Pular para o conteúdo

48 horas para a partida! André ‘Bochecha’ Fonseca leva o Brasil na Volvo Ocean Race

O time do Mapfre, que tem  a nossa torcida por conta do brasileiro André 'Bochecha' Fonseca

O time do Mapfre, que tem a nossa torcida por conta do brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca

André ‘Bochecha’ Fonseca terá a missão de representar o Brasil na Volvo Ocean Race 2014-15. O catarinense integra o time espanhol do MAPFRE sendo único atleta do País que irá navegar. Por isso, faltando menos de 48 horas para a largada da regata, o velejador se prepara psicologicamente e fisicamente para o primeiro desafio, que será de aproximadamente 12 mil quilômetros entre Alicante, na Espanha, e a Cidade do Cabo, na África do Sul. “Vou levar uma bandeira do Brasil sempre comigo no barco”, disse André ‘Bochecha’ Fonseca. “Fico feliz por manter essa tradição das últimas edições de sempre ter um velejador brasileiro competindo. É importante para o desenvolvimento da modalidade”.

Focado no desafio, André ‘Bochecha’ Fonseca fará basicamente duas funções a bordo. A de timoneiro, aquele que conduz a embarcação, e a de chefe de turno. Durante as travessias, os velejadores se revezam em grupos.

“Fui convidado para ser um dos timoneiros do barco e também chefe de turno em algumas etapas. Primeiro quero me concentrar no timão, ser rápido quando estiver operando e suprir a expectativa da minha equipe. O chefe de turno precisa ter experiência, saber o que irá acontecer nos próximas horas, tentar antecipar uma mudança das condições climáticas naquele momento e definir as novas velas a serem usadas nesta ocasião”.

O atleta tem experiência de sobra para fazer bonito e ser campeão. Assim como os espanhóis, que acabaram perdendo a edição anterior nas regatas finais, e agora querem recuperar o prejuízo. “Nós entramos para ganhar. O MAPFRE tem uma tripulação muito forte e agora depende de nós. O novo barco dá igualdade de condições às equipes. Vence quem tiver a melhor tática e velejador bem”.

O currículo de Bochecha é extenso na modalidade com participações em Olimpíadas, Mundiais e regatas oceânicas pelo mundo. Foram duas campanhas na Volvo Ocean Race. Em 2005-06, o velejador esteve no inédito barco Brasil 1. Anos depois, em 2008-09, fez parte do holandês Delta Lloyd.

Brasileiro treinador

Outro brasileiro na Volvo Ocean Race é Joca Signorini. Após três participações seguidas como velejador, ele resolveu aceitar o desafio de ser treinador do time 100% feminino na regata, o Team SCA.

“O desafio no Team SCA é muito grande! Posso ver a competição com outra perspectiva. Mesmo assim, eu ainda estou na ativa na vela oceânica competindo em outras categorias. Não vou me aposentar como velejador”, disse Joca Signorini.

Como treinador, Joca Signorini tenta passar toda a experiência adquirida nas últimas três regatas de Volta ao Mundo às meninas. “No inicio do projeto, grande parte do meu trabalho foi estruturar a equipe para selecionar e treinar adequadamente as velejadoras. Montamos nossa base de treinos em Lanzarote, na Espanha, e compramos um modelo antigo de barco como a plataforma de treinos. Estou confiante”, disse.

Joca Signorini também esteve no Brasil 1 em 2005-06 ao lado de André ‘Bochecha’ Fonseca. Em 2008-09, integrou o Ericsson 4 e se tornou campeão da Volvo Ocean Race com Torben Grael no comando. Na temporada seguinte, em 2011-12, fez parte do espanhol Telefónica.

Por Flavio Perez

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: