Pular para o conteúdo

Com grandes nomes do iatismo nacional, classe HPE será a mais competitiva da Rolex Ilhabela Sailing Week

Campeonato será disputado de 7 a 13 de julho e terá campeões mundiais e medalhistas olímpicos na raia

Aline Bassi flagrou a flotilha de HPE em Ilhabela

Aline Bassi flagrou a flotilha de HPE em Ilhabela

Ilhabela – A partir do dia 7 de julho a classe HPE estará reunida nas águas do canal de São Sebastião para a disputa da Rolex Ilhabela Sailing Week. Além de ser uma das mais numerosas, com 25 inscritos, a HPE é com certeza a mais competitiva, já que os barcos são todos iguais e dentre seus tripulantes estão medalhistas olímpicos e campeões mundiais. Dentro d’água ganha quem souber regular melhor o barco e ler melhor as condições de vento e mar.

Uma das equipes favoritas ao título é o SX4/Bond Girl, de Rique Wanderley, campeã de 2012. O velejador, 10º colocado nos Jogos de Seul na classe 470 em 1988, conhece bem a raia de Ilhabela e aposta na experiência do time, formado por velhos amigos.

“O fato de o nosso time ser composto de atletas experientes, que velejam em outros monotipos, é o que soma e compensa o pouco tempo que temos para treinar. O HPE permite velejadores de vários biótipos, o que não ocorre em outros monotipos, facilitando a composição da tripulação e contribuindo para que atraia um maior numero de competidores para a classe”, disse ele.

Quem também vai brigar pelo lugar mais alto do pódio é o Relaxa Next, que tem no comando o cinco vezes campeão mundial Maurício Santa Cruz. O time, que conta ainda com Tomás Mangabeira, Roberto Mangabeira e Alex Saldanha, técnico de Robert Scheidt, está na liderança da Copa Suzuki Jimny, que já teve duas etapas realizadas na mesma raia.

“Eu, o Tomás e o Roberto já velejamos juntos no HPE há algum tempo e o Alex é meu parceiro na classe J/24, então também estamos acostumados a velejar juntos. A classe é bastante competitiva, mas iremos para a raia fazer o que temos feito nas últimas competições: velejar com calma e com muita concentração”, disse Santinha, como é conhecido o velejador.

O barco foi projetado para uma tripulação de até 360 quilos, e pode ser composta por quatro ou cinco pessoas. O fato de os barcos serem absolutamente iguais, também é um atrativo.

“Eu era velejador de cruzeiro até descobrir o HPE25. O barco tem um tamanho bom e, como somos três sócios e apenas dois correm regata, fica fácil montar uma tripulação. Escolhemos dois meninos de Ilhabela, que têm bastante experiência na vela e, quanto mais treinamos e mais concentrados ficamos na regata, maiores são nossas chances de estar entre os cinco primeiros”, disse Pino di Segni, dono do Bixiga, também favorito ao ouro.

Programação – Tradicionalmente a primeira prova da Rolex Ilhabela Sailing Week é uma regata de percurso longo. Enquanto os barcos maiores vão para as ilhas de Alcatrazes ou Toque-Toque, a classe HPE disputa a regata Renato Frankenthal. Com largada às 10h15 da manhã do domingo (7), os velejadores montam um percurso de pouco mais de 20 milhas, dentro do canal de São Sebastião. Nos outros dias estão previstas regatas barla-sota, percurso entre boias, que pode ser montado próximo à Ponta das Canas, no norte da Ilha, ou próximo ao Yacht Clube de Ilhabela, no centro da cidade, dependendo do vento do dia. Está prevista ainda uma regata de percurso médio, com data a definir.

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: