Pular para o conteúdo

Ao lado de Bruno Fontes e Matheus Dellagnelo, Scheidt disputa o Trofeo Princesa Sofia

Competição terá presença recorde de quase 1.200 velejadores de 60 países, em campanha olímpica para os Jogos do Rio em 2016

São Paulo – Ponto de partida para a temporada europeia, o 45º Trofeo SAR Princesa Sofía será uma prévia do Campeonato Mundial de Vela – marcado para setembro, também na Espanha – com a participação recorde de quase 1.200 velejadores de 60 países, em Palma de Mallorca. Na classe Laser, a mais numerosa da competição, com 160 barcos, Robert Scheidt, maior medalhista olímpico brasileiro, enfrentará o grupo Top 10 do mundo, a partir desta segunda-feira (31), incluindo o cipriota vice-campeão mundial, Pavlos Kontides e o croata líder do ranking, Tonci Stipanovic.

“Os melhores do mundo estão aqui, o que dá uma sensação realmente de Campeonato Mundial. Alguns atletas estão treinando aqui há mais de um mês, aproveitando o final do inverno na Europa para usar Palma como base de preparação para a temporada. Pela quantidade de barcos da Laser, é possível que tenhamos três flotilhas na fase classificatória, em vez de duas. A classe promete ser intensamente disputada”, avisa Robert Scheidt, com a experiência de quem acumula cinco medalhas olímpicas (2 ouros, 2 pratas e 1 bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

Para o brasileiro, que conta com os patrocínios do Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, além dos apoios da Audi, do COB e da CBVela, a competição espanhola, válida pela penúltima etapa da Copa do Mundo de Vela, também terá gosto de estreia. Bicampeão do Trofeo SAR Princesa Sofía na Star (2007 e 2012), com Bruno Prada, é a primeira vez que Scheidt participará do evento na classe Laser. “Eu já conheço bem Mallorca, mas não a raia no meio da baía, utilizada para a Laser. Treinei bem durante esses quatro últimos dias, com vento forte, e devo descansar neste final de semana”, comenta o velejador. “Tive uma pausa grande desde o último evento, e espero retomar o ritmo de disputa. Meu objetivo é velejar sempre na frente, entre os primeiros, para brigar pelo pódio”.

Scheidt, que tem como principais objetivos da temporada o evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, em agosto, e o Mundial da ISAF (Federação Internacional de Vela) em Santander, em setembro, terá a companhia de outros três brasileiros na raia espanhola: Bruno Fontes, Matheus Dellagnelo e Alex Veeren. O formato da competição será o mesmo utilizado por eventos olímpicos, com dez regatas, divididas entre a fase classificatória e a fase final, e a medal race, valendo pontos dobrados, no sábado (5/4). A previsão para a Laser é de duas regatas por dia, a partir das 12 horas (8 horas no Brasil).

Da assessoria

um comentário Comente
  1. Valdemar Martins Oliveira #

    Bom Dia Murilo.

    Sou leitor permanente dessa sua mala direta. Acontece que estou trocando de endereço eletrônico porque vou morar durante algum tempo no EUA. Assim sendo, gostaria que essa mala direta fosse redirecionada de ramedlav@globo.com para ramedlav10@gmail.com

    Grato

    29/03/2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: