Pular para o conteúdo

Depois da Copa Brasil de Vela, brasileiros embarcam para Segunda etapa da Copa do Mundo de Vela

Niterói – Depois de oito dias de evento, sendo cinco de regatas, terminou no último sábado na praia de São Francisco, em Niterói, a Copa Brasil de Vela. A competição foi a primeira do ano na raia dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e reuniu quase 200 velejadores do Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Argentina, França e Holanda. No final, o Brasil e a Inglaterra dominaram os pódios das dez classes que fazem parte do programa olímpico.

Diferente de uma competição comum, realizada em um clube com acesso restrito, a Copa Brasil de Vela teve como base as areias da praia, onde foi montada uma vila completa, com área para convivência dos velejadores, espaço para os barcos e até sala de protestos. Com isso, quem passou pelo calçadão pôde ver de perto grandes ídolos do esporte como Robert Scheidt, Bruno Prada e Jorge Zarif. E para fechar com chave de ouro, no sábado foram disputadas as regatas da medalha, com as raias montadas bem próximas da praia, com direito até a narrador.

“Ficamos muito próximos do público e fizemos manobras bem pertinho dos banhistas, dava para escutar o narrador comentando a regata e foi legal para caramba, ainda mais com esse desfecho. A organização do evento está de parabéns porque é muito interessante ter esse contato com o público, muita gente talvez nem soubesse o que era o esporte e, quando saímos da água, começaram a comemorar e gritar Brasil. Foi muito bom”, disse Martine Grael, líder do ranking mundial na classe 49er FX ao lado da parceira Kahena Kunze, após garantir o ouro na Copa Brasil.

O evento serviu também como base para que a CBvela pudesse definir quem serão os atletas que receberão incentivo durante 2014. A ideia é apoiar não só os primeiros de cada uma das dez classes olímpicas, mas também os segundos e, em alguns casos, até os terceiros melhores velejadores do país.

“Este evento na praia teve um formato diferente, que agradou muita gente. Além de definir quem terá o apoio da CBVela, também usamos a competição para saber qual o nível dos velejadores brasileiros e posso dizer que estamos bastante satisfeitos”, disse Ricardo Lobato, Secretário Executivo da CBVela.

Parte da equipe brasileira que terá o apoio da CBVela em 2014 já embarcou para Miami, onde será disputada a partir do dia 26 de janeiro a segunda etapa da Copa do Mundo de Vela. A ideia é que o time esteja presente em todas as etapas da Copa do Mundo de Vela e o Mundial de Santander, quando serão definidos 50% dos países que virão ao Rio 2016.

A Copa Brasil de Vela tem organização da CBVela e da Prefeitura de Niterói e conta com o patrocínio do Bradesco, das Águas de Niterói e da Unimed Leste Fluminense, e com o apoio do Polo Orla Gastronomia. A CBVela recebe verbas provenientes da Lei Piva via COB, da Lei de Incentivo fiscal do Ministério do Esporte e conta com o patrocínio oficial do Bradesco e apoio da Slam.

Resultados:

RS:X feminino – 9 regatas e 1 descarte:

  1. Patricia Freitas – BRA – (0)+0+0+0+0+0+0+0+0, 0 pontos perdidos
  2. Bruna Martinelli – BRA – (2)+2+2+2+2+2+2+2+4, 18 pp
  3. Carmen Rosas – BRA – (3)+3+3+3+3+3+3+3+6, 27  pp

RS:X masculino – 9 regatas e 1 descarte:

  1. Ricardo Winicki – BRA – (0)+0+0+0+0+0+0+0+0, 0 pontos perdidos
  2. Albert Carvalho – BRA – (3)+3+2+2+3+2+2+2+4, 20 pp
  3. Gabriel Bastos – BRA – 2+2+4+(9)+2+4+5+3+8, 30 pp

Finn – 9 regatas e 1 descarte:

  1. Giles Scott – GBR – 0+2+0+(3)+2+0+0+0+6, 10 pontos perdidos
  2.  Andrew Mills – GBR – 2+0+3+2+0+2+(4)+2+10, 21 pp
  3. Mark Andrews – GBR – 5+3+2+(6)+4+3+3+3+0, 23 pp

Nacra 17 – 13 regatas e 1 descarte:

  1. Clinio Freitas e Cacau Swan – BRA – 2+2+2+(9DSQ)+0+2+0+0+0+0+3+0, 14 pontos perdidos
  2. Samuel Albrecht e Georgia Rodrigues – BRA – 0+0+(6)+2+2+0+3+2+3+3+0+8, 24 pp
  3. Marcos Ferrari e Caroline Sylvestre – BRA – 3+3+0+3+(4)+3+2+4+2+2+4, 29 pp

Laser Standard – 9 regatas e 1 descarte:

  1. Robert Scheidt – BRA – 0+(2)+0+0+0+0+0+0+6, 6 pontos perdidos
  2. Nick Thompson – GBR – 2+(22DNF)+2+3+2+2+3+2+4, 20 pp
  3. Matheus Dellagnelo – BRA – (6)+6+5+6+4+4+6+4+0, 35 pp

Laser Radial – 9 regatas e 1 descarte:

  1. Marit Bowmeester – NED – 0+3+0+0+0+0+0+(13OCS)+ 14, 17 pontos perdidos
  2. Erika Reineke – USA – 2+2+4+3+4+4+3+(13OCS)+0, 22 pp
  3. Hannah Snellgrove – GBR – (7)+6+2+2+2+2+4+2+4, 24 pp

49er – 13 regatas e 1 descarte:

  1. Dylan Fletcher e Alain Sign – GBR – 0+0+0+2+0+3+0+0+2+4+0+3+14DNF, 24 pontos perdidos
  2. Dante Bianchi e Thomas Low Beer – BRA – (5)+3+3+3+2+5+3+2+0+0+5+5+4, 35 pp
  3. André Fonseca e Mario Tinoco – BRA – 2+5+5+0+5+4+4+4+4+(6)+4+4+0, 41 pp.

49er FX – 13 regatas e 1 descarte:

  1. Martine Grael e Kahena Kunze – BRA – 3+3+3+3+0+(5)+0+2+0+0+3+3+0, 20 pontos perdidos
  2. Frances Peters e Nicola Groves – GBR – 2+0+2+0+(3)+2++2+3+3+2+2+2+4, 21 pp
  3. Charlotte Dobson e Sophie Ainsuworth – GBR – 0+2+0+(5)+2+3+3+2+0+3+0+3+10, 28 pp

470 geral – 9 regatas e 1 descarte:

  1. Sofian Bouvet e Jeremie Mion – FRA – 0+0+3+0+0+0+(4)+2+ 8, 13 pontos perdidos
  2. Maria Fernanda Sesto e Juan de La Fuente – ARG – 4+5+2+2+2+4+2+0+0, 16 pp
  3. Henrique Haddad e Bruno Bethlem – BRA – 2+ (11DSQ)+0+4+3+2+3+3+4, 21 pp

Da PecciCom

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: