Pular para o conteúdo

Extreme Sailing Series: Torcida será essencial para bom desempenho da equipe brasileira

Equipe brasileira nas águas de Floripa

Equipe brasileira nas águas de Floripa

Florianópolis (SC) – O esforço da equipe brasileira na última semana em Florianópolis reflete a vontade de oferecer aos fãs da vela o melhor desempenho possível, guardadas as proporções da distância que a separa dos outros sete times internacionais em relação à afinidade com os barcos voadores, na inédita disputa na capital catarinense a partir desta quinta-feira (14) até domingo, no Ato 8 Florianópolis do Extreme Sailing Series™, apresentado por Land Rover, decisão da temporada de 2013. A primeira regata está prevista as 14h na arena do Trapiche da Av. Beira Mar e a largada será dada pelo prefeito Cesar Souza Jr.

O tático André Mirsky passou os últimos dias praticamente em tempo integral ao lado ou a bordo do Team Brazil Mapfre, primeiro nos acertos em terra e depois em treinos exaustivos. “Na última terça-feira, o treinamento finalmente começou a render. Passamos a conhecer melhor o barco, acertamos os ângulos de manobra e conseguimos velejar rápido com um dos cascos fora d’água. Foi empolgante. Quando vimos, já passava das 20h e ainda estávamos treinando”, afirma Mirsky, recompensado pela dedicação. “Com as velas novas, buja e balão, devemos evoluir ainda mais”.

O coordenador da equipe brasileira, Lars Grael, chegou otimista a Florianópolis, mas está ciente de que os adversários estão mais bem preparados. “Temos de ser realistas. Vamos na raça, é o que temos. Vou dar um suporte geral e acompanhar atentamente os últimos treinos para ver o que pode ser melhorado. Serei também o intermediário com a Comissão de Regatas. É importante para sabermos usar as regras”, define o medalhista olímpico.

Durante as regatas, Lars estará o tempo todo próximo à raia no bote de apoio do Team Brazil Mapfre ao lado de Cláudia Swan, analisando cada movimento da tripulação brasileira. No intervalo entre as provas terá a oportunidade de levar informações e orientações ao comandante e timoneiro Clínio de Freitas. “No ano passado tive essa experiência no Rio, com o Torben, que era o nosso comandante. Agora podemos aprimorar o trabalho. Quanto à estratégia, vai depender muito das condições do vento na hora da largada”.

O momento da partida, por sinal, é considerado pelo comandante Clínio como o maior desafio para a tripulação brasileira. “Vamos torcer para que o vento não esteja tão forte nas largadas. Com vento moderado, nossas chances aumentam porque podemos manobrar com mais eficiência, nivela o nível da flotilha. Se a intensidade aumentar, teremos de priorizar a segurança dos tripulantes e será melhor para os adversários”. A previsão para esta quinta-feira é de vento Nordeste, entre 10 e 15 nós (entre 18 e 27 km/h).

Desde a chegada de Porto Alegre, onde conquistou o Sul-Americano de Nacra 17, Clínio tem se dedicado a assimilar as variadas reações da veloz embarcação. “No último treino quase capotamos. Faltou pouco. Algumas situações, só teremos a oportunidade de experimentar e enfrentar em pleno à disputa. Vamos fazer a nossa , regata com o máximo entusiasmo e esperar para ver o que acontece “. O trimmer Daniel Santiago e os catarinenses Bruno di Bernardi e André Chang, responsáveis pela proa, completam a equipe brasileira.

Duelo final – Enquanto o Team Brazil Mapfre ocupa a posição do barco convidado, o sétimo lugar na classificação geral, líder e vice-líder vêm sustentando um duelo à parte desde a primeira etapa da temporada, em março, no Omã. O líder omani, The Wave Muscat, tem a seu favor cinco vitórias em seis competições. A tripulação suíça traz no retrospecto do ano, a regularidade como principal virtude. É a única que conheceu o pódio em cada país onde o Extreme Sailing Series passou.

A vantagem que o The Wave Muscat traz sobre o Alinghi para Florianópolis é de apenas dois pontos, mas não chega a preocupar o britânico Leigh McMillan, único comandante que pode se tornar bicampeão nas sete edições já realizadas. “Não estou pensando em bicampeonato. Essa é a nossa meta, mas vamos correr regata por regata. Florianópolis é excelente. Tudo por aqui é muito bonito e as perspectivas são as melhores para os próximos dias”, avalia McMillan.

No Alinghi, a promessa é de lutar em águas brasileiras até que as chances se esgotem. Os suíços precisam chegar à frente dos omanis e ainda esperar que pelo menos um barco se coloque entre ambos ao final da etapa catarinense. “A tripulação do The Wave Muscat é muito talentosa. Eles não deixam margem para erros. Teremos de velejar em Florianópolis em nosso mais alto nível para termos pelo menos uma chance contra eles. Sabemos que é possível, mas não vai ser uma tarefa fácil”, prevê o americano Morgan Larson, comandante do Alinghi.

Como Florianópolis oferecerá pontuação dobrada, devido ao peso da decisão, outras três equipes, até a quinta colocada, têm chances matemáticas de chegar ao título: Red Bull Sailing Team (AUT), SAP Extreme Sailing Team (DEN) e Realteam (SUI). Ao longo do ano, os times foram acumulando pontos sempre com o mesmo critério, que atribuiu sucessivamente, dez pontos ao primeiro colocado e três ao oitavo, em cada país. No Brasil, esses números serão multiplicados por dois. Estão previstas até oito regatas em cada um dos quatro dias que apontarão o campeão do Extreme Sailing Series™ de 2013.

Coletiva dos comandantes – Nesta quinta-feira (14), o Ato 8 Florianópolis do Extreme Sailing Series™, apresentado por Land Rover, será aberto oficialmente na arena náutica da Av. Beira Mar com a entrevista dois oito comandantes que disputam a etapa final de 2013. O encontro com a imprensa está marcado às 10h30 no Extreme Club do Race Village. Além dos oito comandantes, o coordenador do Team Brazil Mapfre, Lars Grael também estará à disposição dos jornalistas.
Alinghi (SUI) – Morgan Larson (USA
ChinaSpirit (CHN) – Phil Robertson (NZL)
GAC Pindar (NZL) – Will Tiller (NZL)
Realteam(SUI) – Arnaud Psarofaghis (SUI)
Red Bull Sailing Team (AUT) – Roman Hagara (AUT)
SAP Extreme Sailing Team (DEN) – Jes Gram-Hansen (DEN) ou Rasmus Køstner (DEN)
Team Brazil Mapfre (BRA) – Clínio de Freitas (BRA) e Lars Grael (BRA)
The Wave Muscat (OMA) – Leigh McMillan (GBR)

Classificação geral após seis etapas 
1 – The Wave, Muscat (Omã) – 56 pontos
2 – Alinghi (SUI) – 54 pontos
3 – Red Bull Sailing Team (AUT) – 45 pontos
4 – SAP Extreme Sailing Team (DEN) – 41 pontos
5 – Realteam (SUI) – 35 pontos
6 – GAC Pindar (NZL) – 30 pontos
7 – Barco do País (tripulação convidada) – 26 pontos
8 – Team Korea (KOR) – 16 pontos

Programação do Act 8 Florianópolis do Extreme Sailing Series™, apresentado por Land Rover

Quinta-feira – 14 de Novembro 
10h30-11h30 – Conferência de imprensa com os comandantes no Clube Extreme
14h00-17h00 – Regatas de ‘Extreme 40’
Sexta-feira – 15 de novembro
11h00-13h00 – Regatas de NeilPryde Windsurf Racing Series
14h00-17h00 – Regatas de ‘Extreme 40’
Sábado – 16 de novembro
10h00-12h00 – Regatas da Copa Mais Brasil de Monotipos (classes Optimist, Laser , Snipe e Dingue)
11h00-13h00 – Regatas de NeilPryde Windsurf Racing Series
14h00-17h00 – Regatas de ‘Extreme 40’
17h00-18h00 – Regatas de NeilPryde Windsurf Racing Series
18h00-19h00 – Regatas de ‘Extreme 40’ (eliminatórias)
Domingo – 17 de novembro
10h00-12h00 – Regatas da Copa Mais Brasil de Monotipos (classes Optimist, Laser , Snipe e Dingue)
11h00-13h00 / 16h30-17h00 – Regatas de NeilPryde Windsurf Racing Series
14h00-16h30 – Regatas finais de ‘Extreme 40’
16h30-17h00 – Premiação classes monotipos
17h00-17h30 – Premiação do Act 8 Florianópolis do Extreme Sailing Series™, apresentado por Land Rover e dos vencedores da temporada 2013

O Ato 8 Florianópolis do Extreme Sailing Series™, apresentado por Land Rover, é o último evento da temporada 2013 de um circuito mundial da OC Sport. A organização da etapa brasileira está sob a responsabilidade da Mais Brasil Esportes, com apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, da Prefeitura Municipal de Florianópolis e da Fesporte.

Da ZDL

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: