Pular para o conteúdo

CLIPPER RACE: desvio para evacuação médica de tripulante ferido.

 

Derry~Londonderry~Doire starts Race 4 in Albany, Western Australia

O Derry-Londonderry-Doire está desviando para Hobart, na Tasmânia, como medida de segurança para evacuação de um tripulante ferido.

O skipper Daniel Smith, do Derry-Londonderry-Doire, fez contato com o diretor da regata Clipper Race na terça-feira (8/12) para informar que um membro da tripulação de volta ao mundo, o britânico Michael Gaskin, 54 anos,  estava com suspeita de ter quebrado as costelas (confirmado depois) após uma queda provocada pela quebra de uma onda na proa. O mar estava agitado, com ventos de 35 nós e o Derry-Londonderry-Doire velejava a cerca de 130mm a sudoeste da Tasmânia. Esta é a primeira evacuação médica da Clipper 2015-16, décima edição da série bienal global, a mais longa regata de oceano do mundo, com mais de 40.000 milhas, 11 meses de duração e cinco continentes visitados (todos, menos a Antártica).

 

SOBRE A COMPETIÇÃO

A Clipper Round the World  Yacht Race é a aventura do oceano mais longa do mundo, e também considerada como um dos mais difíceis desafios de resistência no planeta. Em 40.000 milhas e tendo quase um ano para ser concluída, consiste em doze equipes que competem uns contra os outros, com embarcações rigorosamente iguais de 70 pés.

A Clipper foi criada em 1996 por Robin Knox-Johnston, primeiro velejador solitário a circum-navegar o globo sem paradas e sem assistência em 1968-69. Seu objetivo era permitir que qualquer pessoa, independentemente da experiência de vela anterior, tivesse a chance de de abraçar a emoção das regatas de oceano. A prova é o único evento do gênero para os velejadores amadores. Cerca de 40 por cento da tripulação são novatos e nunca navegaram antes de iniciar o programa de treinamento prévio à aventura.

Este desafio único reúne todos, CEOs, motoristas de táxi, enfermeiros, bombeiros, fazendeiros, pilotos de avião e estudantes de no mínimo 18 anos de idade, para enfrentar as condições mais difíceis da natureza. Não há limite máximo de idade, o competidor mais velho registrado até hoje, tinha 74 anos.

O percurso total é dividido em uma série de etapas globais e um máximo de 12 pontos para o primeiro lugar. A equipe com maior número de pontos acumulados no final da etapa final ganha a série, e o troféu Clipper Race.

Nesta edição, 700 pessoas de mais de 40 nacionalidades estão participando. Mais de 3.300 novatos foram transformados em velejadores de oceano ao longo das histórias Clipper Race até hoje.

A regata começou em Londres em agosto, quando a frota zarpou para o Rio de Janeiro. Depois a rota inclui as seguintes etapas: Cidade do Cabo para a Austrália passando em Albany, Sydney, Hobart e Airlie Beach, depois Da Nang, no Vietnã; Qingdao, China; Seattle e Nova York, nos EUA; Derry-Londonderry, Irlanda do Norte; e Den Helder, Holanda. A prova vai terminar em Londres, em 30 de Julho de 2016.

Para marcar esta décima edição da corrida, a Clipper apoiou oficialmente a Unicef, que ​opera em 190 países ao redor do mundo, incluindo todos os países da Clipper Race, assegurando que mais crianças no mundo sejam alimentadas, vacinadas, educadas e protegidas.

Por Flavia Goffi/Clipper Race

Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: