Pular para o conteúdo

Vela: Brasil segue brigando por medalhas no Mundial da Juventude

Competiçaõ segue até o dia 19 em Tavira, Portugal, e reúne os melhores velejadores do mundo com idade até 18 anos

Selfie da equipe brasileira

Selfie da equipe brasileira

O segundo dia de regatas do Mundial da Juventude foi típico de Tavira, Portugal, sede da competição. Sol e o ventinho ‘social’, na casa dos 10 nós (18 km/h), alegraram os 367 velejadores com idade até 18 anos que disputam o evento em oito classes. O Brasil segue com boas colocações nas classes SL16 e Laser Radial. Na 420, a briga pelo pódio segue aberta e o Brasil luta para chegar mais uma vez ao lugar mais alto.

Martin Lowy tem se destacado na classe Laser Radial em todas as competições que disputou. O paulista, que de vez em quando treina com Robert Scheidt, subiu uma posição e está em segundo lugar.

Kim Vidal, que disputa a competição pela quarta e última vez, desta vez ao lado de Antonio Lopes, caiu duas posições na SL16, mas ainda segue com chances de conquistar o ouro.  “O campeonato começou muito bem. O nervosismo dos estreantes facilita um pouco as coisas para mim, mas mesmo assim eles não deixam de me passar ou chegar bem perto todas as vezes que errei nos detalhes”, diz.

Tiago Brito, da 420, segue na briga para levar novamente o troféu pra casa. Nesta terça-feira ele e seu proeiro Philipp Essle subiram três posições e finalizaram o dia na sexta colocação. Entre as meninas Giuliana Tozzi e Marina Issler ocupam a 27ª colocação.

Nas pranchas da classe RS:X, Maria Carolina Cruz segue na 20ª posição, enquanto Breno Francioli, que não teve um bom dia, caiu para 22º. Na Laser feminina, Maria Carolina Boabaid também sofreu com o vento mais fraco e terminou o dia na 18ª posição. Na 29er, Antonio Aranha e Stephan Kunath ocupam a 28ª posição.

A competição é realizada todo ano pela ISAF (federação Internacional) e reúne velejadores do mundo inteiro com idade até 18 anos. O Brasil tem um ótimo retrospecto, com 13 medalhas conquistadas até hoje, sendo seis de ouro, duas de prata e cinco de bronze. As regatas em Tavira seguem até o dia 19 de julho e podem ser acompanhadas ao vivo no site http://bit.ly/1kp7EvV.

A delegação brasileira disputa o Mundial da Juventude da Isaf com o apoio da CBVela. A CBVela tem o patrocínio do Bradesco e o apoio da Slam.

 

 

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: