Pular para o conteúdo

Yacht Club Santo Amaro é destaque na Semana de Vela de Buenos Aires

Principal competição sul-americana de monotipos recebeu cinco tripulações do Audi YCSA Sailing Team na classe 420 na competição encerrada nesta segunda (13) no Rio da Prata

Regata de 420 no Rio de Prata

Regata de 420 no Rio de Prata

São Paulo (SP) – Os velejadores do Audi YCSA Sailing Team, formado pela vela jovem do Yacht Club Santo Amaro (YCSA), obtiveram resultados considerados positivos na Semana de Buenos Aires, principal competição de monotipos do continente. Entre os 25 barcos da classe 420 inscritos no Yacht Club Argentino (YCA), cinco representaram o clube da Represa Guarapiranga, dono da segunda maior flotilha no Rio da Prata, atrás apenas do anfitrião YCA, com 13 embarcações.

A dupla Eric Belda e Rodrigo Dabus, obteve o melhor resultado da delegação paulistana de 420, com o quarto lugar na classe. Os dois velejadores estiveram entre os três primeiros até o último dia, que teve as regatas prejudicadas pelo vento e rondou de nordeste a noroeste, sem ultrapassar a marca dos cinco nós, menos de 10 km/h. Eric competiu em Buenos Aires pela quinta vez e conquistou sua melhor colocação.

Caçulas da equipe que competiu na Argentina com atletas entre 14 e 17 anos, Olívia Belda e Marina Arndt ficaram em 13º lugar geral, o que lhes rendeu a segunda colocação entre as tripulações femininas. Clara e Sofia Videla (YCA) foram as primeiras mulheres na classificação. Os argentinos Agustín Romero e Fermin Jacobs, também do YCA, foram os campeões da classe 420, com quatro vitórias em dez regatas.

Depois de Eric e Rodrigo, a dupla mais bem colocada do Audi YCSA Sailing Team foi Antonio Aranha e Alexander Essl, em oitavo. André Fiuza e Staphan Kunath ficaram em 11º lugar, enquanto Helena de Marchi e Elisa von Fritsch acabaram na 15ª posição. A 24ª Semana de Buenos Aires reuniu 635 barcos de 17 classes, sendo que para Laser Standart e Radial, assim como para J24, foi válida como seletiva para os Jogos Pan-americanos de 2015, em Toronto.

“Um evento de dimensão sul-americana como este, com 25 barcos na raia, oferece experiência aos brasileiros. As tripulações argentinas tradicionalmente têm um elevado nível técnico. Foi uma excelente oportunidade para o constante aprimoramento técnico de nossos velejadores”, considerou o coordenador da classe 420 para o Estado de São Paulo, Erik von Fritsch.

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: