Pular para o conteúdo

Arquivo de

Vestas Wind Systems é a sétima equipe da Volvo Ocean Race 2014-15

VolvoOceanRace_140802greenmarine-gm4385-hdr-cms

Vestas, empresa líder em energia eólica no mundo, foi anunciada hoje como a última equipe para a Volta ao Mundo. O australiano Chris Nicholson será o comandante. Seis vezes campeão mundial e com quatro participações na Volvo Ocean Race, o velejador australiano Chris Nicholson terá o desafio de liderar o Vestas Wind Systems na Volta ao Mundo. A equipe dinamarquesa foi a sétima e última a entrar na regata, que começa em 4 de outubro.

“É uma honra ser o comandante da equipe Vestas Wind. A empresa tem capacidade e conhecimento de aproveitar o poder do vento”, disse Chris Nicholson, que por duas vezes representou a Austrália nos Jogos Olímpicos.

O CEO da Volvo Ocean Race, Knut Frostad, aprovou a entrada do primeiro barco dinamarquês na história da regata. “A Vestas é uma empresa global focada em energia eólica, tornando o mundo um lugar mais limpo para as gerações futuras”.

A equipe terá também dois dinamarqueses: Nicolai Sehested e Peter Wibroe. “No geral, estou muito contente em ter sete equipes na linha de largada. Todos a bordo do novo Volvo Ocean 65, um conceito de barco introduzido há dois anos”, disse Knut Frostad.

A Vestas construiu forte reputação em tecnologia eólica, além de fornecer produtos e serviços no segmento. A fabricação de turbinas eólicas começou em 1979 e hoje, a empresa é líder de mercado na área.

“O vento é o nosso negócio e nossa paixão. A Volvo Ocean Race é a plataforma perfeita para relacionamento com os nossos clientes. Além disso, teremos a chance de mostrar a nossa tecnologia e fortalecer a nossa marca em alguns dos nossos mercados mais importantes. Faz parte da nova estratégia corporativa”, disse Anders Runevad, presidente do grupo e CEO da Vestas Wind Systems.

O time Vestas Wind System disputará o título contra Team SCA, Abu Dhabi Ocean Racing, Dongfeng Race Team, Team Brunel, Team Alvimedica e um time espanhol – que ainda não definiu o nome.

O barco irá enfrentar seu primeiro teste na água, em meados de agosto, quando a equipe se prepara para navegar a distância de qualificação de 2.000 milhas náuticas, um pré-requisito para ingressar na Volvo Ocean Race.

33º Patescaria – Luar de Paquetá será realizado no próximo dia 17

O Paquetá Iate Clube vai promover no próximo dia 17 a 33ª edição da tradicional Patescaria – Luar de Paquetá. A largada está prevista para as 13h. As inscrições podem ser feitas na sede do clube, até o dia 16. Cada inscrição dá direito a uma camiseta para participar do sorteio de brindes.

Após o Aquece Rio, Bruno Fontes mira o Mundial em Santander

Quarto colocado no ranking mundial, Bruno Fontes participa do principal evento da temporada no mês de setembro

Durante duas semanas, o velejador Bruno Fontes competiu ao lado dos melhores competidores do mundo nas raias da Baía de Guanabara, sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Os campeonatos Sudeste Brasileiro e o Aquece Rio International Regatta foram duas boas prévias do que Bruno terá pela frente nas próximas competições, entre eles o Mundial de Vela, no próximo mês, em Santander.

Principal competição do ano, o ISAF World Sailing Championship acontece entre os dias 08 e 21 de setembro, recebendo cerca de 1400 velejadores de 80 países, na competição que reúne todas as classes olímpicas de vela. “Com certeza essas duas semanas no Rio foram muito importantes para o restante da temporada. O principal objetivo da temporada é o Campeonato Mundial, onde espero obter um grande resultado. Meu foco é buscar uma medalha”, explica Bruno.

Os principais adversários de Bruno no Mundial estiveram no Rio durante os últimos dias, mas ao longo do ano os velejadores costumam se encontrar nas etapas de Copa do Mundo e Circuito Mundial. Como sempre, o nível da Classe Laser Standard é um dos mais fortes e a briga pelo título promete ser bem equilibrada.

Sobre sua passagem pelo Rio, Bruno fez uma reflexão. “Estamos há dois anos das Olimpíadas e ainda tem muita coisa pela frente. O nível do Evento-Teste foi bom e eu esperava um resultado melhor da minha parte. Queria ter brigado mais na frente, mas competição é isso mesmo. O importante é estar sempre competitivo e crescendo a cada evento”, encerrou Bruno.

O velejador Bruno Fontes tem os patrocínios da Unimed, CBVela, Marinha do Brasil, Governo do Estado do Paraná e AGE do Brasil e conta com o apoio do COB – Comitê Olímpico Brasileiro e Vita Essência.

Para mais informações sobre Bruno Fontes acesse o site doatletawww.brunofontes.com

Da assessoria

Barcos da Volvo Ocean Race largam para desafio na Grã-Bretanha

VolvoOceanRace_vor-140811-asanchez-1352

As cinco equipes estão travando um duelo acirrado nas primeiras horas da Round Britain and Ireland Race. Nesta segunda-feira (11), cinco barcos da Volvo Ocean Race partiram para o desafio no Canal da Mancha com equilíbrio na flotilha. O time espanhol de Iker Martínez e o Abu Dhabi tem pequena vantagem, mas os outros times estão na cola. A ordem da última atualização é a seguinte: Abu Dhabi, Team Campos, Dongfeng, Team Alvimedica e Team SCA. A regata deveria ter começado na véspera, mas um sistema de baixa pressão com ventos de até 50 nós impediu a largada.

A regata teve um início com várias trocas de posições. Os ventos estavam soprando bem fortes, mas com mais segurança aos competidores. No entanto, um pequeno acidente ocorreu com o francês Pascal Bidégorry, tripulante do Dongfeng, que machucou a mão após uma colisão com um companheiro de equipe durante uma manobra. Resultado: quatro pontos.

O experiente Will Oxley, do Team Alvimedica, falou sobre o início bastante rápido da Round Britain Ireland Race. “É uma grande pista de corrida, uma das melhores do mundo inclusive. Mantém o navegador muito ocupado”.

Quem está motivado com a regata é proeiro do Abu Dhabi, Daryl Wislang. Vice campeão na temporada passada com o Camper, o velejador quer aproveitar os treinos para se entrosar mais e ajudar os árabes a levar o ouro. “A verdadeira razão pela qual eu estou de volta é o sonho de ser campeão”.

A regata Round Britain and Ireland Race deve durar cinco dias. O evento britânico marca o primeiro encontro dos novos modelos Volvo Ocean 65.

Clique aqui para saber por onde andam os barcos. Acesse também o site oficial da prova para saber mais detalhes.

Por Flavio Perez

%d blogueiros gostam disto: