Pular para o conteúdo

Será que é hoje? Copa América a até 3 regatas do fim!

A Auld Mug, incrivelmente, corre o risco de continuar morando em São rancisco por um tempo. Quem diria?

A Auld Mug, incrivelmente, corre o risco de continuar morando em São Francisco por um tempo. Quem diria?

Querido amigo e queridíssima amiga, eis que os 162 anos contínuos de história da copa da escuna América resultaram precisamente nesta terça-feira de nosso senhor. E que terça! Com duas regatinhas previstas para hoje (a partir das 17:15 na ESPN+ e no YouTube) e com as possibilidades agora bem divididas entre o defensor OracleUSA e o desafiante Emirates Team New Zealand, esta 34ª copa até que está saindo melhor que a encomenda. Antes de mais nada agradeço à galera da ESPN e ao amigo Marcos Ferrari pela carinhosa menção deste jornalístico manza das letrinhas e dos ventos com direito a elogios ao vivo e até menção do www.murillonovaes.com. Quem tem amigos, tem tudo! Valeu!!

Voltemos à Copa!! Pois é, por lá, na fria baía do seu Francisco das nortenhas califórnias, na cara de Alcatraz que sempre remete a um bom filme, o enredo está tão bom, tão bom, que já surgiram até teorias conspiratórias sobre um acerto comercial entre os times. Não creio nisso. Embora em tempos de Assad químico à solta, embargos infringentes e adstringentes, corrupção globalizada e generalizada mundo afora e capitalismo cada vez mais selvagem, tudo seja possível. Mas o fato é que o TNZ chegou a fazer  8 a 1 e a nona e derradeira vitória que levaria o título para Auckland (ou Wellington, se preferir a capital meeesmo) parecia questão de pouco tempo. Parecia!!

O que se viu depois daquele 8 a 1 no placar- na verdade, 8 a 3 porque os pontos das duas primeiras vitórias do Oracle foram (bem) confiscados pelo júri internacional -, pode entrar para os anais da história (e também nos anais dos torcedores do TNZ. Incluindo este que vos fala…) como uma das maiores viradas de todos os tempos do desporto mundial. Com provas adiadas pelos mais diversos motivos, algumas abandonadas com o kiwis na frente e outros golpes do destino e que tais, o que se passou é que nas cinco regatas que valeram os renascidos americanos venceram todas. Cem porcento de aproveitamento! E mais, somando as duas vitórias confiscadas na tabela, na água empataram tudo com 8 vitórias para cada lado. Incrível! E ainda salvaram nada menos que cinco “match points” seguidos, como mencionei ontem no tuíte. 

A mudança no afterguard do Oracle, com John Kostecki nas docas e Ben Ainslie taticando à bordo, uma sensível melhora nas manobras e a mágica de velejar o contravento também sobre os fólios (coisa que os neozelandeses parece que já aprenderam) surtiram um surpreendente efeito e chegamos a esta nossa falada terça-feira. Agora os americanos estão a três vitórias do triunfo final e os neozelandeses ainda a apenas uma. E com duas regatas previstas, pode ser que hoje a “Auld Mug”, como é carinhosamente chamada a taça presenteada pela rainha Vitória em 1851, mude de mãos ou permaneça pelo menos mais um dia em São Francisco para um eletrizante e absolutamente improvável match final amanhã. E de amanhã não passa meu povo!! Quem viver verá! Fique ligado!!

Fui!!

Murillo Novaes

 

um comentário Comente
  1. Ótimo texto Murillo! Vamos ficar ligado! abs

    24/09/2013

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: