Pular para o conteúdo

Primeiros campeões da Copa Brasil de Vela foram conhecidos nesta sexta-feira

Último dia de regatas terá provas mais curtas, bem próximas da areia em São Francisco, Niterói

A Kyra registrou a Renata e  a Isabel em ação

A Kyra registrou a Renata e a Isabel em ação

Niterói – O último dia da fase classificatória da Copa Brasil de vela foi muito positivo para alguns velejadores. Patrícia Freitas, da classe RS:X, e a holandesa Marit Bowmeester foram duas que já garantiram o título por antecipação. Ainda assim elas estarão na água para a disputa da regata da medalha, mais curta, com pontuação dobrada e que será disputada na baía de São Francisco, em Niterói, bem perto do público.

Patrícia foi a representante brasileira nos Jogos Olímpicos de Pequim e de Londres e, apesar de ter apenas 23 anos, tem uma carreira bastante sólida. Para 2014 ela contará novamente com o apoio da CBVela para continuar a campanha olímpica para o Rio 2016. “O apoio da CBVela é o principal diferencial da minha campanha e a tendência é que ele fique cada vez melhor”, comemora ela. Para a classe RS:X a Copa Brasil de Vela foi válida também como campeonato brasileiro e, por tanto, ela pode comemora o título duplo. Entre os homens, o mesmo aconteceu com Ricardo ‘Bimba’ Winicki.

Na Laser Standard, Robert Scheidt passa para a regata da medalha na liderança, com 16 pontos de vantagem sobre o inglês Nick Thompson, segundo colocado. Neste sábado, o objetivo de Thompson será vencer a o brasileiro, mesmo sabendo que não será fácil. “A regata da medalha será bastante traiçoeira, pois será disputada em uma raia onde o vento é bem rondado. Para mim, o importante será me divertir. Gostaria de ganhar do Robert, mas sei que é difícil e a briga com o Bruno Fontes será boa”, comenta ele, que está no Rio de Janeiro pela segunda vez e promete voltar de novo ainda este ano. “Sempre fui muito bem recebido, o lugar é lindo e o clima ótimo. É muito bom velejar aqui!”, completa.

Entre as mulheres, a holandesa Marit Bowmeester teve mais um dia bom, com mais uma vitória e uma desclassificação. Ela e a americana Chloe Martin largaram escapadas e usaram o resultado como descarte. Com o resultado, quem também saiu satisfeita foi a niteroiense Fernanda Decnop, líder do ranking brasileiro. “Hoje foi muito bom, consegui velejar mais relaxada, sem sentir tanto a pressão que uma competição como esta coloca no velejador. Acredito que, por isso, consegui ir melhor, conquistando um primeiro e um segundo”.

Na Finn, o resultado desta quinta-feira foi mantido, com o inglês Gilles Scott em primeiro, seguido pelo companheiro de equipe Andrew Mills em segundo, e pelo brasileiro Jorge Zarif em terceiro.

Na classe Nacra 17, Clínio Freitas e Cacau Swan seguem na liderança. A regata da medalha será a primeira deles na classe e, por isso, a tática é bastante conservadora. “Sabemos que o vento na baía de São Francisco é bastante rondado e, como a nossa regata deve ser bem curtinha, não teremos margem de erro”. A diferença entre eles e os gaúchos Samuel Albrecht e Georgia Rodrigues é de apenas um ponto, ou seja, quem ganhar leva o título da competição.

Entre os 49er, os ingleses Dylan Fletcher e Alain Sign seguem na liderança, com os brasileiros Marco Grael e Gabriel Borges em segundo e Dante Bianchi e Thomas Lowbeer em terceiro. “O inglês velejou muito bem e hoje nós tivemos um deslize e caímos para terceiro. Na regata da medalha nós vamos ficar de olho no Marco e no Gabriel para tentar recuperar a prata”, comentou Dante, que recentemente foi bicampeão mundial na classe Snipe.

Entre as meninas do 49er FX a briga vai ser boa. A diferença entre as três primeiras colocadas é de três pontos, ou seja, quem ganhar fica com o título. “Nós vamos para o tudo ou nada. Sabemos onde erramos esta semana e para a regata da medalha pretendemos velejar o mais perfeito possível”, disse Kahena Kunze, líder do ranking mundial ao lado de Martine Grael.

Na classe 470, os franceses Sofian Bouvet e Jeremie Mion seguem em primeiro, com 11 pontos de vantagem sobre os argentinos Maria Fernanda Sesto e Juan de La Fuente. Em terceiro estão os brasileiros Henrique Haddad e Bruno Bethlem.

Regata da Medalha – Neste sábado os campeões da Copa Brasil de Vela serão definidos após as regatas da medalha, que tem percurso mais curto. A novidade fica por conta da proximidade com a praia, algo diferente do que foi feito durante toda a semana. “A ideia é fazer bem pertinho do público, no raso mesmo”, informa Ricardo Baggio, da CBVela, responsável pela organização do evento.

A largada da primeira regata está prevista para as 13h. Serão duas raias e a ordem de largada será definida pela manhã. As premiações serão feitas em logo em seguida, na vila da regata, na praia de São Francisco.

Slam patrocina CBVela – A CBVela está sempre em busca de dar as melhores condições possíveis para que os seus atletas possam garantir muitas medalhas para o país. Por isso, a marca italiana Slam foi a escolhida para vestir o time. Os velejadores das equipes Brasileira de Vela Olímpica, Pan-Americana, de Vela Jovem, além dos técnicos dirigentes e funcionários terão roupas especiais, de acordo com as suas necessidades.

“O uniforme dos velejadores foi desenvolvido para que eles possam ter o mais alto rendimento, seja no frio ou no calor. Cada classe tem as suas necessidades específicas e nós estamos atentos a isso”, disse o vice-presidente da CBVela John Bennett.

A Slam está presente em mais de 30 países e há algum tempo vem desenvolvendo sua linha de vela em parceria com atletas da Nova Zelândia e Austrália. A escolha em patrocinar os velejadores brasileiros a partir de 2014 foi natural, conforme explica Filipo Bovio, representante da Slam para as Américas.

“Nós amamos o Brasil e acreditamos que o país terá uma das equipes mais fortes nos Jogos do Rio 2016, com grandes chances de medalha. Ficamos muito contentes em saber que a CBVela também acredita em nós”, disse ele.

Copa Brasil de Vela terá regata de canoa havaiana – Enquanto os velejadores se preparam para a disputa das regatas da medalha, com início programado para as 13h, a praia de São Francisco, em Niterói, sede da competição, será tomada por canoas havaianas. Está programada para as 9h uma regata da classe OC6. Serão duas raias triangulares, montadas bem perto da praia para que o público possa assistir e torcer.

Credenciamento – Haverá bote disponível para a imprensa interessada em cobrir as regatas finais da Copa Brasil de Vela. Para isto, basta enviar um email para imprensa@cbvela.org.br ou mari@peccicom.com com o nome completo da equipe e contato. O horário de chegada na Vila é às 11h. Os resultados e a lista de velejadores inscritos estão disponíveis no site http://www.cbvela.org.br

A Copa Brasil de Vela tem organização da CBVela e da Prefeitura de Niterói e conta com o patrocínio do Bradesco, das Águas de Niterói e da Unimed Leste Fluminense, e com o apoio do Polo Orla Gastronomia. A CBVela recebe verbas provenientes da Lei Piva via COB, da Lei de Incentivo fiscal do Ministério do Esporte e conta com o patrocínio oficial do Bradesco e apoio da Slam.

Resultados:

RS:X feminino – 8 regatas e 1 descarte:

  1. Patricia Freitas – BRA – (0)+0+0+0+0+0+0+0, 0 pontos perdidos
  2. Bruna Martinelli – BRA – (2)+2+2+2+2+2+2+2, 14 pp
  3. Carmen Rosas – BRA – (3)+3+3+3+3+3+3+3, 21  pp

RS:X masculino – 8 regatas e 1 descarte:

  1. Ricardo Winicki – BRA – (0)+0+0+0+0+0+0+0, 0 pontos perdidos
  2. Albert Carvalho – BRA – (3)+3+2+2+3+2+2+2, 16 pp
  3. Gabriel Bastos – BRA – 2+2+4+(9)+2+4+5+3, 22 pp

Finn – 8 regatas e 1 descarte:

  1. Giles Scott – GBR – 0+2+0+(3)+2+0+0+0, 4 pontos perdidos
  2.  Andrew Mills – GBR – 2+0+3+2+0+2+(4)+2, 11 pp
  3. Jorge Zarif – BRA – 4+4+(10OCS)+0+3+4+2+4, 21 pp

Nacra 17 – 12 regatas e 1 descarte:

  1. Clinio Freitas e Cacau Swan – BRA – 2+2+2+(9DSQ)+0+2+0+0+0+0+3, 11 pontos perdidos
  2. Samuel Albrecht e Georgia Rodrigues – BRA – 0+0+(6)+2+2+0+3+2+3+3+0, 12 pp
  3. Marcos Ferrari e Carolina Silvestre – BRA – 3+3+0+3+(4)+3+2+4+2+2, 22 pp

Laser Standard – 8 regatas e 1 descarte:

  1. Robert Scheidt – BRA – 0+(2)+0+0+0+0+0+0, 0 pontos perdidos
  2. Nick Thompson – GBR – 2+(22DNF)+2+3+2+2+3+2, 16 pp
  3. Bruno Fontes – BRA – 7+3+3+2+3+3+2+3, 19 pp

Laser Radial – 8 regatas e 1 descarte:

  1. Marit Bowmeester – NED – 0+3+0+0+0+0+0+(13OCS), 3 pontos perdidos
  2. Hannah Snellgrove – GBR – (7)+6+2+2+2+2+4+2, 20 pp
  3. Erika Reineke – USA – 2+2+4+3+4+4+3+(13OCS), 22 pp

49er – 12 regatas e 1 descarte:

  1. Dylan Fletcher e Alain Sign – GBR – 0+0+0+2+0+3+0+0+2+4+0+3, 10 pontos perdidos
  2. Marco Grael e Gabriel Borges – BRA – 3+4+4+(7OCS)+ 3+0+2+5+3+3+2+0, 29 pp
  3. Dante Bianchi e Thomas Low Beer – BRA – (5)+3+3+3+2+5+3+2+0+0+5+5, 31 pp

49er FX – 12 regatas e 1 descarte:

  1. Charlotte Dobson e Sophie Ainsuworth – GBR – 0+2+0+(5)+2+3+3+2+0+3+0+3, 17 pp
  2. Martine Grael e Kahena Kunze – BRA – 3+3+3+3+0+(5)+0+2+0+0+3+3, 18 pp
  3. Frances Peters e Nicola Groves – GBR – 2+0+2+0+(3)+2++2+3+3+2+2+2, 21 pontos perdidos

470 geral – 6 regatas e 1 descarte:

  1. Sofian Bouvet e Jeremie Mion – FRA – 0+0+3+0+0+0+(4)+2, 5 pontos perdidos
  2. Maria Fernanda Sesto e Juan de La Fuente – ARG – 4+5+2+2+2+4+2+0, 16 pp
  3. Henrique Haddad e Bruno Bethlem – BRA – 2+ (11DSQ)+0+4+3+2+3+3, 17 pp

Da PecciCom

2 Comentários Comente
  1. Ari #

    Murilo gostaria que você noticiasse sobre o brasileiro de optimistc Ari

    Enviado via iPhone

    >

    11/01/2014
    • murillonovaes #

      Faremos, Ari!! É que tanto eu qto a Mari estávamos envolvidos na Copa Brasil de Vela em Niterói. Abço

      12/01/2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: