Pular para o conteúdo

Arquivo de

Em Floripa, Copa Flotilha 2014 tem início com Regata Solitário

Primeira das três regatas da Copa Flotilha aconteceu no último sábado (03)

Os velejadores solitários partem para a primeira regata da Copa Flotilha

Os velejadores solitários partem para a primeira regata da Copa Flotilha

Florianópolis (SC) – 04/05/2014 – Neste sábado (03) teve início a Copa Flotilha 2014, com organização do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha. A Regata Solitário deu início as competições na capital catarinense, com embarcações das classes ORC, C30, RGS A, RGS B, RGS C e Proa Rasa competindo nesta primeira etapa.

Como o próprio nome diz, a Regata Solitário foi realizada com apenas um tripulante em cada embarcação. Na ORC, o Melody 5 cruzou a linha de chegada na frente. Pela C30, Zeus Team e Corta Vento fizeram um duelo equilibrado, com vantagem para o Zeus com aproximadamente 30 segundos de vantagem.

Na RGS A, o Garrotilho saiu como grande vencedor, seguido por Açores III, enquanto que na RGS B o Zephyrus conclui a regata na primeira posição. Pela RGS C, vitória para a embarcação Tortuga.

Encerrando as disputas deste fim de semana, a Proa Rasa foi a classe com maior número de embarcações na regata. O veleiro Terral foi o grande vencedor, seguido por Mãe D´Água e Xamego.

A Copa Flotilha segue durante o mês de maio com mais duas regatas. No dia 10/05, acontece a Regata Ele e Ela, e no dia 24/05 a Regata Tripulação.

Da assessoria

Evento em Garda, Itália, é o próximo desafio de Bruno Fontes pelo circuito mundial

Após as etapas de Palma de Mallorca e Hyères pela Copa do Mundo de Vela, a série de eventos do circuito mundial pela Europa segue nesta semana na Itália. O Garda Trentino Olympic Week acontece no Lago de Garda, norte italiano, reunindo aproximadamente cem velejadores na flotilha da Classe Laser, sendo mais um desafio para Bruno Fontes (UNIMED/ CBVELA/ MARINHA DO BRASIL/ GOVERNO DO PARANÁ/ AGE DO BRASIL) no circuito mundial.

A competição é mais um importante teste na temporada já que os principais velejadores do mundo estarão em Garda. “Esse evento será mais um ótimo teste antes do Mundial de Santander, principal evento da temporada. A flotilha é muito forte e serão cinco dias de boas disputas. Estou preparado e espero continuar mantendo esse crescimento das últimas semanas”, revela Bruno Fontes.

Durante o mês de abril, Bruno Fontes disputou as etapas de Palma de Mallorca e Hyères. Na Espanha o velejador finalizou o evento na 16ª posição e na França conseguiu melhroar seu desempenho, encerrando a competição em 8º lugar chegando a disputa da Medal Race. Os resultados consistentes mantiveram Bruno na terceira posição do ranking mundial, sendo o melhor brasileiro na classe.

Após as competições em Garda, Bruno terá pela frente o Campeonato Americano de Vela, no mês de junho, em Long Beach, e na sequencia o evento teste no Brasil, que acontece no mês de agosto, na Baía de Guanabara, local onde serão disputadas os Jogos do Rio-2016.

O velejador Bruno Fontes tem os patrocínios da Unimed, CBVela, Marinha do Brasil, Governo do Estado do Paraná e AGE do Brasil e conta com o apoio do do COB – Comitê Olímpico Brasileiro.

Para mais informações sobre Bruno Fontes acesse o site do atletawww.brunofontes.com

Da assessoria

Equipe de Pedro Basílio é campeã brasileira de MT19

Entre os dias 1 e 4 de maio foi realizado na Lagoa dos Ingleses, MG, o Brasileiro de MT19. Depois de oito regatas a equipe comandada por Pedro Basílio sagrou-se campeã. Apenas três pontos atrás ficou o time de André Menicucci, seguido pela equipe de Rafael Pariz. No total, 16 equipes participaram da competição.

Team New Zealand não disputará a próxima VOR

O Team New Zealand anunciou no último dia 2 que não irá disputar a próxima Volvo Ocean Race. O time vice-campeão em 2011-12 com o patrocínio da Camper e sob o comando de Chris Nicholson informou que o tempo foi o maior problema para mais uma campanha de volta ao mundo. “No final, o tempo estava contra nós. Cada dia que passa aumenta o impacto que a VOR teria sobre as demais operações do time”, disse Grant Dalton, o gerente da equipe.

“A equipe existe para disputar a America´s Cup e com o iminente anúncio do Protocolo para a 35ª edição da Copa, é hora de negar a nossa participação na VOR”, completa.

Até o momento apenas cinco equipes deverão disputar a regata, que tem largada prevista para outubro deste ano. A parada em Auckland, na Nova Zelândia, está mantida.

Vídeo: Batida no Extreme Sailing Series

Scheidt compete em casa na Semana Olímpica de Garda

Maior atleta olímpico brasileiro tem como trunfo a familiaridade com o local da competição, que começa nesta quarta-feira (7)

Scheidt compete "em casa", em Riva del Garda

Scheidt compete “em casa”, em Riva del Garda

São Paulo – Robert Scheidt enfrentará seu próximo desafio num cenário bem familiar. A partir desta quarta-feira (7), o maior atleta olímpico brasileiro disputará a Semana Olímpica de Garda Trentino, no Lago de Garda, próximo do local onde mora com a esposa e os dois filhos. Válida como primeira etapa da Eurosaf Champions Sailing Cup, a competição é a única da Itália no calendário dos velejadores em campanha para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016

“Apesar de ter feito muito mais treinos do que regatas, por aqui, conheço muito bem o local. Essa familiaridade pode, sim, ser útil na competição”, espera Scheidt. Em um de seus primeiros “testes” na volta à Laser, em março do ano passado, o velejador venceu a Laser Europa Cup, em Garda, com primeiro lugar em todas as regatas.

Dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star, Scheidt deve reencontrar em Garda seus principais adversários. “A flotilha da Laser deve ser forte, mas nem tanto quanto na última etapa da Copa do Mundo, em Hyères”, aponta o velejador, destacando o time australiano, que conta com nomes como Tom Burton, vencedor da competição francesa, Mathew Wearn e Ashley Brunning, além de neozelandeses como Andy Maloney e os anfitriões, os italianos Francesco Marrai, Alessio Spadoni, Marco Gallo e Giovanni Coccoluto.

A Semana Olímpica de Garda Trentino seguirá o formato dos eventos olímpicos, com 12 regatas, distribuídas entre as fases classificatória e final, mais a medal race, no domingo (11), valendo pontos dobrados. Para a Laser, a previsão é de três regatas por dia, a partir das 12 horas (7 horas em Brasília). “Será importante, depois de largar bem, manter uma boa estratégia para garantir o pódio”, prevê Scheidt, patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex e Deloitte, com os apoios de Audi, COB e CBVela.

Da assessoria

Vento fraco adia início do Europeu de Finn

O primeiro dia do Europeu de Finn foi marcado por vento fraco e regatas canceladas. Com isso a previsão para esta terça-feira é de que sejam realizadas três regatas. O evento está sendo disputado em La Rochelle e tem a participação de 101 velejadores juniores e seniores. O Brasil está bem representado com Jorginho Zarif (que levou uma bandeira preta em uma das três tentativas de largada desta segunda) e Bruno Prada.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: