Pular para o conteúdo

Copa Suzuki Jimny recomeça no fim de agosto

São esperados mais de 40 barcos no final de agosto para a terceira etapa da equilibrada competição de oceano

Aline Bassi registrou a equipe comandada por Maurício Santa Cruz

Aline Bassi registrou a equipe comandada por Maurício Santa Cruz

São Paulo – O Yatch Club de Ilhabela (YCI) divulgou nesta semana o aviso de regata para a terceira etapa da Copa Suzuki Jimny de vela oceânica, competição considerada uma das mais técnicas do calendário nacional e que atrai novas tripulações a cada disputa. Em 2012 a média foi de 40 inscrições por final de semana. Neste ano, a primeira etapa em abril, levou 45 barcos para a linha de largada. No mês de junho, a flotilha cresceu e 57 veleiros competiram no já tradicional warm up para a Rolex Ilhabela Sailing Week.

A agitação estará de volta à Capital Nacional da Vela com a expectativa de o YCI receber mais de 40 tripulações, o que não acontece desde a primeira quinzena de julho quando o clube sediou a Rolex Ilhabela Sailing Week. A Copa Suzuki Jimny reúne as classes C30, IRC, ORC, HPE e RGS (A, B, C e Cruiser) e as regatas da terceira etapa estão programadas para dois finais de semana: 31 de agosto e dias 1º, 7 e 8 de setembro.

“Para nós é um desafio levar mais de 40 barcos para a raia. É gratificante ver também a evolução técnica da competição, com regatas mais equilibradas a cada nova etapa”, considera o diretor de Vela do YCI, Carlos Eduardo Souza e Silva.

O equilíbrio da temporada pode ser constatado na classificação geral de algumas classes. Na ORC A, o líder Tangaroa, com 11 pontos perdidos, tem apenas um de vantagem sobre o segundo colocado Lexus/Chroma, exatamente a mesma situação da classe RGS B, em que o Suduca, após dez regatas está apenas um ponto a frente do Asbar II (9 a 10). A já consolidada classe HPE, com média de 15 monotipos por etapa, tem liderança do Relaxa Next/Caixa, enquanto o TNT/Loyal é o primeiro colocado entre os barcos da promissora classe C30.

Resultados acumulados após duas etapas:

ORC A – 11 regatas e 3 descartes
1º – Tangaroa (James Bellini) – 11 pontos perdidos ([7]+[7]+1+1+1+1+[3]+1+3+1+2)
2º – Lexus/Chroma (Luiz Gustavo de Crescenzo) – 12 pp ([2]+1+[2]+2+2+[3]+1+2+1+2+1)
3º – Orson/Mapfre (Carlos Eduardo Souza e Silva) – 19.5 pp (1+2+3+3+3+2+2+[5]+[4]+3,5+[4])

ORC B – 11 regatas e 3 descartes
1º – Sextante I (Thomas Shaw) – 8 pp ([1]+[4]+1+1+1+1+[2]+1+1+1+1)
2º – Colin (Sebastian Menendez) – 16 pp ([3]+[4]+[3]+2+3+2+1+2+2+2+2)
3º – Zeppa (Diego Zaragoza) – 21 pp (2+[4]+2+[3]+2+[3]+3+3+3+3+3)

C30 – 14 regatas e 3 descartes
1º – TNT/Loyal (Marcelo Massa) – 11 pp ([1]+[1]+1+1+1+1+1+1+1+1+1+1+1+[2])
2º – Barracuda (Humberto Diniz) – 23 pp (2+[4]+2+2+2+2+2+2+3+2+2+2+[6]+[4])
3º – Caballo Loco (Mauro Dottori) – 32 pp ([4]+3+[4]+[4]+4+4+3+4+2+3+3+3+2+1)

HPE – 15 regatas e 4 descartes
1º – Relaxa Next/Caixa (Roberto Mangabeira) – 26 pp (1+[7]+[12]+1+[9]+1+1+[14]+2+2+4+3+3+3+5)
2º – Repeteco (Fernando Haaland) – 35 pp ([8]+1+7+2+1+[12]+8+2+3+3+5+2+1+[11]+[11])
3º – Bixiga (Pino De Segni) – 39 pp ([6]+3+5+[8]+[19]+[6]+2+4+4+1+2+1+6+5+6)
4º – Ginga (Breno Chvaicer) – 41 pp (3+5+[9]+3+3+3+[19]+[7]+[9]+4+1+6+4+2+7)
5º – Ser Glass Eternity (Marcelo Bellotti) – 43 pp (5+6+1+[11]+[7]+[11]+[14]+3+1+5+3+5+6+7+1)

RGS A – 10 regatas e 3 descartes
1º – Jazz (Valéria Ravani) – 7 pp (1+1+[2]+[3]+1+1+1+1+[3]+1)
2º – Inaê/Transbrasa (Bayard Umbuzeiro Filho) – 17 pp (2+[5]+4+2+[6]+2+4+2+1+[8])
3º – Urca / BL3 (Pedro Rodrigues) – 22 pp ([4]+2+[6]+[5]+4+3+3+4+4+2)

RGS B – 10 regatas e 3 descartes
1º – Suduca (Marcelo Claro) – 9 pp (1+1+[2]+[2]+[5]+1+1+2+1+2)
2º – Asbar II (Sergio Klepacz) – 10 pp (2+2+1+1+2+[3]+[3]+1+[3]+1)
3º – Fram Fantasma (Reginaldo Costa) – 27 pp ([6]+[6]+3+3+1+[5]+5+5+5+5)

RGS-C – 10 regatas e 3 descartes
1º – Rainha (Paulo Eduardo) – 7 pp ([3]+[2]+[1]+1+1+1+1+1+1+1)
2º – Ariel (Andreas Kugler) – 12 pp (1+1+[2]+[2]+[2]+2+2+2+2+2)

RGS-Cruiser – 10 regatas e 3 descartes
1º – Boccalupo (Claudio Melaragno) – 9 pp (1+1+[3]+1+[2]+[2]+1+1+2+2)
2º – Cocoon (Luiz Caggiano) – 13 pp ([6]+[5]+2+2+[3]+1+2+2+3+1)
3º – Brazuca (José Rubens Bueno) – 14 pp (2+[3]+1+[4]+1+[4]+3+3+1+3)

Da ZDL

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: