Pular para o conteúdo

Gaúchos vencem o Brasileiro de J/24

Campeonato teve seis regatas em dois dias de bastante vento em Porto Alegre

Com um desempenho de pura sintonia a equipe gaúcha do Crioula, comandada por Samuel Albrecht, foi a vencedora do Campeonato Brasileiro da classe J/24, encerrado neste domingo, no Veleiros do Sul, em Porto Alegre. Na segunda colocação ficaram os uruguaios do barco Pantera, de Diego Garcia, de Punta Del Este, e em terceiro o Bruschetta, comandada por Maurício Santa Cruz (RJ) e formada por cariocas e gaúchos. O barco Crioula terminou a série de seis regatas com cinco vitórias, mas o título foi decidido somente em terra porque passou a depender do resultado de um protesto entre as duas tripulações, sobre direito de passagem num contravento na quinta regata. Após o julgamento, o júri desclassificou a equipe carioca, que caiu para a terceira posição na geral, e a vitória foi confirmada para o time gaúcho.

“Foi um campeonato sensacional, as coisas foram acontecendo favoráveis a nós. Contei com uma tripulação de velejadores experientes nas suas funções e por isso sem treinarmos juntos tudo saiu certo na raia”, comentou sorridente o comandante Samuca, do Veleiros do Sul, ao ver o resultado do julgamento. “Nós procuramos velejar sem pressão, sem ficar fazendo contas e arriscar pouco. Foi divertido. Agradeço ao Renato Plass, responsável pelo projeto Crioula Sailing Team, que nos proporciona desenvolver uma vela de alto nível”, finalizou Samuca, que contou com a tripulação composta por Frederico Sidou, Paulo Ribeiro, Alexandre Rimoli e Georgia Silva. Eles também conquistaram a vaga para representar o Brasil na competição de vela nos Jogos Sul-americanos, em março de 2014 no Chile.

O time uruguaio, que demonstrou velejar muito bem nos ventos fortes, saiu satisfeito pelo resultado obtido em Porto Alegre. “O campeonato foi muito bom, com regatas disputadas, e sempre é bom vir competir neste Clube. Achei importante estarmos aqui para mantermos uma conexão entre a classe dos dois países”, disse o comandante Diego Garcia.

A terceira colocação não tirou o ânimo do tetra campeão mundial de J/24, Maurício Santa Cruz, que sugeriu a classe fazer outras competições no Sul. “Foram dois dias bons de vento e o campeonato estava ótimo. Acho que seria legal fazer outros tipos de eventos no clube, como há nos EUA, ‘o campeão dos campeões’ e também convidar gente dos países vizinhos. O nível da classe já foi forte, depois caiu e agora evoluiu novamente, graças às flotilhas, como a daqui”, destacou Santa Cruz.

As três últimas regatas do campeonato foram realizadas neste domingo com vento sul de intensidade forte que chegou aos 24 nós nas rajadas no rio Guaíba. Os barcos Good News, com o mastro quebrado, e o Tango, com um dos tripulantes ferido sem gravidade devido a uma batida da retranca, tiveram que abandonar as regatas. O Campeonato Brasileiro da classe J/24 teve a participação de 15 barcos, das flotilhas do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Uruguai.

No final do dia foi feita a entrega de prêmios comandada pelo vice-comodoro esportivo Guilherme Roth e pelo comodoro Cícero Hartmann, que saudou a todos os competidores e lembrou a boa fase do Clube com mais um título conquistado nesta temporada. Além dos cinco primeiros classificados, a equipe do barco Eiger do Projeto Grael, de Niterói, também foi agraciada com um troféu por sua participação no Brasileiro.

Da assessoria

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: