Pular para o conteúdo

Robert Scheidt estreia nesta sexta-feira no Mundial de Vela

Classes Laser Standard e Laser Radial são as primeiras a irem para a água na Espanha

Parte do time brasileiro pronto para a abertura do Mundial de Santander

Parte do time brasileiro pronto para a abertura do Mundial de Santander

Nesta sexta-feira vai ser dada a largada do Mundial de Vela da Isaf (Federação Internacional) na Espanha. As classes Laser Standard e Laser Radial serão as primeiras a irem para a água, com Robert Scheidt, Bruno Fontes e Alex Veeren e Fernanda Decnop, Tina Boabadi e Odile Ginaid. Estão programadas até duas regatas por dia, com largada prevista para as 13h (8h, horário de Brasília).

“Estou bem preparado e disputei algumas boas competições internacionais desde o começo do ano. Este é o principal evento do calendário e estou bastante motivado, ainda mais com a chegada do barco novo da CBVela e do COB”, disse Bruno Fontes.

Fontes é o quarto colocado no ranking mundial e sabe que a briga pelo pódio na Espanha não será fácil. Segundo ele, ao menos 20 barcos podem brigar pela liderança, como o inglês Nick Thompson, o croata Tonci Stipanović e, claro, Robert Scheidt.

Já entre as meninas, Fernanda Decnop prefere não estabelecer uma meta e sim focar em dar o seu melhor a cada regata. Segundo ela, o resultado será consequência.

“Este será o campeonato mais importante do ano e por isso mesmo não quero colocar nenhuma expectativa. Sempre que fiz isso acabei colocando muita pressão em mim mesma e não foi bom. Então vou velejar regata por regata e fazer o meu melhor a cada momento”, disse ela.

Nesta quinta-feira foram realizadas as regatas de abertura, com vento bastante fraco. Por isso, a maioria dos velejadores brasileiros optou em não participar. No final do dia, a organização promoveu uma enorme festa de abertura, com desfile dos países e presença de autoridades.

Regatas ao vivo: Quem quiser, poderá acompanhar as regatas ao vivo através do blog da Isaf ou através de tracking 2D (http://bit.ly/1p3FCHe)  e 3D (http://bit.ly/1COkgrT) e torcer para a equipe brasileira.

Em todo ciclo olímpico a Federação Internacional promove um evento mundial, que visa definir parte das vagas dos Jogos. Em 2007 ele foi realizado em Cascais, Portugal, e em 2011 em Perth, na Austrália. Para este ciclo a ideia foi adiantar o evento em um ano, dando mais tempo para que cada nação possa definir e treinar os seus representantes.

Ao todo são esperados mais de 1400 atletas, de 80 países, e aqueles que não conseguirem se classificar terão ainda os mundiais das classes do ano que vem para tentar a tão sonhada vaga.

A delegação brasileira disputa o Mundial da Isaf com o apoio da CBVela, do COB e do Ministério do Esporte. A CBVela tem patrocínio oficial do Bradesco, apoio da Lei de Incentivo ao Esporte e conta com a Slam como fornecedora oficial.

 

 

 

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: