar Gonzaga Neto), Clementine (Marcelo Fuchs), Sol e Vento (Luiz André Almeida Reis) e duas da Argentina.

“A classe que mais rendeu medalhas olímpicas à vela brasileira será prestigiada nos 40 anos da Rolex Ilhabela Sailing Week. O País tem tradição na categoria. Muitos velejadores brasileiros são formados nos monotipos, graças ao trabalho de base de alguns clubes náuticos. Uma geração de medalhistas olímpicos e campeões mundiais surgiu. E, de uns anos para cá, muitos destes amadurecem e procuram as regatas de oceano”, reforça Carlos Eduardo Souza e Silva, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela.

O currículo dos atletas é de dar inveja. São quatro medalhas olímpicas entre os inscritos em maio. Referência na vela nacional e mundial, Lars Grael também tem duas medalhas de bronze nos Jogos na classe Tornado (Seul/88 e Atlanta/96) e é pentacampeão brasileiro de Star. Lars Grael terá a companhia do proeiro Samuel Gonçalves nas regatas de julho. O parceiro dele é um dos exemplos de renovação na modalidade.

Reinaldo Conrad também tem dois bronzes na classe Flying Dutchman (Cidade do México/68 e Montreal/76). A conquista no México foi a primeira medalha nacional da vela na história dos Jogos. O experiente velejador terá como parceiro Ubiratan Mattos.

Inscrições com desconto até dia 31 de maio – A Rolex Ilhabela Sailing Week 2013 terá outras categorias na disputa: ORC,C30, S40, RGS (A, B, C e Cruiser), IRC e HPE. Para fazer a inscrição basta acessar o site www.risw.com.br e seguir o procedimento indicado. Os participantes têm até esta sexta-feira (31) para garantir a inscrição sem aumento. Aqueles que deixarem seus veleiros nos clubes de origem, outros clubes com eles conveniados ou com amarras próprias ou alugadas terão ainda 25% de desconto. Neste caso, os valores serão: R$ 200,00 cada tripulante até 31 de maio; de 1º a 15 de junho será R$ 240,00 e de 16 a 30 de junho, o valor passa para R$ 300,00.

As inscrições para os barcos que queiram ficar em poitas ou amarras do Yacht Club de Ilhabela são os seguintes: até 31 de maio, será de R$ 270,00 por tripulante. Entre 1 e 15 de junho, sobe para R$ 320,00 e de 16 a 30 de junho, passa para R$ 400,00. Vale lembrar que a quantidade de vagas nas dependências do clube é limitada. Além disso, a organização distribuirá as vagas conforme julgar adequado à natureza das embarcações inscritas.

O Yacht Club de Ilhabela (YCI) poderá limitar a quantidade de embarcações inscritas visando segurança dos velejadores e seus convidados, tanto no mar como nas dependências do clube, tendo prioridade aquelas que primeiro formalizarem inscrição.

Depois de fazer a inscrição, cada atleta poderá visitar a página da Rolex Ilhabela Sailing Week e ver os avisos de regata, resultados das últimas temporadas, fotos e muito mais. Outra novidade é a Fan Page do Facebook, que pretende ser um ponto de encontro virtual da comunidade náutica envolvida no evento.

Fan page quer resgatar a história do evento – a 40ª edição da Rolex Ilhabela Sailing Week já colocou no ar o site oficial – www.risw.com.br – e também a Fan Page do Facebook.

O objetivo da fan page é dar informações privilegiadas sobre o evento, colocar fotos dos barcos que fizeram a história dos 40 anos e também quer a ajuda da comunidade náutica para resgatar os primeiros anos da competição.

Quem tiver histórias saborosas, fotos antigas de barcos participantes ou mesmo resultados dos primeiros anos poderá mandar pela fan page ou pelo e-mailredacao@zdl.com.br.

Principal evento náutico esportivo da América Latina, a Rolex Ilhabela Sailing Week tem patrocínio titular da Rolex e patrocínios da Mitsubishi Motors e Bradesco Private. O evento tem apoio da Marinha do Brasil, Prefeitura Municipal de Ilhabela, Confederação Brasileira de Vela (CBVela), ABVO e das Classes ORC, HPE, C30, S40 e RGS, entre outros. A organização, sede e realização são do Yacht Club de Ilhabela (YCI).

Da ZDL

Veleiros do Sul é convidado por clube novaiorquino a disputar a Invitational Cup 2013

O Veleiros do Sul foi distinguido com o convite do New York Yacht Club para participar de um dos seus principais eventos, a Invitational Cup 2013 que ocorrerá de 7 a 14 de setembro em Newport, Rhode Island, Estados Unidos. A competição é realizada a cada dois anos e a primeira edição foi em 2009. A participação da Copa é feita por convites do NYYC aos clubes de diversas partes do mundo que deverão apresentar uma tripulação representante.

Os barcos são classe Swan 42 alugados pelas equipes. As regatas são feitas por flotilhas de oito barcos com umpires (juízes de vela) julgando os protestos na água. Esta terceira edição já conta com 21 barcos de 16 clubes estrangeiros convidados. É requisito que todos os integrantes da tripulação sejam sócios do clube convidado. O NYYC é a elite entre os clubes náuticos do mundo.

O comodoro do Veleiros do Sul, Cícero Hartmann, ressalta que este convite representa o reconhecimento do Veleiros do Sul no iatismo internacional. “Esse é o resultado por recebermos em nossa sede importantes eventos como a Final Nations Cup, em 2009 e o Sul-americano de Optimist. Além de termos participações de atletas do clube em campeonatos internacionais, como o Crioula Sailing Team”, ressalta Cícero.

Da assessoria

Vídeo: J.P. Morgan BAR quebra o recorde de volta a ilha de Wight

%d blogueiros gostam disto: