Pular para o conteúdo

Arquivo de

Gaúchos do 470 já treinam na raia do Mundial na França

larochele

O Team 470 VDS já está treinando na raia do mundial da classe, em La Rochelle na França. A expectativa de Geison Mendes e Gustavo Thiesen é poder testar ao máximo o barco no preparo antes do início da competição, no dia 01 de agosto (próxima quinta-feira). “Estamos treinando bastante, fazendo um média de três horas na água e mais um bom tempo trabalhando no barco”, relatou Gustavo Thiesen.

A dupla também está aproveitando para se adaptar às condições de La Rochelle. “Temos ventos de 8 a 12 nós com muita variação de maré, o que exige muita atenção e estudo do lugar, mas estamos nos adaptando bem”, afirmou o proeiro.

Gustavo aproveitou para agradecer os apoiadores da dupla no campeonato, a North Sails, Matracafé, Equinautic, Confederação Brasileira de Vela (CBVela) e Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que possibilitaram à equipe, que está em campanha olímpica para 2016, a participação na competição.

Isaf divulga o AR da segunda etapa da Copa do Mundo de Vela

A segunda etapa da Copa do Mundo de Vela será disputada em Melbourne, na Austrália, entre os dias 1 e 8 de dezembro e as inscrições já estão abertas para as classes 470 Masculino, 470 feminino, 49er, 49FX, Finn, Laser, Laser Radial, Nacra 17, RS:X Men, RS:X Women, 2.4mR, SKUD18 e Sonar. Para ver o Aviso de Regatas completo, clique aqui.

Vídeo: Durante treino fora da Baía de Guanabara, Fernanda Decnop encontra uma baleia

Iate Clube do Espírito Santo promove rali náutico

No próximo dia 10 o Iate Clube do Espírito Santo irá promover o primeiro Rallye Náutico Locamaxx Redenetimóveis. Estão convidados veleiros e lanchas e o custo da inscrição é de R$ 130,00 por barco. O percurso será passado aos comandantes e navegadores um dia antes, na sede do clube. As três melhores equipes serão premiadas.

 

Vídeo: Primeiro dia da Copa del Rey Mapfre

Brasileiros são vice-campeões mundiais de 420

José Jordán captou os gaúchos vice-campeões do mundo e campeões mundiais da juventude. Esses sabem!!

José Jordán captou os gaúchos vice-campeões do mundo e campeões mundiais da juventude. Esses sabem!!

Menos de 15 dias depois de conquistar o Mundial da Juventude, os gaúchos Tiago Brito e Andrei Kneip conquistaram o vice-campeonato mundial da classe 420 nesta terça-feira. A dupla se manteve durante toda a competição na primeira colocação, porém, o 28º lugar na última regata da série fez com que eles perdessem o ouro para os espanhóis Xavier Antich e Pedro Terrones por apenas três pontos.

O campeonato, disputado em Valência, na Espanha, teve ainda a presença dos brasileiros Daniel Lombardi e Gabriel Sequeira (23), Eric Belda e Rodrigo Dabus (67), Thiago Ribas e Philipp Rump (70), Stephan Kunath e Alexander Essle (93) e as meninas Claudia Mazzaferro e Luiza Peiter (20).

Os resultados completos podem ser vistos clicando aqui.

 

Velejador brasileiro do Boteco 1 disputará a Rolex Fastnet Race

Armando Faria é velejador conhecido no mundo das regatas – ganhou a terceira etapa da SOL Global Challenge, terminando em terceiro geral – e por estar inscrito no site Sail On Line, acabou sendo convidado para disputar uma regata real: a Rolex Fastnet Race.

Sem muita experiência offshore (em regatas reais, claro!), acabou entrando na reserva da equipe mas, por sorte do destino, dois titulares acabaram desistindo e ele foi convocado. Serão sete tripulantes a bordo do Jubilant, um Moody S38:um italiano que mora na Alemanha, um queniano que mora nos EUA, um inglês que mora nas Bermudas, três ingleses e Armando, o representante do Brasil e do Boteco 1. Aliás, foi graças aos amigos Boteco 1 que ele conseguiu cobrir os custos da viagem dos sonhos de qualquer velejador.

“No início era só para uma regata, ficar na reserva, e colaborar com a qualificação do barco. A condição básica para entrar na tripulação era participar nas regatas virtuais do SOL e ter alguma experiência off-shore.

Juntei alguns bons motivos (conhecer a Inglaterra e uma galera do SOL, estar com o meu filho Rodrigo e, de quebra, participar em uma das regatas de qualificação para a Fastnet) e fui. A ideia inicial era conhecê-los e me candidatar à Fastnet de 2015, ano em que completo 50 anos, mas o Comandante Maior quis que eu participasse esse ano. Logo após a regata que participei, um dos tripulantes desistiu e eu fui o primeiro escolhido, entre os quatro reservas que a campanha tem. Eu que pensei em plantar para 2015, tive a felicidade de ser convidado, ou melhor seria dizer, convocado, para correr este ano”, comemora ele.

%d blogueiros gostam disto: