Pular para o conteúdo

Arquivo de

Trofeo Princesa Sofia: Martine/Kahena e Juju/Gabi representam o Brasil na classe 49er FX

A dupla de velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze, líderes do ranking mundial da classe 49erFX, estão na Espanha para disputar o Trofeo SAR Princesa Sofía. A competição, que acontece entre 31 de março e 5 de abril em Palma de Mallorca, vai reunir 882 velejadores de 55 países e será palco da quarta etapa, de cinco, da Copa do Mundo de Vela da ISAF.

“Viemos um pouco antes da competição começar para correr a regata treino, que aconteceu na semana passada e que nós ganhamos. Não teve muito vento, mas fomos bem. Fizemos uma excelente preparação para chegar bem nessa competição, temos bastante concorrentes, mas estamos confiantes”, disse Kahena Kunze.

Uma frota de 51 barcos de 49erFX larga em Palma de Mallorca e mais uma vez as melhores velejadoras do mundo voltam a se enfrentar. Além das brasileiras, as campeãs mundiais Alex Maloney e Molly Meech, da Nova Zelândia, e as campeãs europeias Sarah Steyaert e Julie Bossard, da França, estarão na competição.

“Acho que será a prova com mais participantes da classe. No ano passado muitas duplas novas apareceram e agora todo mundo já se conhece. Todas já sabem bem como funciona o barco e o nível de disputa a cada campeonato aumenta, o que é ótimo para o esporte”, contou Martine Grael.

O evento marca o início do circuito europeu para os velejadores que estão em campanha para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio-2016. As regatas começam na segunda-feira, 31/03, com uma classe paraolímpica e dez olímpicas. Na 49erFX a disputa será em 15 regatas, três por dia, mais a medal race, onde só as dez melhores duplas brigam pelo pódio.

Martine Grael e Kahena Kunze estão no segundo ano de competição do ciclo olímpico para Rio-2016. Em 2013 a dupla foi vice-campeã mundial de 49erFX, campeã norte-americana e da Miami OCR, vice-campeã do europeia e campeã sul-americana de 49erFX. Na temporada 2014, Martine e Kahena conquistaram a Copa Brasil de Vela, o vice-campeonato no Norte-Americano e o quarto lugar na etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela.

Da assessoria

Ao lado de Bruno Fontes e Matheus Dellagnelo, Scheidt disputa o Trofeo Princesa Sofia

Competição terá presença recorde de quase 1.200 velejadores de 60 países, em campanha olímpica para os Jogos do Rio em 2016

São Paulo – Ponto de partida para a temporada europeia, o 45º Trofeo SAR Princesa Sofía será uma prévia do Campeonato Mundial de Vela – marcado para setembro, também na Espanha – com a participação recorde de quase 1.200 velejadores de 60 países, em Palma de Mallorca. Na classe Laser, a mais numerosa da competição, com 160 barcos, Robert Scheidt, maior medalhista olímpico brasileiro, enfrentará o grupo Top 10 do mundo, a partir desta segunda-feira (31), incluindo o cipriota vice-campeão mundial, Pavlos Kontides e o croata líder do ranking, Tonci Stipanovic.

“Os melhores do mundo estão aqui, o que dá uma sensação realmente de Campeonato Mundial. Alguns atletas estão treinando aqui há mais de um mês, aproveitando o final do inverno na Europa para usar Palma como base de preparação para a temporada. Pela quantidade de barcos da Laser, é possível que tenhamos três flotilhas na fase classificatória, em vez de duas. A classe promete ser intensamente disputada”, avisa Robert Scheidt, com a experiência de quem acumula cinco medalhas olímpicas (2 ouros, 2 pratas e 1 bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

Para o brasileiro, que conta com os patrocínios do Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, além dos apoios da Audi, do COB e da CBVela, a competição espanhola, válida pela penúltima etapa da Copa do Mundo de Vela, também terá gosto de estreia. Bicampeão do Trofeo SAR Princesa Sofía na Star (2007 e 2012), com Bruno Prada, é a primeira vez que Scheidt participará do evento na classe Laser. “Eu já conheço bem Mallorca, mas não a raia no meio da baía, utilizada para a Laser. Treinei bem durante esses quatro últimos dias, com vento forte, e devo descansar neste final de semana”, comenta o velejador. “Tive uma pausa grande desde o último evento, e espero retomar o ritmo de disputa. Meu objetivo é velejar sempre na frente, entre os primeiros, para brigar pelo pódio”.

Scheidt, que tem como principais objetivos da temporada o evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, em agosto, e o Mundial da ISAF (Federação Internacional de Vela) em Santander, em setembro, terá a companhia de outros três brasileiros na raia espanhola: Bruno Fontes, Matheus Dellagnelo e Alex Veeren. O formato da competição será o mesmo utilizado por eventos olímpicos, com dez regatas, divididas entre a fase classificatória e a fase final, e a medal race, valendo pontos dobrados, no sábado (5/4). A previsão para a Laser é de duas regatas por dia, a partir das 12 horas (8 horas no Brasil).

Da assessoria

Vídeo: Diretor revela os encantos da vela no programa #SAL

%d blogueiros gostam disto: