Pular para o conteúdo

Vento forte cancela o segundo dia de regatas do Mundial de Snipe

Com apenas três regatas disputadas, baianos Maru e Foguinho lideram a competição

Marcos Mendez registrou os espanhois voando baixo na baía de Guanabara

Fred Hoffmann registrou os espanhois voando baixo na baía de Guanabara

Rio de Janeiro – Mais uma vez o vento cancelou as regatas do Mundial de Snipe, que está sendo disputado no Rio de Janeiro até o próximo sábado (21). Mas, diferente de segunda-feira quando ele não apareceu, nesta quarta-feira ele entrou forte demais, com rajadas de até 31 nós (quase 56 km/h). Com isso os baianos Maru Urban e Foguinho seguem na liderança da competição.

“O vento estava muito rondado e foi melhor não ter regata para não prejudicar ninguém”, disse um sorridente Maru.

A classe Snipe, que faz parte do programa pan-americano, tem regras próprias, que impede a realização de regatas quando o vento está mais forte do que 25 nós (45 km/h). Além disso, como sua direção variava muito, a Comissão de Regatas não conseguiu posicionar as boias. Por isso os velejadores foram para a água e tentaram se proteger do vento se escondendo na baía da Escola Naval.

“As condições estavam muito complicadas. Se tivesse regata, os resultados iam depender mais de sorte do que de técnica. Este vento oeste que entrou hoje não costuma vir com tanta intensidade. Se soubéssemos antes que seria assim, a Comissão não deveria nem ter mandado a gente para a água”, disse Felipe Sabino, velejador de Niterói.

Quem também comemorou a volta para casa foram os argentinos Gonzalo Ramos Vertis e Rene Hormazabal. Os dois são amigos há muito tempo e velejam juntos em outras classes, mas se juntaram há pouco para vir para o Mundial. “Além de estarmos muito leves, nós não treinamos nada. Esta é a primeira vez que subimos juntos em um Snipe e se a regata não tivesse sido cancelada, teríamos voltado antes para terra”, disse Rene.

Para esta quinta-feira estão programadas três regatas, com largada a partir do meio dia. A previsão indica vento forte novamente.

Resultados após três regatas:

  1. Maru Urban e Foguinho, BRA, 17 pontos perdidos
  2. Bruno Bethlem e Dante Bianchi, BRA, 24 pp
  3. Alexandre Tinoco e Matheus Gonçalves, BRA, 25 pp
  4. Mateus Tavares e Daniel de Seixas Claro, BRA, 28 pp
  5. Luis Soubie e Diego Lipszyc, ARG, 35 pp
  6. Raul Santaella e Antolin Oña, ESP, 38 pp
  7. Koji Kamiya e Kenta Shinoda, JPN, 40 pp
  8. Bernardo Assis e Pedro Leão, BRA, 41 pp
  9. Rafael Gagliotti e Henrique Winsiewski, BRA, 47 pp
  10. Augie Diaz e Kathleen Tocke, USA, 54 pp

Os Campeonatos Mundiais Jr e Sênior da classe Snipe têm a organização do ICRJ, SCIRA Brasil, CBVela e apoio da Olimpic Sails

 

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: