Pular para o conteúdo

Arquivo de

Brasileiros são destaque no Sul-americano de Optimist no Uruguai

Erik Hoffmann nas lentes de mestre Capizzano no Uruguai.

Erik Hoffmann nas lentes de mestre Capizzano no Uruguai.

Erik Hoffmann foi vice-campeão por equipes e Gabriel Lopes ficou em 3º

Terminou neste sábado (19) em Punta del Este no Uruguai o Campeonato Sul-americano de Optimist 2014. A Flotilha Minuano do Veleiros do Sul fez uma grande participação chegando a liderar a disputa em alguns momentos. Gabriel Lopes, campeão sul-americano de 2013, ficou em quarto lugar geral e terceiro entre os velejadores sul-americanos enquanto Tiago Quevedo finalizou em quinto no sul-americano e sexta posição geral. Erik Hoffmann fez um grande campeonato, terminando em 45º no geral, após conquistar com o time BRA 1 o vice-campeonato Sul-americano por equipes com João Emilio Vasconcelos, Iagor Franco e Rubem Franco Neto.

O argentino Dante Citadini venceu a competição sul-americana e na classificação geral deu bicampeonato para o norte-americano Ivan Shestopalov. Agora a dupla Gabriel Lopes e Tiago Quevedo inicia a preparação para a disputa do Mundial de Optimist, classe inicial da vela de competição, em outubro na Argentina.

Ane Meira, da Assessoria do Veleiros do Sul

Equipe Don’t Let me Down é a bicampeã Sul-americana de Soling em Porto Alegre

Ricardinho Pedebos, sempre presente no Guaíba, captou a ação dos Solings.

Ricardinho Pedebos, sempre presente no Guaíba, captou a ação dos Solings.

Com uma vitória tranquila na última regata, a tripulação do barco Don’t Let me Down formada por Cícero Hartmann, Flávio Quevedo e André Renard conquistou o título do Campeonato Sul-americano da classe Soling encerrado neste domingo em Porto Alegre. Além dos campeões, o Veleiros do Sul ainda completou o pódio com a equipe do Bossa Nova, de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro, segunda colocada, e a Equilibrium, de Nelson Ilha, Gustavo Ilha e Carlo De Leo.


O Don’t Let me Down começou e terminou bem o campeonato. Teve um dia ruim no sábado, caiu na classificação, mas hoje se recuperou e voltou ao topo. Ao comemorar mais um título de Soling, Cícero disse que sua tripulação velejou bem durante toda a competição, praticamente sem erros e sem estresse. “Tivemos apenas um incidente no segundo dia, quando forcei uma passagem na terceira regata, fui protestado pelo Bossa Nova e acabei desclassificado da prova. Mas hoje tudo correu tranquilo”, comentou o comandante.


O Don’t Let me Down fechou o campeonato de maneira impecável, ao vencer a última regata por boa diferença à frente da flotilha. Essa foi a segunda vez que a equipe do comandante Cícero Hartmann venceu o Sul-americano, a primeira ocorreu em 2010.

O timoneiro George Nehm, vice-campeão, achou o campeonato muito disputado. “As tripulações estavam muito parelhas, mas realmente o Cícero se sobressaiu entre os competidores”. O Sul-americano teve a participação do timoneiro canadense Peter Hall, bicampeão mundial de Soling (2011 e 2012). Ele velejou com os velejadores gaúchos Marcus Silva e Régis Silva. Peter chegou a liderar o campeonato, mas terminou em quinto lugar. Ele veio a convite de Nelson Ilha e elogiou muito a flotilha do Brasil por ser muito consistente. “É difícil velejar contra uns timoneiros aqui” disse Peter na cerimônia de premiação e agradeceu muito a hospitalidade.

No total foram realizadas sete regatas, as três últimas ocorreram neste domingo no Guaíba, com vento sul/sudeste na intensidade média de 12 nós. O Campeonato Sul-americano de Soling teve o apoio da Fundergs e contou com a participação de 13 barcos do Brasil, Argentina, Canadá e Estados Unidos.

Vídeo: http://youtu.be/bdrdLAkXSQ8

Por Ane Meira, da Assessoria do Veleiros do Sul

 

%d blogueiros gostam disto: