Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘Regatas’

Não deu. Thomson fica pra trás e Le Cléac’h deve chegar para bater o recorde da Vendée Globe às 13:30h de hoje

banque-populaire-viii-r-1680-1200.jpg

O líder a Vendée Globe Armel Le Cléac’h é esperado na linha de chegada em aproximadamente duas horas, às 1530h UTC (13:30h em Brasília) hoje, após 74 dias no mar.

Alex Thomson que protagonizou a perseguição mais legal dos últimos tempos no desafio de volta ao  mundo em solitário sem paradas e sem assistência, acabou ficando pra trás 100 milhas depois que os ponteiros cambaram rumo ao objetivo final (a distância é calculada em relação a chegada, em linha reta, por isso a discrepância nos números em relação a ontem). Não deve ser desta vez que um inglês vai colocar água na champanhe francesa. Fica pra próxima!

O comandante francês está atualmente a 36 milhas náuticas da linha de chegada em Les Sables d’Olonne, navegando a pouco mais de 12 nós. O final da regata será transmitido ao vivo no site do evento e nas mídias sociais uma vez que Le Cléac’h esteja a aproximadamente 30 minutos da linha de chegada. O segundo colocado, Alex Thomson, deverá cruzar a linha de chegada cerca de 12 horas depois.

Para mais informações sobre como seguir as chegadas, clique aqui: http://www.vendeeglobe.org/pt/news/18197/how-to-follow-the-finish-this-thursday

Gregos vencem o Mundial de Tornado na Suíça; brasileiros ficam em 10o

Terminou neste domingo na Suíça o Mundial de Tornado. A falta de vento permitiu a realização de apenas oito regatas e os gregos Iordanis Paschalidis e Trigonis Konstantinos ficaram com o título. O Brasil esteve representado pela dupla Bruno di Bernardi e José Dauden, de Santa Catarina, que ficou com a 10ª posição. No total 33 duplas estiveram presentes, sendo 10 delas mistas, já prevendo a volta da categoria com esta configuração para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Falta de vento cancela também o segundo dia de regatas do Mundial de Tornado

Os velejadores que estão na disputa do Campeonato mundial da classe Tornado, no Lago Biel na Suíça, seguem na expectativa.   O segundo dia do campeonato terminou como o primeiro: sem regatas. Só que, se na abertura do evento uma ventania impediu a realização das regatas, nesta sexta-feira foi a vez da calmaria com ventos de 2 a 4 nós dar as caras na região.  A organização espera que uma frente fria prevista para esta noite possibilite a realização de pelo menos quatro regatas para validar o Mundial de 2011. Participam da disputa 38 duplas de 11 países e o Brasil está representado pela dupla catarinense Bruno di Bernardi e José Dauden.

Da assessoria de imprensa

Última etapa da Mitsubishi Sailing Cup acontece de 1 a 4 de setembro no Rio

A terceira e última etapa da Mitsubishi Sailing Cup 2011, que definirá o campeão do circuito este ano está quase chegando. As regatas serão realizadas entre os dias 1 e 4 de setembro, na raia montada na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, sempre com largada a partir das 11h30.

Vencedor das duas etapas anteriores (Ilhabela e Búzios), o barco Negra (ARG) é o líder absoluto da competição na classe S40, com 23 pontos perdidos. Para esta etapa decisiva, a tripulação vai contar com a experiência do medalhista olímpico Lars Grael. Ele será o tático da equipe invicta e, portanto, favorita ao título.

Em segundo lugar na classificação geral está o barco Pisco Sour (CHI), de Bernardo Matte, com 40 pontos perdidos, seguido pelo barco argentino Patagônia, comandando por Norberto Alvarez Vitale, com 40.2 pontos.

Já na categoria HPE 25, o líder da competição é o barco Ginga, de Breno Chvalier, com 17 pontos perdidos. A tripulação soma dez pontos à frente do segundo colocado geral, o veleiro Match Point, de Hugo Del Piore, com 27 pontos. Em terceiro lugar geral está a tripulação do Aventura, do comandante José Vita, com 33 pontos perdidos.

Os campeões olímpicos brasileiros Torben Grael e Eduardo Penido, além de campeões mundiais como Gastão Brun, Guilhermo Parada, Mariano Cole Parada, Roberto Martins, Samuel Albrecht, Vince Brun e Eduardo Souza Ramos também darão um brilho à disputa dentro d’água.

Programação:
Data: 1 a 4 de Setembro
Local: ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro (Rua Pasteur, 33 – Urca)
Horário: Previsão de Largada (todos dias) – a partir das 11h30

Da assessoria de imprensa

3ª Copa Yacht Clube da Bahia de Match Race acontece de 2 a 4 de setembro

Entre os dias 2 e 4 de setembro a Baía de Todos os Santos será palco da 3ª Copa Yacht Clube da Bahia de Match Race. O prazo final para pedido de convite é o dia 28 de agosto. Serão convidadas seis equipes. O valor da inscrição é de R$ 100,00. Serão usados barcos da classe Skipper 21, para quatro pessoas.

Lars Grael será o tático do Negra na última etapa da Mitsubishi Sailing Cup

O velejador Lars Grael confirmou sua participação como tripulante do uruguaio Negra na terceira e última etapa da Mitsubishi Sailing Cup, que será disputada no Rio de Janeiro, entre os dias 1º e 4 de setembro. Com o objetivo de manter a liderança na competição, a tripulação do Negra convidou o velejador brasileiro para ser o tático da embarcação na etapa decisiva da prova. “Em casa”, Lars entra no lugar de Francesco Bruni, tático invicto nas duas últimas provas da Mitsubishi Sailing Cup.

Além de ser o responsável pela tática, Lars terá ainda outro desafio: competir contra a habilidade do irmão Torben Grael, tático do Mitsubishi Motors/Gol, barco comandado por Marco Grael.

Com uma tripulação afinada, o Negra venceu a primeira edição da Mitsubishi Sailing Cup, no ano passado, e conquistou duas de três etapas este ano (Ilhabela e Búzios). Agora, a expectativa é garantir a invencibilidade nesta última etapa no Rio de Janeiro e conquistar o bicampeonato da prova.

Jeremie Beyou assume a liderança da última perna da Solitaire Du Figaro

Tempestade atinge a flotilha da Solitaire du Figaro

Como se já não bastasse ter vencido as duas últimas pernas e liderar a competição, Jeremie Beyou lidera também a última etapa da Solitaire Du Figaro rumo a Dieppe. A flotilha largou de Les Sables d’Olonne neste domingo. Mas a vida do francês não está fácil. No início da noite desta terça-feira apenas duas milhas separavam os sete primeiros colocados, incluindo Fabien Delahaye, segundo colocado geral da competição.

“Não sei se choro ou se rio. Uma tempestade passou por mim e eu fui de contravento para popa em alguns segundos. É meio como um ioiô este vento rondado”, disse Beyou.

%d blogueiros gostam disto: