Pular para o conteúdo

Arquivo de

Com vídeo: Luna Rossa empata a final da Louis Vuitton Cup

O segundo dia de disputas da final da Louis Vuitton Cup deixou os italianos do Luna Rossa bastante contentes. Após a desistência do Emirates Team New Zealand, a equipe italiana marcou o seu primeiro ponto, deixando o placar empatado.

Os neozelandeses lideravam a regata com 400 metros de vantagem, mas um problema no sistema hidráulico fez com que eles pedissem ajuda externa e fossem automaticamente desclassificados.

“Pelo menos temos um ponto!”, comemora Xabi Fernández, um dos tripulantes do Luna Rossa. “Claro que eles poderiam ter ganho o segundo ponto se tudo tivesse dado certo para eles, mas sabemos como são estes barcos e os problemas podem acontecer com qualquer um.”

Tripulação de Nelson Ilha vence o Troféu Amizade da classe Soling

Ricardo Pedebos viu a equipe liderada por Nelson

Ricardo Pedebos viu a equipe liderada por Nelson

Com um desempenho imbatível na raia a tripulação formada por Nelson Ilha, Fernando Ilha e Paulo Lemos Ribeiro foi a campeã do Troféu Amizade da classe Soling encerrado neste domingo (18) no Veleiros do Sul, em Porto Alegre. Eles chegaram ao título com duas vitórias e duas vice-colocações, em quatros regatas realizadas no fim de semana. Em segundo lugar ficaram George Nehm Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro. E em terceiro André Gick, Alexandre Mueller e Henrique De Lorenzi.

O comandante Nelson ficou contente não só pela vitória na competição, que contou com a participação da flotilha de 10 barcos, mas também porque está em fase final de preparação para o Mundial de Soling, de 16 a 26 de setembro no lago Balaton, Hungria.

“Minha equipe estava bem entrosada, o Fernando Ilha e o Paulo Lemos Ribeiro fizeram um bom trabalho. Na Hungria, o Paulo será substituído pelo meu filho Felipe, que faz parte da tripulação. As condições para velejar do lago Balaton são semelhantes ao do Guaíba, com vento muito rondado. Por isso foi importante termos corrido o Troféu Amizade, diz Nelson.

Os seus adversários brincaram com o campeão após o término do Troféu. “Disseram que para eu ir com o moral alto para a Hungria eles permitiram a minha vitória”, contou o comandante que segue para o seu sexto campeonato mundial da classe.

As duas regatas neste domingo foram na raia do Cristal, em frente ao Clube, com vento de direção nordeste que depois rondou para leste, na intensidade de 12 a 15 nós. As disputas entre os competidores foram acirradas, com direito a colisões e vela rasgada.   A equipe do barco liderado André Wahrlich abandonou a última regata após bater num tronco no meio do rio que levou o seu proeiro a cair na água, mas sem qualquer dano físico ou material.  As tripulações participantes eram do Veleiros do Sul, Clube dos Jangadeiros e Rio Grande Yacht Club.

Da assessoria do VDS

Patagônia vence a Taça Eduardo de Souza Ramos

Terminou neste domingo em Búzios a primeira etapa da Taça Eduardo de Souza Ramos para a classe S40. Mais uma vez os argentinos do Patagonia mostraram que estão entrosados e venceram a competição. Magia V, de Torben Grael, e Carioca, de Roberto Martins, completaram o pódio.

Foram quatro dias de competição e, apesar de Búzios ser conhecida pelo vento forte, na sexta-feira ele não apareceu e foi realizada apenas uma regata. Depois de sete regatas, o resultado final foi o seguinte:

1º Patagonia (11 pts.)

2º Magia Energisa(15 pts.)

3º Carioca (18 pts.)

4º Crioula(20 pts.)

5º Vesper (35 pts.)

%d blogueiros gostam disto: