Pular para o conteúdo

Arquivo de

CA Technologies é campeão brasileiro de C30

Este slideshow necessita de JavaScript.

A classe C30 se reuniu neste final de semana no Iate Clube de Santos, em Ilhabela, para a disputa do Campeonato Brasileiro. Apenas cinco barcos participaram da competição, porém as disputas foram bastante acirradas. Depois de oito regatas, o título ficou com o CA Technologies, de Marcelo Massa, com 12 pontos, seguido por Caballo Loco, de Mauro Dottori, com 15, e Caiçara Porsche, de Marcos Cesar, com 20.

Tradicional Troféu Cayru será disputado neste final de semana

23º Troféu Cayru de Vela de Oceano - Crédito Claudio Bergman

Em sua 24ª edição,  o Troféu Cayru será disputado neste final de semana, 18 e 19 de outubro, com uma novidade: a presença dos barcos da classe ORC Internacional, categoria que passou a integrar as regatas de Oceano no Estado. A competição, que é uma das mais tradicionais do estado, leva este nome em homenagem ao nome do barco do fundador do Clube dos Jangadeiros, Leopoldo Gayer. O barco, de fabricação alemã, foi restaurado e faz parte do acervo histórico do clube.

No primeiro dia de competição, que terá largada às 12h em frente ao Jangadeiros, o percurso será de 36,2 milhas, passando pela Ilhas das Pombas e chegada na Ponta Grossa. Já no domingo, às 13h, o percurso será barla sota, na raia da Pedra Redonda.

Participam do XXIV Troféu Cayru as flotilhas do Clube dos Jangadeiros, Veleiros do Sul e Iate Clube Guaíba. São previstos entre 35 a 45 barcos que disputam nas categorias ORC Internacional,BRA-RGS e BRA-RGS CRUISER, BICO DE PROA, J-24, HPE-25, Microtoner, Velejaço e Regata em Solitário.

Na edição de 2013 o vencedor da categoria RGS foi o barco Abaquar, de Carlos Eduardo Moré. E o barco Hobart, de Airton Schneider, venceu o Fita Azul, primeiro barco a cruzar a linha de chegada da regata longa Volta da Ilha das Pombas. As inscrições estão abertas na Secretaria Esportiva do Jangadeiros: esportiva@jangadeiros.com.br.

O evento conta com o patrocínio do Banrisul e FUNDERGS,

Yacht Club Santo Amaro é destaque na Semana de Vela de Buenos Aires

Principal competição sul-americana de monotipos recebeu cinco tripulações do Audi YCSA Sailing Team na classe 420 na competição encerrada nesta segunda (13) no Rio da Prata

Regata de 420 no Rio de Prata

Regata de 420 no Rio de Prata

São Paulo (SP) – Os velejadores do Audi YCSA Sailing Team, formado pela vela jovem do Yacht Club Santo Amaro (YCSA), obtiveram resultados considerados positivos na Semana de Buenos Aires, principal competição de monotipos do continente. Entre os 25 barcos da classe 420 inscritos no Yacht Club Argentino (YCA), cinco representaram o clube da Represa Guarapiranga, dono da segunda maior flotilha no Rio da Prata, atrás apenas do anfitrião YCA, com 13 embarcações.

A dupla Eric Belda e Rodrigo Dabus, obteve o melhor resultado da delegação paulistana de 420, com o quarto lugar na classe. Os dois velejadores estiveram entre os três primeiros até o último dia, que teve as regatas prejudicadas pelo vento e rondou de nordeste a noroeste, sem ultrapassar a marca dos cinco nós, menos de 10 km/h. Eric competiu em Buenos Aires pela quinta vez e conquistou sua melhor colocação.

Caçulas da equipe que competiu na Argentina com atletas entre 14 e 17 anos, Olívia Belda e Marina Arndt ficaram em 13º lugar geral, o que lhes rendeu a segunda colocação entre as tripulações femininas. Clara e Sofia Videla (YCA) foram as primeiras mulheres na classificação. Os argentinos Agustín Romero e Fermin Jacobs, também do YCA, foram os campeões da classe 420, com quatro vitórias em dez regatas.

Depois de Eric e Rodrigo, a dupla mais bem colocada do Audi YCSA Sailing Team foi Antonio Aranha e Alexander Essl, em oitavo. André Fiuza e Staphan Kunath ficaram em 11º lugar, enquanto Helena de Marchi e Elisa von Fritsch acabaram na 15ª posição. A 24ª Semana de Buenos Aires reuniu 635 barcos de 17 classes, sendo que para Laser Standart e Radial, assim como para J24, foi válida como seletiva para os Jogos Pan-americanos de 2015, em Toronto.

“Um evento de dimensão sul-americana como este, com 25 barcos na raia, oferece experiência aos brasileiros. As tripulações argentinas tradicionalmente têm um elevado nível técnico. Foi uma excelente oportunidade para o constante aprimoramento técnico de nossos velejadores”, considerou o coordenador da classe 420 para o Estado de São Paulo, Erik von Fritsch.

Bruno Fontes inicia Copa do Mundo de Vela na China entre os top-5

Velejador do Iate Clube de Santa Catarina começou bem as disputas em Qingdao em dia com condições difíceis na abertura da temporada 2014/2015 da ISAF Sailing World Cup

Qingdao (China) – 14/10/2014 – Na madrugada desta terça-feira, 14 (horário do Brasil), teve início a temporada 2014/2015 da ISAF Sailing World Cup com as disputas da primeira etapa em Qingdao, na China. O velejador Bruno Fontes, representante do Iate Clube de Santa Catarina, começou muito bem as disputas terminando o primeiro dia na quinta posição na classificação geral. Em um dia com variação de ventos fracos e médios, Fontes conquistou um 7º e um 8º nas duas regatas disputadas.

“O primeiro dia foi complicado. As condições variaram de fraco para médio. Na primeira regata eu não fiz uma boa largada, mas no geral consegui velejar muito bem, recuperando algumas posições. Na segunda eu comecei muito bem e cheguei a liderar, mas acabei escolhendo o lado errado, o que me atrapalhou um pouco. No fim, cheguei próximo dos líderes”, explicou Bruno.

Com quinze pontos perdidos, Bruno tem como primeiro objetivo na competição buscar um lugar na Medal Race, mas sem deixar os líderes desgarrarem na ponta. “A competição apenas começou e a diferença para o 3º colocado é de apenas quatro pontos. Ainda é muito cedo para fazer qualquer previsão, pois o nível da flotilha é muito alto e tudo pode mudar nos próximos dias”, afirma.

A competição em Qingdao na China acontece até o próximo sábado, quando será disputada a Medal Race. Até lá, serão disputadas mais seis regatas na primeira fase, totalizando oito, com apenas um descarte para cada velejador. Os dez melhores avançam para a disputa da medalha, que terá pontuação dobrada e não poderá ser utilizada como descarte.

Classificação após duas regatas:
1º Tonci Stipanovic (CRO) – 2pp
2º Pavlos Kontides (CYP) – 4pp
3º Wannes Van Laer (BEL) – 11pp
4º Giovani Cocolluto (ITA) – 13pp
5º Daniel Mihelic (CRO) – 15pp
5º Colin Cheng (SIG) – 15pp
5º Bruno Fontes (BRA) – 15pp
8º Andrew Lewis (TRI) – 21pp
9º Stefano Marcia (AFS) – 25pp
10º Huichao Chen (CHI) – 27pp

Bruno Fontes viaja a Copa do Mundo de Vela da China através da Lei de Incentivo ao Esportes

O velejador Bruno Fontes tem os patrocínios da Unimed, CBVela, Marinha do Brasil, Governo do Estado do Paraná e AGE do Brasil e conta com o apoio do COB – Comitê Olímpico Brasileiro e Vita Essência.

Da assessoria

Rota do Rum terá mais uma vez a participação da classe IMOCA

 

No próximo dia 2 de novembro larga em Saint Malo, na França, mais uma edição da regata Rota do Rum. Desta vez o destino é Guadalupe, no Caribe. E na classe IMOCA estarão grandes estrelas da vela, incluindo o francês François Gabbart, o mais jovem a vencer a Vendée Globe. Também estarão presentes Vincent Riou, Jérémie Beyou, Marc Guillemot, Alessandro di Benedetto, Tanguy De Lamotte, Bertrand de Broc e  Louis Burton.

A classe IMOCA é uma classe forte entre aqueles que gostam de regatas longas e desafiadoras e os barcos de 60 pés geralmente são velejados em solitário. Criada em 1991, ela faz parte da Rota do Rum desde 1994.

%d blogueiros gostam disto: