Pular para o conteúdo

Classe RGS garante a festa na Ilhabela Sailing Week

Ao mesmo tempo em que são competitivos, barcos da RGS levam a bordo famílias de amantes da vela que compõem a maior parte da flotilha do principal evento de oceano do continente

 

São Paulo (SP) – Por maior que seja o espírito esportivo, o principal objetivo de todo velejador que se propõe a disputar uma regata é cruzar a linha de chegada à frente dos adversários. Na vela oceânica a situação fica mais nítida entre os grupos de embarcações semelhantes que compõem as chamadas classes. A RGS, por exemplo, com suas subdivisões, permite que se concilie o prazer de uma velejada em alto nível com a satisfação de reunir-se amigos e familiares para formar a tripulação.

Neste ano a Ilhabela Sailing Week chega à 41ª edição com 130 veleiros inscritos, entre os quais 52 pertencem à classe RGS. A Regata Alcatrazes por Boreste, em homenagem à Marinha do Brasil, primeira prova da competição, no domingo (20), sendo que a Cerimônia de Abertura está marcada para a véspera. A maioria dos veleiros RGS correrá as 60 milhas (110 km) entre o Yacht Club de Ilhabela e o arquipélago, percurso mais longo da disputa.

“Participo da Ilhabela Sailing Week, com o Suduca II, desde que a RGS se chamava Bico de Proa. Antes, na década de 80, corríamos com o Suduca I. Só deixei de participar em duas edições, primeiro devido a um acidente e depois por motivo de viagem”, recorda Marcelo Claro, comandante do Suduca II, de 38 pés. “Incentivamos a criação da RGS, uma regata simples e que tem se mostrado muito coerente, principalmente para barcos entre 30 e 40 pés”.

Velejadores da RGS idealizaram Alcatrazes – Marcelo participou da criação da Regata Alcatrazes e lembra que a ideia surgiu como uma brincadeira entre amigos da RGS, adotada a partir de 1994. “Estávamos conversando na varanda do clube, eu, Plínio Romeiro e João Lara Mesquita, ambos da Rádio Eldorado e mais alguns velejadores da classe. Decidimos correr até Alcatrazes. Era mais um passeio para os chamados ‘cruzeiristas’. Quem chegasse à frente levava. O pessoal pegou gosto e foi passando a medir na RGS”, conta Marcelo.

À medida que o tempo passa, parece que a empolgação de Marcelo e sua tripulação para correr a Ilhabela Sailing Week aumenta, proporcionalmente. “Nosso barco (Suduca) é um projeto de 1985, todo original, tem cozinha e banheiro completos e, mesmo sem ser tão competitivo, aprendemos a fazer o barco andar. Em 2013 fomos vice-campeões da RGS B na Copa Suzuki Jimny, o Circuito Ilhabela de Oceano”, exclama o comandante.

A flexibilidade da RGS contempla até mesmo as tripulações que não convivem apenas em um ambiente marítimo. O comandante James de Souza, de Curitiba, está entrando em sua quarta Ilhabela Sailing Week, sempre na RGS, porém, pela primeira vez com o Darwin, veleiro de 40 pés, de São Francisco do Sul (SC) que levará uma equipe formada por oito velejadores paulistas e paranaenses, incluindo o tripulante mirim Leonardo, de 10 anos, praticante de Optimist.

Emoção na largada – “É inigualável largar ao lado de 130 barcos em um dos locais mais bonitos do Brasil e do mundo. Para nós, mais do que a competição, vale a festa”, ressalta James a espera da Regata Alcatrazes. “Trouxemos o Darwin de São Francisco até Paraty e em seguida para Ilhabela. Pudemos conhecer melhor o barco e fizemos um belo treino para Alcatrazes. O barco está com boa medição e velas novas. Viemos para a festa, mas deveremos fazer um bom resultado”.

A oportunidade de competir em uma raia democrática, heterogênea também é motivo para atrair James e sua tripulação à principal competição de oceano da América Latina. “Em Ilhabela não é preciso ter uma equipe profissional para esperar por uma largada lado a lado com os velejadores e os barcos mais famosos do País. É uma atmosfera única”, resume o comandante do Darwin.

Classe formadora de velejadores – A BL3 Escola de Iatismo, assídua com seus barcos na classe RGS, está comemorando 20 anos de participação de seus alunos na Ilhabela Sailing Week. Com dois Wind 34, o BL3, na RGS Cruiser e o BL3 URCA, na IRC, a Escola de Iatismo de Ilhabela levará 20 alunos para vivenciarem a emoção da Ilhabela Sailing Week de 2014.

Ao longo de duas décadas os velejadores formados pela BL3 nas raias de Ilhabela, a partir da classe RGS, encontraram espaço em outras embarcações e, hoje, é fácil identifica-los competindo em barcos como, Jazz, Fantasma, Fran, Bocopluppo, Coccoon, Alisios, Newport e Kanibal, entre outros. Em 2013, os vencedores da RGS foram: Quiricomba (A), da Escola Naval; Mandinga (B), Rainha (C) e Jambock (Cruiser).

“Apesar de nosso objetivo ser o aprendizado e não o resultado, preparamos nossos barcos sempre pensando em cada detalhe que pode influenciar nas regatas. Neste ano vamos velejar por um lugar no pódio tanto na RGS Cruiser com os alunos estreantes, quanto na IRC com os mais experientes”, estipula o comandante da BL3, Pedro Rodrigues. “A Ilhabela Sailing Week é sempre um grande desafio, para nós e para as demais tripulações, acredito. Desejamos a todos os participantes bons ventos!”.

A Ilhabela Sailing Week tem a organização do Yacht Club de Ilhabela e os patrocínios de Mitsubishi, Banco do Brasil e Correios. As regatas no Canal de São Sebastião reunirão embarcações das classes S40, ORC, IRC, C30, HPE-25, RGS, RGS Cruiser, Clássicos e Star, sendo que as regatas de ORC e Star também serão válidas pelo Campeonato Sul-americano de ambas as classes.

Programação da 41ª Ilhabela Sailing Week
18/7 – sexta-feira
9h – Abertura da secretaria no YCI (até 23h)

19/7 – sábado
9h – Abertura da secretaria no YCI (até 23h)
19h30 – Cerimônia de Abertura da 41ª Ilhabela Sailing Week

20/7 – domingo
10h – Regata Alcatrazes por Boreste – Marinha do Brasil
Classes e Divisões: ORC, IRC, S40, BRA-RGS (A e B) e RGS Cruiser
10h10 – Regata Renato Frankenthal – Classes e Divisões: HPE25 e Star (regata treino)
10h20 – Regata Ilha de Toque-Toque por Boreste
Classes e Divisões: BRA RGS C, Clássicos e C30

21/7 – segunda-feira
Dia livre para todas as classes

22/7 – terça-feira
12h – Regatas Barla-Sota (todas as classes – exceto Clássicos)
17h – Premiação – Regata Alcatrazes
20h – Coquetel dos comandantes

23/7 – quarta-feira
10h – Regata de Percurso ou Barla-Sota (todas as classes – exceto Clássicos)
17h – Confraternização e música ao vivo no YCI

24/7 – quinta-feira
12h – Regatas para todas as classes
17h – Confraternização no YCI
20h – Prêmio Revista Iate – sede do ICS

25/7 – sexta-feira
12h – Regatas para todas as classes
17h – Premiação por Equipes – Show com a banda Tom Cats

26/7 – sábado
12h – Regatas finais para todas as classes
17h – Confraternização no YCI
20h – Premiação – Entrega de prêmios aos vencedores de todas as classes participantes da 41ª Ilhabela Sailing Week, XVII Campeonato Sul-americano da classe ORC e XLV Campeonato Sul-americano da classe Star.

Programação musical na Vila
19/7 – sábado
20h – Orquestra Popular de Ilhabela
22h – Arnaldo Antunes

20/7 – domingo
22h – Ira!

21/7 – segunda-feira
22h – Brothers of Brazil

22/7 – terça-feira
22h – Zeca Baleiro

23/7 – quarta-feira
20h – Tributo a Luiz Gonzaga
Cinema: “Gonzaga, de Pai para Filho”
Show: Chambinho do Acordeon

24/7 – quinta-feira
22h – Bamboa Samba Club

25 e 26/7 – sexta e sábado
20h – XI Mostra de Dança da Fundaci

Da ZDL

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: