Pular para o conteúdo

Robert e Bruno vencem a Star Sailors League

Dupla tricampeã mundial mantém a hegemonia na classe Star superando os melhores velejadores do mundo na primeira final mundial da Liga em Nassau

Carlo Borlenghi registrou a dupla após receber a medalha de ouro da SSL

Carlo Borlenghi registrou a dupla após receber a medalha de ouro da SSL

Nassau (BAH) – Robert Scheidt fecha a temporada de 2013 de forma perfeita, da forma como teria encomendado, se houvesse a possibilidade. Em novembro, a conquista do Mundial de Laser em Omã. Um mês depois, a vitória na principal competição de Star do ano, a Star Sailors Legue Finals, em Nassau, nas Bahamas, ao lado de Bruno Prada. Nas três regatas decisivas deste sábado (7), os brasileiros chegaram em quarto lugar nas quartas de final e venceram a semifinal e a final. Os poloneses Mateus Kusznierewicz e Dominik Zycki ficaram com a prata, e os americanos Mark Mendelblatt e Brian Fatih garantiram o bronze.

Na véspera da decisão, Scheidt desejava que o vento estivesse forte, em torno de 15 nós. O dia ofereceu a condição pretendida. “Confiamos em nossa velocidade, mas se o vento estiver fraco vai nivelar todo mundo”, que conta com os patrocínios do Banco do Brasil, Rolex, Prada e Deloitte, além dos apoios do COB e da CBVela na campanha olímpica para os Jogos do Rio de Janeiro/2016. Com as rajadas de sueste próximas dos 14 nós (25 km/h), os brasileiros fizeram uma largada conservadora nas quartas de final. Precisavam chegar no máximo em sétimo, entre os dez barcos da flotilha, para seguir à semifinal.

No primeiro contravento da regata de 1,2 milha (2 km), Scheidt e Prada estiveram na sétima colocação, mas foram ganhando com tranquilidade uma posição a cada perna, até cruzarem a linha de chegada em quarto lugar. Três barcos foram eliminados. Os sete classificados partiram para mais uma largada, a semifinal, que excluiria do campeonato outros três barcos.

Os tricampeões mundiais de Star se mantiveram entre os quatro durante toda a prova, até assumirem a liderança com ultrapassagens sobre os italianos Negri e Lambertenghi e em cima dos americanos Mendelblatt e Fatih. O primeiro lugar e a classificação para a semifinal estava garantida. Os poloneses Kusznierewicz e Zycki também passaram à decisão.

Domínio na regata final

Na prova final, Scheidt e Prada impuseram-se do começo ao fim. No melhor estilo ‘match race’, a dupla largou estrategicamente junto à boia e deixou a linha aberta à direita para os outros três barcos. Os adversários foram deslocados para o extremo da raia sem opção para reagir, e foram literalmente encurralados devido à tática precisa adotada pelos brasileiros. Os poloneses esboçaram uma ameaça na segunda marca de contravento, mas no vento em popa Scheidt e Prada voltaram a abrir vantagem e a sustentaram até o final. Polônia e Estados Unidos completaram o pódio.

“Foi um campeonato e uma final espetaculares. É um dos dias mais felizes da minha vida. Estou feliz com o título e com o sucesso da Star Sailors League”, comemorou Scheidt pouco antes de receber a medalha de ouro das mãos do velejador americano Dennis Conner, cinco vezes campeão da America’s Cup.

Com as medalhas douradas no peito, Scheidt e Prada escalaram o topo do pódio para ouvir o hino brasileiro enquanto a bandeira verde e amarela tremulava no alto do mastro, às margens do canal de Nova Providência, a ilha onde está o Nassau Yacht Club, sede da primeira edição da Star Sailors League Final. A competição distribuiu premiação total de 200 mil dólares, sendo 40 mil aos campeões.

Retrospecto

O domínio de Robert Scheidt e Bruno Prada na Star Sailors League Finals mostrou-se logo no primeiro dia, quando os dois assumiram a liderança, sustentando a ponta durante toda a fase classificatória. Com quatro vitórias e três segundos lugares, um terceiro e um quarto lugar, somaram 13 pontos perdidos, com vantagem de 18 sobre os vice-líderes, os norte-americanos Mark Mendelblatt e Brian Fatih. O momento mais emocionante veio na sexta-feira (6), quando Scheidt e o norte-americano Paul Cayard, duas das maiores estrelas da SSL Finals, fizeram uma disputa casco a casco, já na reta final da oitava regata, também vencida pelo brasileiro.

Da Local

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: