Pular para o conteúdo

Arquivo de

Vídeo: Melhores momentos do Extreme Sailing Series na Rússia

Vento fraco e bandeira preta marcam primeiro dia do Mundial de Star na Itália

Vento fraco no lago di Garda

Vento fraco no lago di Garda

O Mundial de Star começou nesta segunda-feira em Malcesine, no lago di Garda, na Itália, com 92 inscritos. Os Brasileiros, porém, não tiveram um bom dia. Vinte e quatro barcos largaram escapados com bandeira preta, incluindo Lars Grael e Samuca Gonçalves, Marcelo Bellotti e Arthur Lopes, Admar Gonzaga e Alexandre Freitas, Frederico Viegas e Tinha Moura, André Luiz Reis e Antonio Moreira.

Assim como no domingo, quando estava programada a regata de abertura, o vento demorou a aparecer. Nesta segunda-feira, no entanto, os velejadores conseguiram ir para a água, ainda que com mais de três horas de atraso.

Como manda a tradição, apenas uma regata foi disputada, com vento bem fraco, em torno dos nós. No final, os vencedores foi o alemão Robert Stanjek, que passou o grego Emilios Papathanasiou no final. O melhor barco brasileiro foi Dino Pascolato e Maguila, na 10ª colocação. Torben Grael ficou em 26º, Marcelo Fuchs aparece em seguida na 27ª colocação.

Flotilha Minuano do Veleiros do Sul vence o Brasil Centro de Optimist com dobradinha em Cabo Frio

A flotilha do Veleiros do Sul

A flotilha do Veleiros do Sul posa na sub-sede do ICRJ em Cabo Frio

A Flotilha Minuano continua sua trajetória de vitórias na classe Optimist. Depois de ter conquistado a Búzios Sailing Week na semana passada, Tiago Quevedo e Gabriel Lopes voltaram a repetir a dobradinha no Campeonato Brasil Centro da classe Optimist, encerrado neste sábado na subsede do Iate Clube do Rio de Janeiro, em Cabo Frio.

Tiago (atual campeão brasileiro de Optimist) ficou com o título e Gabriel (campeão sul-americano de 2013) foi o vice-campeão. Completou o pódio Tiago Monteiro do Cabanga Iate Clube de Pernambuco. Além da dupla, também correram pelo Veleiros do Sul Erik Hoffmann, que ficou em 9º lugar e Gabriel Rimoli, em 20º.

A flotilha Minuano foi acompanhada pelo técnico Geison Mendes. O campeonato teve a participação de 54 velejadores da classe veteranos. No total foram realizadas 8 regatas. A dupla Tiago e Gabriel representa o Brasil em outubro no Mundial de Optimist na Argentina e Erik Hoffmann embarca no próximo sábado para o México
onde disputa o Norte-americano de Optimist.

China e França são a base do Dongfeng para a Volvo Ocean Race 2014-15

Equipe terá cinco franceses, incluindo o comandante Charles Caudrelier, quatro chineses e um sueco na Volta ao Mundo

VolvoOceanRace_dongfeng200614--1113

Está definida a tripulação do Dongfeng para a Volvo Ocean Race 2014-15. Em Lorient, na França, base de treinamento da equipe, o comandante Charles Caudrelier anunciou o time e cumpriu a promessa de mesclar velejadores experientes com atletas chineses. É a primeira vez na história que quatro asiáticos participam da regata a bordo. A Volta ao Mundo começa no dia 4 de outubro, com a in-port race, uma regata de curta duração, em Alicante, na Espanha. Depois, os barcos partem para a Cidade do Cabo, na África do Sul.

“Essa equipe é um marco no desenvolvimento da regata”, disse o CEO da Volvo Ocean Race, Knut Frostad. “Estamos aumentando nossa base de fãs na China, uma chave estratégica para o mercado. Agora todos vão querer saber como estão os velejadores chineses a bordo. Além disso, a modalidade está crescendo no país depois dos Jogos Olímpicos de Londres, quando uma velejadora ganhou uma medalha de ouro”.

Aos poucos os chineses começam a povoar as regatas, principalmente a Volvo Ocean Race. Um velejador do país correu as edições de 2008-09 e 2011-12. Agora, o número subiu pra quatro e, até 2020-21, o objetivo é que um barco 100% asiático dispute a prova.

Jin Chen Hao (nome em português para Horácio), Jiru Yang (Lobo), Ying Kit Cheng (Kit) e Liu Ming (Leo) foram os velejadores chineses selecionados após seis meses de formação e 10.000 milhas velejadas, incluindo travessias oceânicas. Charles Caudrelier ressaltou que o fator decisivo para a escolha do quarteto foi a motivação.

“Sabíamos que havia muitos candidatos fortes e que o nosso processo de formação deveria ser rigoroso e intenso”, disse o diretor da equipe de Bruno Dubois. “Temos uma grande equipe, mas estes velejadores chineses têm muito a aprender”.

Charles Caudrelier completou a equipe com o sueco Martin Strömberg, ex-companheiro de Groupama, e com os franceses Thomas Rouxell, Pascal Bidégorry, Kevin Escoffier e Eric Peron. O nome do repórter a bordo será anunciado nas próximas semanas.

O Dongfeng Race Team também apresentou outros dois patrocinadores para a campanha: Aeolus Pneus, fabricante de pneus, e da cidade de Shiyan, onde fica a sede da montadora Dongfeng, famosa pelas montanhas Wudang e pelo berço do Kung Fu no país.

Por Flavio Perez

Maria Carolina Boabaid participa do Europeu de Laser Jovem na Dinamarca

Evento servirá como preparação para as disputas do Mundial da Juventude, em Tavira, no mês de julho. Competição reúne as melhores atletas do mundo até 18 anos em Aarhus, na Dinamarca.

 

Tina Boabaid em evento da CBVela na Guarapiranga

Tina Boabaid em evento da CBVela na Guarapiranga

Florianópolis (SC) – 26/06/2014 – A velejadora Maria Carolina Boabaid, atleta do Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha – disputa a partir dessa sexta-feira (27) o European Laser Radial Youth Championship 2014, campeonato europeu de vela para atletas jovens (com até 18 anos). A competição acontece na cidade de Aarhus, na Dinamarca, e serve como preparação para o Mundial da Juventude, a ser realizado em Tavira (Portugal), a partir do dia 12 de julho.

A competição dinamarquesa reunira os grandes talentos da vela jovem mundial até o próximo dia 03 de julho nas raias do Egaa Sailing Club. No total, atletas de 21 países participam das disputas na Classe Laser Radial, com 86 velejadoras na flotilha.

Campeã Brasileira Sub-19 e da Copa da Juventude, disputada em Florianópolis, Maria Carolina Boabaid aparece como uma das grandes esperanças da Classe Laser Radial para os próximos anos.

Após as disputas em Aarhus, Carol embarca diretamente para Portugal onde fará um período de aclimatação e treinamentos no local do evento. A velejadora do Iate Clube de Santa Catarina terá aproximadamente uma semana para conhecer a raia do mundial e treinar ao lado do restante da equipe brasileira.

Gildas Mahé vence a terceira etapa da Solitaire Du Figaro

Mahé comemora o título da terceira etapa

Mahé comemora o título da terceira etapa

Um verdadeiro match race. Assim foi a chegada da terceira etapa da La Solitaire Du Figaro. Gildas Mahé e Yann Eliès brigaram até o final, com o primeiro vencendo por apenas 27 segundos de vantagem em uma regata que durou três dias, 18 horas, sete minutos e 46 segundos. Esta foi a primeira vitória de Mahé em uma etapa da competição, após cinco anos parado e quatro participações anteriores. Em 2007 ele obteve sua melhor colocação, terminando em quinto no acumulado. O resultado desta quinta-feira o colocou na quarta colocação geral. Como se não bastasse a briga entre os dois primeiros colocados, Jérémie Beyou, em terceiro, chegou apenas sete minutos depois.

Vídeo: Atravessada na Clipper Race

%d blogueiros gostam disto: